Abrir menu principal

Desciclopédia β

Virtualgame.jpg Chrono Trigger é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, um n00b enterra um osso na Wilderness.

TARDES-time-travel DW.jpg

Booker, catch!

Este artigo trata de algum indivíduo, bugiganga, energia ou qualquer outra porcaria
com a capacidade de viajar no tempo e transitar entre as realidades

E enquanto você lê, surge um novo universo alternativo.


Dragon Ball Chrono Trigger
Chrono Trigger capa.jpg

Capa da versão original do jogo

Informações
Desenvolvedor Akira Toriyama
Publicador Quadrado Square
Ano 1.000 A.D.,

600 A.D. 1.000 A.D. de novo, 2.300 A.D., Fim do tempo, 1.000 A.D. outra vez, 600 A.C (como isso repete!), 1.000 A.D. outra vez (está começando a encher o saco...), 65.000.000 B.D.(agora não repete mais!), 1.000 A.D.(aff... DESISTO!), 600 A.D., 65.000.000 B.D., 12.000 B.D.(ESPERANÇA!!!!!), 2.300 A.D.(deixa...não adianta tentar), 12.000 B.D., 600 A.D, 65.000.000 B.D., 2.300 A.D.(é muita coisa e meu dedo já está doendo...) 1.999 A.D. (e por final isso aqui, NADA FAZ SENTIDO)

Gênero RPG, Viagem nas drogas no tempo
Plataformas Super Não Entendo (SNES),Preisteichu, Não Entendo DS
Avaliação mais de 8000
Idade para jogar +60 acompanhado dos avós (devido a alta complexidade do conteúdo, altamente recomendável a presença dos avós)

Cquote1.png Luminaire! Cquote2.png
Crono sobre nomes idiotas de golpes na versão americana
Cquote1.png ... Cquote2.png
Crono sobre qualquer coisa
Cquote1.png Você é John Connor? Cquote2.png
Exterminador do Futuro sobre Crono
Cquote1.png Lunch? Cquote2.png
Tenshinhan sobre Ayla
Cquote1.png Bulma? Cquote2.png
Yamcha sobre Lucca
Cquote1.png O Futuro se Recusa a ser mudado! Cquote2.png
Crono após perder a batalha final contra o Lavos
Cquote1.png Isso é PLÁGIO!!!!!!!!!! Cquote2.png
Goku sobre Chrono Trigger
Cquote1.png FOI O MESMO CRIADOR QUE NOS FEZ. NÃO É PLÁGIO, É SÓ FALTA DE CRIATIVIDADE!!! Cquote2.png
Crono sobre Goku
Cquote1.png Seu verme insolente!! Cquote2.png
Vegeta confundindo Crono com Goku Kakarotto
Cquote1.png Carinha de sorte esse Crono: tem uma namorada no passado, presente e num possivel futuro... Cquote2.png
Mestre Kame sobre Crono
Cquote1.png Mas nós somos mais fortes que esses falsários! Cquote2.png
Saiyajins sobre turminha de Chrono Trigger
Cquote1.png Foi minha inspiração para a criação da lei da relatividade! Cquote2.png
Albert Einstein sobre Chrono Trigger
Cquote1.png Sou mais jogar Final Fantasy... Cquote2.png
n00b sobre Chrono Trigger
Cquote1.png Prefiro ver o filme do Pelé Dragon Ball do que esse tal de Come o tigre . Cquote2.png
Não fã das obras de Akira Toriyama sobre Chrono trigger
Cquote1.png Desafio qualquer um a terminar esse jogo em menos de 30 minutos! Cquote2.png
AAA sobre final secreto do Chrono Trigger

CTNPbutton cronomarle.gif
Tod a galera do Dragon Ball jogo.

Chrono Trigger (cuja pronúncia correta é Tríguer mesmo, apesar do brasileiro querer se achar gostoso e falar Traiguer) é um jogo inicialmente lançado para o consolo console Super Metendo Nintendo (posteriormente, foram feitas versões piores para o preisteichu e para o Não Entendo DS) inspirado num roteiro escrito por Albert Einstein na tentativa de provar sua teoria da relatividade, viagens no tempo e merdas descendentes.

