Abrir menu principal

Desciclopédia β

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Cquote1.png Sim, mãe eu juro que são todos homens! Cquote2.png
FanGirl sobre Charlotte

Cquote1.png Todos gays? Cquote2.png
Pai sobre Charlotte

Cquote1.png Otaku!! Cquote2.png
Anonimo sobre o autor desse artigo

nhuu \o/~

Cquote1.png Bando de Emos. Cquote2.png
Pessoa desinformada sobre Charlotte

Cquote1.png São todos homens ? Cquote2.png
Seu irmão sobre Charlotte

Cquote1.png Sim. Cquote2.png
Você sobre pergunta acima

Cquote1.png É uma banda de garotas ? Cquote2.png
Pessoa Aleatoria sobre Charlotte

Cquote1.png Eles são gays ? Cquote2.png
Seu amigo sobre Charlotte

Cquote1.png Eles usam uniforme escolar porque não tem dinheiro para comprar algo decente minha filha... Cquote2.png
Tua mãe sobre Charlotte


Chacotte é uma banda de Oshare Gay Kei, que usa como tema a vagabundagem vida escolar; e seus visuais consistem em uniformes escolares, na verdade por não terem dinheiro para comprar roupas mais legais, acabaram por optar por seus antigos uniformes escolares mesmo, assim como pijamas (utilizados nos shows) etc.

HistóriaEditar

Em Oklahoma, os três membros fundadores do Charlotte decidiram fazer um show teste no Oklahoma Bull Arena. Naquele tempo somente Kazunon, Luka e TaKa-né eram sofredores membros oficiais, enquanto Mi-sujou era o guitarrista suporte e garçonete nas horas vagas da banda, mas logo depois que Luka pegou distrofia muscular na perna tendo que ficar deitado por 6 meses, virou membro oficial, não por seu talento como guitarrista mas por não encontrarem nenhuma outra garçonete tão eficiente para Luka, lançando a primeira demo com a banda, simplesmente intitulada de “Chacotte” por falta de criatividade mesmo, e fazendo um próximo show no Yokohama 7th Avenue. Logo depois para sua infelicidade Bouya completou a banda como o segundo guitarrista e a banda mudou a escrita do seu nome para “Charlotte” pois o se é mais complicado de se desenhar no Hiragana e como eles ainda não se formaram no colegial (por isso usam uniformes de primário) encontravam muitas dificuldades com tais caracteres.

Como qualquer uma banda de Visual Kei iniciante, a banda embarcou em uma longa agenda de shows para ganhar algum reconhecimento, o que no começo resultou em “tomates na cara” mas depois evoluiram para “rabanetes e cebolas”: logo no início a banda apareceu no show do ROCK IN RIO antes do lançamento do seu primeiro gingle single em 2002, contendo apenas uma única música "Oklahoma lóve Istóri", única música da banda durante seus longos 2 primeiros anos de persistente duração, diz-se que a música retrata um pé na bunda uma desilução amorosa sofrida por Kazunon. A salvação só veio com a entrada de Bouya na banda.

Revoltados com os frequentes fracassos, como ultima tentativa desesperada vieram tentar um reconhecimento no Brasil em 2007, o que parece ter dado resultado, pois suas canções estimularam a dezenas de fangirls desafinadas a lhe oferecem uma homenagem no aeroporto durante sua despedida em São Paulo, é obvio que depois disso eles só decidiram nunca mais voltar ao país, e continuar a receber tomatadas no Japão mesmo.

Estudantes IntegrantesEditar

Kazunon: Vocalista amador, cansou de ser expulso das aulas de canto no colégio por se empolgar demais durante as aulas, Kazunon resolve criar a banda “chacote” o nome era uma alusão às zoações de seus colegas. Há rumores que Kazunon já tenha feito “bico” no programa da Xuxa, onde aprendeu a coreografia das paquitas e utiliza até hoje em seus shows.

Amante dos animais, Kazunon tem uma paixão por jegues cavalos, e seus hobbies incluem imitar gatos durante os shows.

