Abrir menu principal

Desciclopédia β

Chrissie

Deppmorte.gif
Chrissie
é uma vítima infeliz e sem sorte!

Foi "checar lá fora"

  {{Pessoas Indestrutiveis}}

Cquote1.png Descanse em pança Cquote2.png
Quico sobre Chrissie
Cquote1.png Essa aí não estudou na minha escolinha... Se tivesse feito como as primas Sally e Erin, não teria ido pra vala (ou pro estômago dos Sawyer/Hewitt) Cquote2.png
Seiya de Pégasus sobre Chrissie

Apesar de ser a protagonista de O Massacre da Serra Elétrica - O Início, Chrissie não conseguiu sobreviver aos 200 quilos de fúria de Leatherface. Altruísta pela própria natureza, com sua macheza e valentia tentou salvar todos os seus companheiros que estavam sendo dissecados no abatedouro da Família Hewitt/Sawyer. Não conseguiu salvar nenhum deles, e todos acabaram tendo uma morte cruel, mas valeu a intenção. Durante o filme, Chrissie sobreviveu bravamente a tortura psicológica e aos ataques doidos de Leatherface e sua família, e quando teve a oportunidade, mostrou que é cabra-ôme, fazendo dois atentados sérios contra a vida do galã da máscara de pele humana, que poderia ter morrido tranquilamente, mas sobreviveu porque é o vilão de toda a série O Massacre da Serra Elétrica, e precisava ficar vivo para aparecer nas continuações. Enfim, após ter sobrevivido nos momentos mais impensáveis, todo mundo (inclusive a própria Chrissie) pensou que a protagonista estava salva, principalmente porque ela tinha encontrado um carro e estava quase fugindo do Texas, porém, ninguém contava com a astúcia de Leatherface, que, escondido no banco de trás do carro, passou a motosserra no estômago de Chrissie, que virou picadinho.

HistóriaEditar

PassadoEditar

 
Chrissie na infância, já esbanjando graça, beleza e simpatia.

Sei lá, não sou do imposto de renda e nem faço parte da mesa de leitura de testamento pra ficar fuxicando a vida dos outros. Mas como esta morena semi-imortal é uma protagonista, e o meu patrão, fã de carteirinha de O Massacre da Serra Elétrica me prometeu um aumento de salário caso eu escreva um artigo sobre ela maior do que 7 kb, vou tentar encher um pouco de linguiça. Não ligue se o texto ficar idiota, é que eu sou idiota estou sem criatividade, e irei fazer uma espécie de psicografia, escrevendo as primeiras bobagens que vierem na minha cabeça.

Nascida em uma cidade litorânea dos Estados Unidos da América, Chrissie sempre teve uma vida tranquila. Durante a infância, era uma garota normal, que gostava de brincar com as coleguinhas, estudar e estilingar passarinhos. Enfim, era feliz, e tinha tudo para ser uma pessoa normal e saudável. Mas como estava predestinada a ser uma protagonista de filme de terror, algo precisava acontecer, para a sua vida dar uma reviravolta. E esse acontecimento foi o começo do namoro com o sujeito mais azarado do universo, chamado Eric Hill.

Chrissie passou a adolescência inteira namorando com esse maluco, que ficava o dia inteiro jogando Metal Slug e sonhando com o dia em que entraria para o exército americano. Para piorar, Chrissie tinha que aguentar o irmão mala e cagão de Eric, Dean Hill, que vivia trancafiado em casa, com medo do Bicho Papão -- OFF: Até hoje eu não entendo como que um idiota como esse conseguiu arrumar uma namorada tão bonita quanto Bailey. É como dizia o velho deitado, a sorte só sorri para os que não merecem.

Enfim, após anos e anos de namoro com Eric, Chrissie endoidou de vez, e começou a pensar em se casar com este sujeito. Mas Eric não era tão demente quanto parecia, e, quando ouviu falar na palavra "casamento", ele resolveu ir para a Guerra do Vietnã. Como vaso ruim não quebra, mesmo após ter levado 42 tiros de espingarda caipira na coluna, Eric sobreviveu, e, quando voltou, Chrissie ainda estava com a ideia de casamento na cabeça. Para tentar tirar esta ideia maluca da cabeça de Chrissie, Eric mandou sua namorada ir fazer um curso ministrado por Seiya de Pégasus, que ensinava como sobreviver em um filme de terror. Mas Chrissie não deu ouvidos para Eric, e estava pensando fixamente em casamento. Mais tarde, ela se arrependeria amargamente de não ter feito esse curso.

Quando tudo parecia perdido, e Eric teria mesmo que se casar com Chrissie, o governo americano manda todos os soldados que sobreviveram no Vietnã voltarem para o campo de batalha, pois naquelas bandas os estadunidenses estavam morrendo como moscas no aquário. Com esta nova esperança, Eric não pensou duas vezes, e estava disposto a voltar para o Vietnã, e dessa vez iria levar o seu irmão cagão, que também estava com um pé no altar. Apesar de Eric e Dean pensarem estar livres, eles não estavam. Para garantir que os seus namorados não iriam fugir com algumas garotas de programa mexicanas, Chrissie e Bailey resolveram acompanhá-los até a fronteira, onde iriam se alistar. Apesar da decepção, Eric e Dean aceitaram, e foram que foram.

PresenteEditar

 
Com seu sangue frio e nervos de aço, Chrissie manteve a calma, quando viu seu namorado ser torturado, dissecado, morto e ter a cara arrancada (nessa ordem).