É um marco na história dos RPGs eletrônicos por ter sido desenhado por Akira Toriyama, fato fácil de perceber devido à semelhança absurda entre as personagens desse jogo e os do anime Dragon Ball. Além do péssimo talento de Toriyama, houve a presença de Hironobu Sakaguchi, criador do joguinho mais fácil que Chrono Trigger, Yuji Horii, o criador do Dragon Quest (outro joguinho fácil), além da participação de Nobuo Uematzu, cuidando especialmente da trilha sonora de Chrono Trigger. Dizem que Uematzu precisou meditar por 2 anos e meio no topo do Himalaia para ter toda a inspiração necessária e, principalmente, poder entrar nessa viagem alucinógena que o, então apelidado, Dream Team havia proposto em meados de 1993/92.

Índice

A históriaEditar

 
Casa do Crono...sim, é só isso mesmo. Detalhe: não tem banheiro e a mãe dele dorme no chão.

Juntando as chapadas brilhantes mentes do Dream Team, eis que surge a história dessa coisa. Um esboço foi malemal rabiscado, pois estavam sob efeito de LSD e tendo uma bad trip, em virtude disso, não conseguiram produzir nada muito inteligente, apenas um vórtex azul que mais tarde serviria como imagem para a viagem no tempo. Após realizarem que não estavam com boas ideias, resolveram cheirar uns gatinhos para ver se a ideia fluía ao som de Pink Floyd. Só poderia vir loucura. E foi isso justamente o que veio: a história criada ficou uma loucura, pois ela se passa em 1000 D.C., em um mundo muito louco onde a América do Sul se parecia mais com a Europa medieval. Em uma cidade esquisita chamada Truce, mora Goku Crono. Ele vive em uma casa de dois comôdos com sua mãe, sendo que um mais parece a fusão da sala e da cozinha em um só lugar e o outro é o seu próprio quarto. Curiosamente, sua mãe não possuía quarto, assim como a casa não tinha banheiro, fato constatado também em outros jogos de RPG clássicos. Aqui já vemos os efeitos colaterais do uso excessivo de gatinhos. Ao visto, os criadores dos games japoneses odiavam suas mamães, por elas sempre mandarem eles estudarem ao invés de ficarem bolando jogos de computador estúpidos, que futuramente os deixariam podres de ricos (dinheiro no qual eles não quiseram gastar criando banheiro em jogos futuros).

 
Crono fazendo pose de herói, observada por Deedlit, uma elfa que nem é desse jogo e ainda fica se fazendo de gostosa mesmo estando sem maquiagem e chapinha.

O jogo começa quando Crono, esporrado por sua mãe porque que acordou muito tarde é acordado por sua mãe após uma linda noite de sono, para se divertir no último dia da feira que Crono nem queria ir, pois seu soninho e o feriado semanal decretado pelo Rei estavam demais. A mãe de Crono diz para ele ir logo e não se atrasar para o espetáculo de Bulma Lucca, sua amiga inventora que estava com uma apresentação misteriosa no evento. Logo após sair de casa, ele vai achar mais o que fazer no evento enquanto a apresentação de Lucca não começa e, lá, encontra misteriosamente com Marle (ou Videl), que neste game é uma princesa que se revoltou para ficar igual os seus ídolos do RBD e High School Musical. Os dois acabam se juntando, depois de muita enrolação e viadagem por parte do Crono, para darem uns pegas passeios e curtirem um pouco das brincadeiras típicas de festa junina como: pescaria, tiro ao alvo, a ponte do rio que cai, polícia e ladrão, pega-pega a minha e balança, entre outras atrações nada interessantes.

Após se divertirem bastante, Marle para um pouco o agito para comer pé de moleque. Depois os dois vão conferir a tal apresentação, que se dá uma invenção tecnológica surpreendentemente chata. O aparato tecnológico fazia milagres como, zerar Super Mario Bros. sendo um ocidental sem perder nenhuma vida, salvar o Atlético-MG do rebaixamento, o Vasco não ser vice, tirar leite de pau-mole, falar mais errado que o Lula, convencer o Trump de que a paz é melhor e algo nem tão legal, mas que era a verdadeira função da invenção: teletransporte.

