Abrir menu principal

Desciclopédia β

Caráter

Car.JPG

Caráter
é sobre aquilo que pensa mas, não muito.


...ou alguém que é especialista nisso.
Clique aqui pra ver quem mais tenta explicar o inexplicável.


Cquote1.png Lembrando que no plural é caractéres. Cquote2.png
Professor(a) de Português sobre caráter.

Aparência geral de um bom caráter.

Caráter é uma característica de alguns seres que mostra, segundo os humanos, se alguém á filho da puta (não literalmente, a mãe da pessoa pode ser imaculladíssima), ou é alguém que evita o mal de alguém ou de muitas pessoas, fazendo menos merda. Na verdade isso não vale se o mal for feito por retardadice, apenas se for de modo consciente.

Bom caráterEditar

 
Arrependimento mostra bom caráter. Fingimento mostra que já sabe o que costuma dar resultado.

Isso não é fácil de se encontrar, mas mesmo sem que seja psicopata pode-se fingir, a diferença é que, segundo os psicólogos, quem é normal se arrepende. Quem se f... continua sem saber até hoje qual a diferença já que se f... do mesmo jeito. Os autenticamente bons, digamos uns dez por cento, não são fáceis de se encontrar e em geral passam imagem de fracos para a maioria, mas não tem nada de fracos

Na verdade a maioria das pessoas é mais ou menos, e esse é um grande problema, pois nunca se sabe o que esperar, por exemplo, um autêntico sem vergonha já se sabe que se pode esperar tudo que não presta e já se preparar. E aquelas poucas pessoas que são mesmo boazinhas, pode-se até confiar, porém os mais ou menos, são uma verdadeira desgraça: Sendo maioria esmagadora, passamos de ruins a bons sem motivo aparente e vice-versa. E costuma-se admirar mais os dez por cento totalmente ou quase totalmente ruins, que comem a bunda de todo mundo se preciso, do que os dez por cento que mais parecem anjinhos, assim são os 80% da população em termos de caráter.

Mau caráterEditar

 
Sorriso típico de mau caráter que a maioria aprecia e até tenta imitar.

Mau caráter, quanto pior melhor, mesmo esse ser enganando, quando se consegue saber qual é a dela(a), é fácil: Não se pode confiar jamais e se sabe que tem que esperar pelo pior e ficar ligado, sabendo que pode vir uma bomba no território de quem quer que seja (em sentido figurado ou literal), é mais fácil. Bem como é fácil naqueles casos de uns dez por cento de pessoas que são muito boas, pode-se sim, confiar nelas. Já os que são mais ou menos é o grande perigo, até porque costumam admirar e respeitar mais os de mau caráter, inclusive tendo tendência a obedecê-los.

Se duvida, um exemplo pra essa sua cabecinha lerda: Lembra de uma cena de alguém tentando se suicidar pulando de um edifício? Uma multidão embaixo gritando para que o infeliz pule de uma vez. Acha por acaso que aquilo é tudo psicopata? Nada, a maioria é mais-ou-menos, mas a cambada gosta inclusive de imitar os mais ruins. Agora já sabe porque pra se garantir acá na face da mãe Terra não pode ser mané.

Nem espere bom caráter da maioria, senão você vai ser o maior mané mesmo, até porque ninguém gosta de tonto, se for para escolher entre um tontete de bom caráter e um autêntico maldito de mau caráter, todo mundo faz de conta que acredita, mesmo sabendo quem não presta, de tanto que admiram quem tem coragem (ou inclinação) em não prestar.

Ver tambémEditar