Durante horas, a viagem prosseguiu bem, com todo mundo cantando músicas country dos anos 50. Mas como estamos em um filme de terror, tem sempre que acontecer alguma coisa para mudar os rumos dos personagens. Então, durante a viagem, uma motoqueira drogada estava disposta a assaltar o grupo, e estava armada com uma epístola, que é um pouco menor do que uma carábina. Neste momento, Chrissie entrou em pânico, afinal, ela sabia que estava em um filme de terror, e que algo muito macabro iria lhe acontecer se o carro parasse. Percebendo o desespero de sua namorada, Eric pisou fundo, e, como também tinha uma epístola guardada no porta-luvas, estava pronto para meter uma azeitona na cabeça da motoqueira, porém, em 2 segundos que se virou para atirar, ele conseguiu bater no primeiro boi que passava pela estrada em 200 anos. Batendo no animal, o carro alçou vôo e foi parar lá na Casa da Mãe Joana. Todo mundo ficou quase morto no carro, com exceção de Chrissie, que tinha voado pelo vidro da frente e parado lá no meio do mato. Ela não sabia, mas isso a salvaria de Charlie Hewitt Sheriff Hoyt (pois é, as vezes não usar o cinto de segurança pode salvar vidas).

 
Chrissie é tão famosa pelos seus gritos histéricos e de potência absurda, que ganhou até um Framboesa de Ouro por eles.

Depois que a motoqueira ladra levou um tiro de espingarda do xerife psicopata e o seu namorado e amigos foram levados por ele, Chrissie ficou sozinha no meio do nada, e poderia aproveitar essa oportunidade para fugir, mas como é muito altruísta, queria salvar os seus companheiros. Então, após bolar um plano infalível para chegar na casa dos Sawyer/Hewitt, Chrissie tentou ajudar os seus amigos, mas todos eles já estavam com um pé e meio na cova. Então, ela voltou para a estrada, onde pediu ajuda para um motoqueiro bêbado, que, por coincidência, era namorado da motoqueira ladra que tinha virado presunto. Para ir salvar a namorada, o motoqueiro aceitou matar todos os FDPs dos Sawyer, mas estava andando e cagando para os companheiros de Chrissie.

Do lado de fora do casarão dos Sawyer/Hewitt, Chrissie tentou ajudar Dean, que estava preso em uma armadilha de urso (sim, ele conseguiu cair nesse truque, que é mais velho do que a vó da minha vó). Mas como Dean já estava mais pra lá do que pra cá, Chrissie o abandonou lá, e foi tentar salvar seu namorado Eric, que ainda tinha 60% de chances de estar vivo e 1% de chances de estar inteiro. Quando o encontrou, Chrissie tentou salvá-lo, mas não pôde concluir sua missão porque Leatherface estava chegando. Então, após se esconder atrás do armário para não ser morta pelo galã da máscara de pele humana, Chrissie viu com suas próprias orelhas o seu namorado ser torturado, dissecado e morto (nessa ordem). Depois, como bônus, Chrissie ainda viu Leather arrancar a cara de Eric, e usá-la como uma máscara.

Usando suas habilidades furtivas, que aprendeu com seu primo Seu Furtado, Chrissie conseguiu rodar pela casa inteira, até que encontrou Bailey amarrada e quase morta. Novamente em um ato altruísta, Chrissie tentou salvar a amiga, porém, acabou sendo capturada por Charlie Hoyt, que estava mesmo querendo uma companhia para o jantar.

Durante o jantar, mesmo amarrada, sendo torturada psicologicamente e prestes a morrer, Chrissie não perdeu a valentia, e disse uma verdades sobre a Família Sawyer/Hewitt. Depois de defecar muito pela boca, Chrissie foi levada por Leatherface para o abatedouro, onde seria desossada e transformada em churrasco. Porém, enquanto estava sendo carregada por Leatherface, Chrissie, em um momento de macheza extrema, pegou uma bagaça pontuda e cometeu um sério atentado contra a vida do galã da máscara de pele humana. Apesar de ficar com esse treco enfiado no coração, Leatherface não se abalou (e nem gritou). Ele simplesmente pegou a motosserra e correu atrás do seu jantar, que estava correndo pela casa.

Quando estava quase na porta, Chrissie se deparou com Hoyt. Assustada com a feiura da criança, Chrissie pulou pela janela, e fugiu para o abatedouro. Dentro do lugar, que era a segunda casa de Leatherface, Chrissie conseguiu se esconder por alguns minutos e, na primeira oportunidade, cometeu o segundo atentado contra a vida de Leather, enfiando uma peixeira no pulmão dele. Para completar o combo, do nada apareceu Dean, e socou uma marretada na cabeça de Leather, que, incrivelmente, nem sentiu nada. Depois disso, o vilão passou a motosserra na medula de Dean, que finalmente morreu. Enquanto isso, Chrissie correu como uma condenada, até que conseguiu chegar em um carro, que estava estacionado e com as chaves no contato! No carro, Chrissie pensava que estava salva, principalmente quando viu um policial ali por perto. Porém, mas, entretanto, todavia, ela não contava com a astúcia de Leaherface que, escondido no banco de trás do carro, passou a motosserra na heroína, que virou picadinho. Para completar, já morta no volante, Chrissie atropelou e matou o policial e o bêbado que estava com ele fazendo o teste do bafômetro.


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...