Abrir menu principal

Desciclopédia β

Caramelo

Oco Jajá.jpg Este é um artigo gastronômico.

Jailson Mendes garante: "Este artigo é gostoso, grande e gostoso!"


Aqui nosso caramelo, pronto para levar uma chupadinha

Cquote1.png Você quis dizer: Açúcar aquecido à 170º C ou mais? Cquote2.png
Google sobre Caramelo
Cquote1.png Experimente também: Biscoito e chocolate Cquote2.png
Sugestão do Google para Caramelo
Cquote1.png Caramelo, Biscoito, Chocolaaaaaaaaate! Cquote2.png
Twix sobre Caramelo
Cquote1.png E aí mina, quer chupar meu caramelo?? Cquote2.png
Alguém sobre seu caramelo

Caramelo ou balinha é mais um daqueles doces que o homem aproveita de suas características modulares e maleáveis para fazer em forma de algo constrangedor ou simplesmente fazer piadas de duplo sentido muitas vezes apenas para deixar a pessoa sem graça ou ficar horas e horas encucada somente com uma pergunta inocente, como Cquote1.png Você quer chupar meu caramelo? Cquote2.png

Índice

HistóriaEditar

 
Aqui o Caramelo pronto para ser colocado na panela

Sabe-se lá de como e onde surgiu este doce fálico da humanidade, mas alguns cientistas e pesquisadores de grandes universidades conhecidas pelo mundo inteiro a partir de datações em pinturas rupestres, testes com o carbono 14, antigos pergaminhos e pesquisas no google puderam chegar perto sobre como teria surgido e como era os caramelos antigos.

A data mais antiga que se tenha notícia do caramelo foi cerca de mais de oito mil séculos atrás, quando a terra estava pior que atualmente em quesitos de aquecimento global e o aumento no diâmetro da camada de ozônio. A média da temperatura ambiente na época ficava entre 100 e 180 graus Célcius para mais ou para menos (devido a inconsistência de dados e a internet usada pelos pesquisadores). A única água existente era na forma H2O de vapor ou dentro das folhas de algumas plantas cozidas. Então, perto de uma plantação de cana, acharam um líquido meloso e viscoso. Por falta de algum material que prestasse para tal, resolveram eles mesmos ver pelo método antigo: Colocar o dedo na coisa e levar para a boca. Por suas surpresas, tal líquido era doce e saboroso, derretendo na boca.

Levando ao laboratório para comprovar, perceberam que tal líquido era mesmo um caramelo e não uma secreção de um órgão reptiliano, de uns anos atrás. Concluíram então que foi por acaso que inventaram o caramelo. Inventaram não, foi um processo natural do cozimento da cana-de-açúcar, formando o caramelo. Só não sabiam como ele foi levado para o mundo todo como forma de iguaria.

O Caramelo em focoEditar

Na televisão e na indústriaEditar

 
Você está afim de comer um Twix!!!

Sim, o caramelo também ficou tão famoso a ponto de ser transmitido a mais de 8 países espalhados pelo mundo, facilitando ainda mais a comunicação entre todos em relação ao caramelo. As empresas Twix Corp. viram no caramelo uma fonte de dinheiro e de zoação, já que nas propagandas além de zoar um ator diferente por dia, zoam com todos os consumidores, perguntando se os mesmos querem chupar ou morder o caramelo do "Chocolate". Graças à comunicação proporcionada pela televisão, a globalização pelo caramelo cresceu ainda mais, desde a América até a Nova Zelândia.

Também não para por aí. Esses países ficaram interligados, selando ainda mais as divisões internacionais do trabalho. Não só a divisão, mas também as piadinhas acerca dessde doce fálico: Os países pobres ficam encarregados de pegar na cana, descabelar os pedaços de pau roliço e levar aquele pau branco atrás em longas viagens até o centro. Após isso, todos vão colocando a cana junta, levando até as fábricas para a produção do melado. Esse melado nada mais é que o produto em estado líquido que sai da cana após bater e muito a mesma. Com o melado, produzem o açúcar branquinho. A maioria dos países pobres não tem dinheiro o suficiente para a produção do caramelo, portanto mandam essa matéria prima aos países mais ricos.

Pegando na cana ou no branquinho do açúcar, esses países ricos novamente transportam até a indústria. Esquentam e muito o açúcar (ou o melado) até aparecer algo ainda mais melado e viscoso. Esse aí que aparece é o nosso caramelo. Agora, esse produto melado tem vários destinos: Ou manda para empresas para a produção de balas, pirulitos ou mandam novamente aos países mais pobres com o preço elevado.

A maioria das pessoas gostaram tanto de chupar o caramelo que ficaram inclusive viciadas, ganhando algumas calorias e expandindo o grau de colesterol, fora alguns diabéticos que além de chupar um caramelo, leva uma injeção na bunda de insulina.

Na arte poéticaEditar

O valor calórico do caramelo não se restringe somente à culinária e à mídia. Ele também serve de inspiração para a poesia, criando os mais diversificados tipos de textos (realmente) doces e aprazível para nós. Veja o texto abaixo e delicie-se com isso:


UM POEMA DOCE

Venha amiga, entre e sente
Pois eu vou lhe apresentar
A beleza, sim, que é
Ter-se algo pra chupar.

Bem gostoso, duro, rijo
E que tem um corpo belo,
Mas não vá pensar besteira
Eu falo do Caramelo.

Ele é uma delícia,
Foi criado a muito tempo
Somente para afastar
De você algum tormento.

Pode ter vários recheios
De biscoito a chocolate
Porém o tradicional
É uma festa a parte.

Bem feito, do puro açúcar,
Batido com cuidados
É o melhor dos manjares
E um dos mais cobiçados.

Coma com moderação
Pois você pode engordar,
Principalmente se for
Morder, além de chupar.

E é isso o Caramelo
Um manjar que vem dos deuses
Mas que pode, sem querer,
Te encher por nove meses.

 
Uma deliciosa receita: pudim de laranja que parece de chocolate sabor caramelo

ReceitaEditar

Aqui vai uma dica mara, para que vocês que adoram chupar realmente gostam desse suculento doce que é o Caramelo, (ou não). Aprenda como produzí-lo, de uma forma simples e prática (mas aconselha-se estar com a tua mãe por perto, para você não fazer merda coisa errada):

  • 2010 colheres de açúcar
  • 2 1 copo de água com mais e 100 graus.
  • Deixe ele numa panela cheia de ferrugem qualquer.
  • Movimenta ele por mais de 30 minutos

E pronto,agora o caramelo está feito.

Obs: não coloque muito açúcar,se não você pode acabar fazendo Sua Mãe porcaria.

Pegadinhas a respeitoEditar

Ver tambémEditar