Abrir menu principal

Desciclopédia β

Caucaia

Caucaia é um grande bairro de Fortaleza, mas que é considerado oficialmente como município do Ceará. Seu nome significa "mato queimado", que significa exatamente o que tá escrito. Sua população é composta por índios, ladrões, políticos, maconheiros, jogadores de Lineage e de Colheita Feliz, praticantes de windsurf e vagabundos em geral. O mais interessante da cidade, é que não há nada de interessante para se fazer lá.

Município de Caralha
Bandeira de Caucaia.png
Bandeira
Aniversário 15 de outubro
Fundação 15 de outubro de 1759
Gentílico caucaiense
Lema Terra dos meus encantos, puta bonita para todo lado e corno para todo canto
Prefeito(a) Naumi, o índio FDP
Localização
Localização de Caralha
Estado link={{{3}}} Ceará
Mesorregião Cidades-dormitório de Fortaleza
Microrregião Bairros distantes de Fortaleza
Municípios limítrofes Fortaleza, Maracanaú, Maranguape, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante
Distância até a capital meio metro km
Características geográficas
Área Não disponível
População hab.
Idioma Tupi e uma pequena parte fala português
Clima Quente
Indicadores
IDH 0,008
PIB R$ 5 973,82
PIB per capita R$ Porra nenhuma 3000 A.C

Índice

HistóriaEditar

Caucaia surgiu junto com Fortaleza, ali por volta do século XVIII, inicialmente como bairro distante da capital da então Capitania do Ceará, servia como refúgio e esconderijo dos jesuítas, que devido à sua prática escusa de pedofilia a sua condição de paz e amor, necessitavam ficar reclusos do polo urbano que era Fortaleza.

Quando a cidade foi fundada, construíram uma igreja qualquer, mas como a fizeram com dois andares, algo inédito para a cidade, o local tornpu-se rapidamente um marco. Ali perto, na praça da matriz foi enterrada uma caveira de burro junto a um corno de joelhos, e a partir daí nasceu a cidade.

O primeiro lema da cidade foi "Terra dos meus encantos, puta bonita para todo lado e corno para todo canto".

GeografiaEditar

Em Caucaia, areia e mato são predominantes na paisagem, existindo basicamente isso geofisicamente falando.

EconomiaEditar

A economia de Caucaia é totalmente dependente de Fortaleza, conforme podemos observar em dados obtidos pelo Data Foda-se, vê-se que 50% do PIB de Caucaia provém de assaltos e roubos a visitantes maracanauenses e fortalezenses. Assim, 45% dos caucaiense que são bem sucedidos na vida, o são roubando bancos no interior do estado.

Outros dados relevantes mostram que 1% dos moradores de Caucaia não aceitam que moram no lado ruim do estado.

1% da reda da cidade vem da venda de espelhos que adquiriram com os portugueses há uns anos atrás. E mais 1% vem de outras putarias que os habitantes fazem, em geral, crimes. Enquanto 0% vem da honestidade dos políticos natos de Caucaia.

PopulaçãoEditar

A maioria da população vive em aldeias ou acampam na praia na esperança de encontrar turistas para roubar. Outra parte sobrevive de canibalismo, como é o caso dos habitantes da favela Jurema. A sociedade de Caucaia é composta de engenheiros sociais (fofoqueiras) que se organizam em grupos nas calçadas a partir das três horas da tarde para tentar consertar a vida do vizinho, aplicando assim os conceitos de engenharia social. Nota-se grande facilidade de observação desses engenheiros, pois são munidos de visão raio-x, conseguem detectar até mesmo um ovo de galinha dentro de duas sacolas plásticas, e assim tornando o ovo da galinha sua pauta das 15hs, que perdura até às 22hs em debate.

BairrosEditar

  • Araturi - Considerado o menor bairro da cidade, onde os moradores moram em grandes apartamentos financiados pela Caixa Econômica Federal, Metrópole 1, 2, 3 até o 10, Arianópoles, Conjunto Metropolitano conhecido popularmente como Picuí, Planalto Caucaia, Icaraí ("Icarái"), Cumbuco, Parque Soledade, Jurema, entre outros.
  • Cigana - É o bairro mais "temido". Dos assassinatos, roubos, furtos, suicídios do município, 99,9% vêm de lá. No bairro Cigana, fica a maior faculdade do crime, com direito a pós-graduação e doutorado.
  • Cumbuco Praia onde se encontra a Vila de Pescadores, que é uma favela rodeada de mansões e pousadas, e em cuja praça principal há uma peixaria, impedindo que a praça seja um ponto de encontro.
  • Tabapuá - É o bairro com mais coroinha católicos de Caucaia (ou então do mundo), mas quase todos eles são vão a igreja duas ou três vezes na vida. Com igrejas católicas lotadas de coroinhas no altar, porém quase nenhum deles sabe o que está fazendo, deixando os outros coroinhas com só uma função (que quase sempre falha).
  • Curicaca - Considerado o bairro mais tranquilo da cidade, o índice de assaltos é de 10 a cada nove habitantes, e faz fronteira com os bairros mais nobres: Urubu e Grilo. O bairro é mantido pelos pequenos comércios bocas de fumo, presentes em quase todas as ruas do bairro. Ainda existem vários atletas dos esportes tradicionais da cidade como: Corrida da fuga do carro da polícia e Pernas para que te quero após assaltar.
  • Sítios Novos - Digamos que seja o manicômio de Caucaia, pois todo tipo de doido e maníaco pode ser encontrado lá.
  • Tucunduba - Onde os caucaienses vão todos os domingos se deliciar nas suas piscinas naturais, infelizmente a água é tão poluída quanto a da Lagoa do Tabapuá.

EducaçãoEditar

A educação na cidade é certamente a menos pior do Brasil. A cada 10 pessoas, 1 sabe as vogais pela metade.

SaúdeEditar

Embora as verbas da saúde e da segurança pública sejam constantemente desviadas, a população da cidade resiste bravamente, às custas de muita bufa podre.

EsportesEditar

O arco e flecha domina a região como esporte mais popular. Moradores das aldeias se reúnem e promovem pequenos campeonatos. O vencedor recebe a oportunidade de sair do município em busca de lugares melhores, e nunca mais voltam. Existem também os loucos que ficam pulando feito doidos, são os praticantes de parkour.

Aos domingos, jogadores se reúnem nos campos da estrada do Icaraí, munidos do famoso litrão de Ypiroca amarela e praticam tiro ao alvo calibre 38, arremesso de faca 12 polegadas, enfim, são esportes milenares do povo de Caucaia.

Há também a vaquejada (que na verdade é uma desculpa para atrair turistas e roubá-los) onde estranhamente as vezes nem tem vacas.

TurismoEditar

Se você for visitar Fortaleza, mas então andar um pouco e só conseguir enxergar mato... Parabéns! Você já está em Caucaia. Na região só há um ponto turístico, conhecido como "Malvinas", o turista encontra as melhores ofertas para contrair doenças venéreas.

Agora corra, corra muito, corra o mais rápido que puder (caso contrário, a população da Jurema irá te atacar e comer seu fígado. São bastante hostis). Sem contar que toda a produção da famosa pedra mesclada (crack) sai das pedreiras de Caucaia.