Chinatown

Nota: Se procura pelo filme policial onde o Jack Nicholson mata todo mundo, consulte Chinatown (filme)


Isso nem de longe é uma cidade chinesa. É que nem travesti: Parece, mas não é.

Chinatowns são lugares construídos por gente que se acha chinês, mas não é, e além disso como eles não têm dinheiro para ir pra China, ou não querem mesmo por motivos óbvios, eles criam esses lugares para (entre aspas) "se sentirem em casa". Muita gente visita as Chinatowns no lugar da China autêntica para economizarem dinheiro. As Chinatowns foram inventadas pelos gringos, que possuem a mania de imitar tudo que vêm do Oriente, porque eles preferem se denominar superiores aos orientais, apesar de pagarem pau pra eles.

Além disso eles sabem muito bem que nunca iriam ganhar uma guerra com a China. É por isso que eles preferem criar sua própria China dentro do território estadunidense americano, em vez de invadir a China original. A curiosidade é que nisso eles imitam os próprios chineses: Os americanos acusam os chineses de praticarem pirataria, mas a chinatown também é uma forma de pirataria.

HistóriaEditar

Com vários chineses que conseguiram sair da vida de escravidão de empresas milionárias americanas, que tiveram a sorte de sair daquele esgoto poluído, logo se proliferaram em países da América do Norte em busca de emprego, com uma possível invasão chinesa em seus países, os Estados Unidos e o Canadá tiveram a ideia de juntar um bloquinho de terra, geralmente nas partes mais pobres da cidade para colocar todos os chineses naquelas áreas, fundando assim as primeiras Chinatowns.

O negócio da China fez tanto sucesso que qualquer país ocidental que paga pau para os americanos começou a fazer igual, resultando em vários clones dos bairros chineses.

CuriosidadeEditar

Este artigo é um esboço amaldiçoado por Shao Kahn.
Suma daqui antes que Shang Tsung leve sua alma.