Abrir menu principal

Desciclopédia β

Chevrolet Kadett

Cquote1.png Você quis dizer: Cacete? Cquote2.png
Google sobre Chevrolet Kadett
Chevrolet Kadett é um automóvel tipo hatch médio de três portas que foi produzido pela General Motors.

Índice

HistóriaEditar

O Chevrolet Kadett foi lançado no Brasil em abril de 1989, com versões nos acabamentos SL (Super Lixo), SL/E (Super Lixo Escroto) (estes com motor 1.8 a gasosa ou cachaça), GS (Grande Sarro) e GLS (Gays, Lésbicas e Simpatizantes), com motor 2.0 somente a cachaça.

Usuários do CarroEditar

O modelo era utilizado principalmente por cadetes do exército, daí a origem do nome. Meses depois chegou sua versão perua, a Ipanema, utilizada principalmente pelas garotas da praia carioca, com três portas e nos mesmos acabamentos do Kadett exceto o GS.

Pelo seu formato quadrado e grande espaço, a Ipanema passou a ser posteriormente um dos veículos preferidos pelas funerárias e também passou a ser utilizada como Ambulância em cidades de interior.

 
Sonho de todo pobre, tunar seu kadettinho.

hoje em dia o Kadett é uma porcaria velha que só é usada por familias pobres de cidade pequena.

Homenagem MusicalEditar

Zé Duarte, um musico anonimo achado na Paraíba, fez uma homenagem no ano de 1991 -levando como título A Dona do Meu Kadett- com a seguinte letra:

Ela adora meu Kadett Se amarra no meu Kadett Ela se senta no meu Kadett Ainda fica a noite inteira alisando o meu Kadett.

Eu dei um Monza pra ela Um Corcel e um Santana Dei a minha Mercedinha que é um carro bacana Ela disse eu não quero nem Escort nem Fiat Daí pude entender que ela queria ser a dona do meu Kadett

Quando ela viu meu Kadett foi chegando de mansinho Apertou e foi dizendo 'Zé Duarte, o seu Kadett tá durinho' Pra ela não ficar triste, eu dei de presente a ela Eu tirei quanto tapete, e empurrei o meu Kadett dentro da garagem dela

(Eu acho que a porra desse Kadett era conversivel, pra ela ter um tesão especial por um Kadett)

Evoluções do modeloEditar

Em 1991, chegaram a versão conversível para o Kadett, a injeção eletrônica em todas as versões e uma seta no painel que ensinava aos burros a hora de passar as marchas.

Em 1993, a Ipanema ganhava a versão cinco-portas. Para 1994, os acabamentos SL e SL/E mudaram para GL (Grande Lixo) e GLS, esta destinada aos gays, lésbicas e simpatizantes, e eram oferecidos tanto no Kadett como na Ipanema. Para 1995, as versões GLS, GS e Conversível eram retiradas de Senna, restando a GL que passava a vir também com motor 2.0 e surgia a versão Sport, a princípio uma série especial, mas que acabou virando versão de linha.

Em 1997, a Ipanema saiu de linha e passou a ser carregadora de defuntos. No ano seguinte, o Kadett saiu de linha com a derradeira e regressa versão GLS.

Séries Especiais KadettEditar

Turim (1990),homenagem a Copa do Mundo da Itália, vendida somente na cor prata níquel

Lite(1994), versão mais leve do carro

Sport(1995), versão para quem gosta de praticar esportes

Séries especiais IpanemaEditar

Wave(1992), destinada a quem gosta de pegar ondas, era disponível somente na cor prata níquel metálico

Sol(1993), destinada a quem gosta de se bronzear, era disponível somente na cor vermelho creta perolizado

Flair(1994), Sabe-se lá porque, era disponível somente na cor cinza bartok metálico