Abrir menu principal

Desciclopédia β

Caso João Hélio

ZUMBI.jpg Este artigof está uma merda companheirof
Alguéf concertaf o artigof, agoraf! O Sérgiof Morof está vindof, então queimef todas as provasf


Atenção: leia este artigo com bom humor

A Desciclopédia é um site de humor, não venha nos dizer que pegamos pesado.
Se você não é capaz de apreciar o bom humor afrodescendente, visite outro artigo.

Mamãe, o que eu serei quando crescer? Nada, você tem câncer.


Cquote1.png Você quis dizer: Isabella Nardoni Macho Cquote2.png
Google sobre Caso João Hélio
Cquote1.png Meu primeiro amor. Cquote2.png
Isabella Nardoni sobre João Hélio
Cquote1.png Cansei! Cquote2.png
Classe Média sobre indignação com o caso Caso João Hélio
Cquote1.png Passou! Cquote2.png
Classe Média sobre indignação com o caso Caso João Hélio, dois meses depois
Cquote1.png O que cai em pé e corre deitado? Cquote2.png
Seu tio chato sobre sobre João Hélio

Sobre

João Hélio foi um, garoto que foi assassinado por traficantes no Rio de Janeiro. Acredita-se que o motivo do crime é o fato de que seus pais não pagaram o consumo de cocaína.

Este acontecimento teria acontecido pelo roubo praticado por assaltantes iniciantes e pobres que estariam desesperadamente correndo atrás do que comer, e por isso estariam se encontrando em uma vida de canibalismo.

Entretanto, há suposições por parte dos moradores de Santo André de que este crime tenha sido uma reprise do Caso Nicole, onde uma garota de programa foi arrastada até a morte por estar presa ao cinto de um carro, perdendo com isso a massa encefálica e todo o resto de carne que ainda tinha.

Além disso, há especulações de que ele seria namorado de Isabella Nardoni, uma miguxinha emo que também teria um trágico fim, pelo fato de o namoro dos dois não ser bem aceito pela sociedade conservadora de São Paulo.

O caso

 
João Hélio, o garotinho emo que foi vítima do tráfico cheiramento de gatinhos

João Hélio foi um menino vítima da violência carioca, porque se fosse paulista ele seria morto pelos pais ou pelos filhos, e não por um trio de pretos punheteiros de sexualidade indefinida playssons que tomavam coca, cogumelos alucinógenos e praticavam cheiramento de gatinhos durante seus X1/X2/X3/X4/X5... X1000, jogando Counter Strike e Grand Theft Auto: San Andreas (este último incentivou a ideia de puxar o pessoal para fora do carro de qualquer jeito) que tinha no projeto besta do governo, conhecido como inclusão digital, de levar a banda larga aos pobres.

Levando a conclusão de que a culpa foi da inclusão digital nas favelas, pois se não houvesse, eles apenas fariam o de sempre sem a influência do "CS" e do "GTA San Andreas", e levaria mais um ano até terem a ideia, pois seria através do filme Tropa de Elite.

Os três playssons tiveram a brilhante ideia de encher uma camisinha com gás hélio, para seu usada como alegoria na Parada Gay, em São Paulo, pois estavam de viadagem viagem para SP. Daí procuraram um menino incomum que fazia isso através de arrotos e peidos.

Não tinham grana o suficiente para negociar o menino com seus pais, e nem mentalidade o suficiente para arranjar grana para isso, então graças às crônicas de Zé Pequeno lembraram como se faz um assalto.

Eles estavam planejando tudo em frente ao semáforo, quando o carro onde estava o menino (que finalmente teve um momento de bem com a vida no carro com sua mãe, sua irmã, e uma mulher de carona) foi levado pelos três estraga-prazeres playssons, como se tivessem zoando com Fucker & Sucker.

A mãe, a irmã e a mulher de carona saíram, mas não a tempo de salvar a criança que foi arrastada pelo carro por 7 km, fazendo paradas em Oswaldo Cruz, depois de atirar o pau no gato em Madureira, acampar em Campinas, e quebrar nozes em Cascadura.

As bestas que tiveram a grande ideia de dar um pouco de ar fresco (pro garoto parar de liberar o hélio no carro) não pensaram no caso de que, com ele morto, não teria como encher a camisinha.

Então, fugiram para Juiz de Fora e acharam mais 2 viados para formarem uma banda com eles. Agora, convertidos, fazem sucesso e uma de suas músicas é a atual trilha de abertura da Malhação.

Ver também