Ao fazerem a demonstração de seus efeitos, tudo funciona perfeitamente com Crono. Até que a imbecil da Marle resolve se aparecer testar a máquina. Na sua vez, devido sua burrice extrema, a máquina entrou em curto circuito e a teletransportou para outro lugar, posteriormente descobrimos que ela voltou no tempo, comprovando assim a teoria da relatividade de Einstein quando dizia "quando uma máquina que atinge a velocidade da luz se combinada com a intensidade de estupidez de uma loira burra, e que faz sucesso, a viagem no tempo será real e possível". Pau no cu do observatório de ondas gravitacionais por interferômetro laser.

Depois, o querido herói tem que salvar a Marle viajando no tempo e, a partir daí, Crono e sua gangue de incompetentes acabam indo para o futuro, onde fazem muita merda e descobrem sobre Lavos. Enfim, aqui não é uma detonadopédia.

  Ih, olha lá o Trunks!  
Crono sobre viagem no tempo

Ambientação e sociedadeEditar

  • 65.000.000 A.C.: idade da pedra de crack. Basicamente ocas de índios, muito mato, montanhas e vulcões, muito parecido com o lugar onde você mora. Nada empolgante. A sociedade se comportava feito uns idiotas, pois tudo para eles era motivo de festa, inclusive achar desconhecidos com roupas de replicantes no meio do mato em um dia aleatório. Sendo completamente ignorantes, eles dominam os dinossauros e apanham para uma raça supostamente mais inteligente do que eles que são nada mais do que répteis bípedes (falamos que os criadores haviam cheirado MUITOS gatinhos);
  • 12.000 A.C.: consequência de Lavos, a ambientação é tomada por uma era glacial sem fim, na parte terrestre. Os chamados Limitados, que vivem na Vila dos Limitados, são a população que habita o solo glacial. Curiosamente, a semelhança deles com os crackudos que achamos nas avenidas de São Paulo em plena luz do dia são extremamente notáveis, desde atitudes como vestimentas. Enfim. Por outro lado, temos os filhos da puta dos iluminados, que vivem no Reino Zeal, são um povo que tem o uso da magia concedido pela Rainha Zeal por intermédio do poder de Lavos. Por estarem literalmente acima dos limitados, se acham superiores (e são, literalmente LOL) e são extremamente arrogantes, em sua maioria.
  • 600 D.C.: perceba o pulo temporal que Chrono Trigger dá de 12.000 A.C. para 600 D.C.... Enfim, esta é a era medieval de verdade do joguinho. Já temos casas estruturadas de verdade, uma população e sapos relativamente inteligente, um reino que não é opressor como Zeal era, e um equilíbrio social muito maior. É claro que sempre tem que ter o lado negativo das eras, aqui não é diferente: notamos a ausência das pessoas, das cidades, da sociedade, da civilização, em todos os momentos. Se existirem 15 casas no mundo inteiro, é muito. Quando dissemos que os criadores cheiraram muitos gatinhos, era gatinho PRA CARALHO.
  • 1000 D.C.: aqui não é muito diferente da era anterior, a única diferença é que os telhados das casas agora estão mais homossexuais, as pessoas mais amistosas e spawnaram mais NPCs, pois o Rei precisava que a Feira Leene fizesse sucesso, então, mandou os criadores do jogo dar ctrl c ctrl v em todos os NPCs e jogar por lá.
  • 1999 D.C.: é o ano da putaria. É aqui que a merda acontece. Segundos antes de Lavos aparecer, era uma sociedade altamente evoluída que morava em bolhas (?), cápsulas e possuíam autoestradas. Segundos depois de Lavos ter surgido, tudo foi por água e fogo abaixo e foi destruído, juntamente das pessoas.
  • 2300 D.C.: uma era totalmente pós-apocalíptica. Lembra dos limitados que pareciam crackudos da cracolândia citados anteriormente? Pois é, aqui eles retornaram. Temos crackudos em cada domo (espécie de refúgio para humanos) que só sabem falar de falta de esperança, destruição, Lavos, mutantes e que estão com fome! Por outro lado, temos todos esses citados: mutantes, Lavos, destruição, fome entre outros. O mundo está completamente destruído e restaram pouquíssimas coisas. Lavos reina no alto do Pico da Morte e preserva o caos no mundo inteiro. Uma era totalmente apocalíptica.