  Hãn... você não dorme a quantos dias meu filho  
Velhinha no metrô sobre Kazunon sem maquiagem

  Ele gosta de mulheres peitudas 8D  
Mari Alexandre sobre Kazunon

Luka: (nome orginal Ruka, mas como no Japão R tem som de L e também por ter se inspirado na famosa cantora brasileira Luka). A principio o sonho de Luka era ser modelo, mas infelizmente a largura de seu rosto excedia os parâmetros aceitos pelos rígidos padrões de beleza da área, então tentou carreira de dançarina de coelhinha de Playboy, mas foi demitido após socar um cidadão que o chamou de “gostosa”... por fim quase desistindo da vida, Luka foi convidado por Kazunon e Taka-né, para ser baixista do Chacotte, ele teve que aprender o instrumento, e seu desafortunado problema com distrofia muscular na perna esquerda não colaborou, mas conseguiu superar e hoje passa bem.

  Olha... mais um fake!  
Frankstein sobre Luka

 
Taka-ne em seu hobby favorito \o/~

Taka-né: É óbvio que seu codinome refere-se às tomates, cenouras, nabos e mundo de vegetais sob as quais eram submetidos em seus primeiros shows, taka-né recolhia todos para depois fazer uma deleciosa sopa de legumes para que pudessem se alimentar, pois o dinheiro que ganhavam com shows mal dava para fazer as compras do mês. Foi graças à necessidade de servir essas deliciosas sopas que contrataram Mi-sujou como membro oficial. Seus hobbies incluem empinar a bundinha enquanto se equilibra nas rodinhas de um carrinho de aeroporto, o que causa uma certa histerias em fangirls.

Tão acostumado a recolher comida nos palcos, durante seu show no Brasil, Taka-né tentou fazer com que houvesse chance de entrar suprimentos em seu armário solicitando “Catchup, maionese, soja e mostarda” ao público, mas infelizmente os fãs não entenderam e eles acabaram ficando toda sua estadia sem mantimentos.

  Taka-né Defumado  
Yuuhi *sádica* sobre Taka-né

 
Posso anotar seu pedido? \o/~

Mi-sujou: guitarrista da banda, supostamente, na verdade como Mi-sujou acabou perdendo seu posto para Bouya, dedica-se atualmente à sua função primordial que é ser garçonete da banda, e como toda garçonete acaba nunca tirando sua saínha companheira. Seu nome foi atribuído desde um episódio onde estava indo servir Luka durante sua doença e ao atravessar a sala com a bandeja, Kazunon estava ensaiando suas coreografias enquanto assistia aos videos da Xuxa e as paquitas e acidentalmente chutou a bandeja de Mi-sujou derramando a sopa de Taka-né em sua sainha preferida... curiosamente Mi-sujou começou a apontar para Kazunon e berrar e chorar dizendo “mi-sujou! Mi-sujou” curioso né? O-o’

  Cosplay de que mocinha?  
Otaku sobre Mi-sujou


 
ALEGURIAAA!!! \o/~

Bouya: O integrante final que faltava pra finalizar finalmente a umbanda banda, Bouya veio como um presente dos deuses aos seus companheiros, pois além de exímio guitarrista, também é punheteiro poeta... suas produções estão espalhadas pelo mundo, mas como ainda não é maior de idade não pode cobrar direitos autorais então vende por uma miséria para as demais bandas de Visual gay kei, Miseinen (GazettE), Never Rebelion (Phantasmagoria) são exemplos de produções de Bouya, mas ninguem sabe disso. As composições de Kazunon era tão terríveis que somente quando Bouya começou a escrever que a banda conseguiu dar um pequeno passo para frente.

Bouya recebe este codinome porque simplesmente vive "Boiando", é extremamente desatento, talvez por culpa das doses de cachaça saquê, pois Bouya é viciadaço em uma boa pinga... com uma queda especifica pela famosa 51 brasileira. Extremamente desatento, Bouya é capaz de ficar viajando na maionese boiando por horas e horas, por esse motivo quase não embarcou de volta para o Japão, pois perdeu-se de seus companheiros no aeroporto. Bouya estava acostumado a sempre "boiar" no silêncio, o que, segundo ele lhe garante inspiração para compor, e por isso inconscientemente tem surtos de “SHHHH” “SHHH” mesmo em plenos shows... ele atualmente faz terapia para acabar com esse mal que é um vício e diz estar superando, e diminuindo a frequencia gradativamente.


  Bouya kun... Aishiteru!! AISHITERU!!! AISHITERUUU!!!  
FanGirl sobre Bouya

  Err... precisa de ajuda?  
Kyou sobre Bouya

  Ele ficou com meu porco *o*  
Gika sobre Bouya