PersonagensEditar

 
Frog ( Sapo ) Dando um Tapa na Pantera enquanto Margus não procura sua maconha
  • Goku Crono - Um tipíco jovem japonês de cabelo igual ao do Vegeta Espetado vivendo em uma era de medievalidade e tecnologia mistas. Completamente comum no Japão. É mudo desde nascença, assim como Mario, em Mario RPG, parece com o Goku, viaja no tempo e tem uma espada, igual a Link e Trunks, apesar de Link não ter nada a ver com assunto. Resumindo, é fruto de uma suruba só.
  • Carla Perez Marle - Namorada de Crono no jogo. Uma princesinha que, de tão loira, resolveu fugir de sua vida de mordomias num castelo para comer o pão que o diabo amassou, viajando na maioneseno tempo.
  • Bulma Lucca - Nerd gostosa de Dragonball Chrono Trigger. Foi a responsável por tudo começar com sua máquina de teletransporte de massa através do contínuo tempo-espaço.

  É que eu queria conhecer um Dialga...  
Lucca sobre razão da existência de sua máquina absurda

  • Sérgio Noronha Frog - O famoso sapo da fábula encantada onde um príncipe, nesse caso um plebeu, foi transformado pela Bruxa má, nesse caso o Bruxo mal em um anfíbio. Já fez diversas aparições em seriados infantisda Disney.Sua arma principal é a Merdamune Masamune.
  • R.O.B Chib Robo Robô - Ferro velho do futuro. Foi designado para matar humanos, mas se recusa a fazer isso por ter esperança de que Lucca seja robófila(tarada por robôs, o que de fato É)
  • Dercy Gonçalves Ayla 1.800.000.000.000 anos atrás - A famosa Dercy Gonçalves tem suas aventuras do passado pré-histórico contadas. Ela integra a equipe de Crono em busca das esferas do dragão espalhadas por diversas eras do mundo.
  • Vegeta Magus: Inimigo de GokuCrono. Não se sabe muito sobre ele. A única certeza é que ele exterminará os vermes de todas as eras!

  Verme insolente!  
Vegeta sobre si mesmo Magus

  • Lavos (Larva Gigante em Japonês) - Ele é o Chefão final, o que é uma tremenda idiotice, já que ele não fala nada e nem tem uma risada diabólica, mas enfim... Lavos caiu no planeta antes da era jurássica ou seja lá o que for e, a partir de então, passou a se alimentar da energia vital que conduz o curso da vida no planeta (a mesma energia vital que aparece em Final Fantasy VII - uma demonstração de originalidade da Square!).

Ele é um cruzamento de Alien com um Porco-Espinho, e quando tinha dois meses de vida, ingeriu 2 gotas do suor de Chuck Norris o que explica sua força.

  • Gatto - É um robô rosa gigante que fala cantando igual um rapper idiota, provavelmente tem esse nome por ser o primeiro robô cheirador de gatinhos.

Estatísticas completas dos personagensEditar

Crono
 

Crono, por ter uma breve descendência com os Sayajins, empunha em sua mãos a Espada Z e passa boa parte de suas batalhas Soltando Kame Hame Hás e Hadoukens em qualquer infeliz que se ponha em sua frente e tente ser mais foda que ele.

  • Nome Real: Cronos Tatchyima
  • Raça: Homo sapiens antigum nintendum
  • Tipo: Relâmpago

Marle
 

A princesinha sabe não só dar um gelo (literalmente) em seus oponentes como tambem vive correndo de um lado pro outro com um vibrador arco e flecha atacando de longe para não ter que fazer as unhas depois de cada luta.

  • Nome Real: Nadia Leene Guardia
  • Raça: Homo Sapiens antigus úmidus Aquarium nintendus
  • Tipo: Água e gelo

Lucca
 

Como qualquer "gênio", Lucca só usa armas super modernas e toda a artilharia pesada que lhe vem ao alcance. Entre suas principais armas se encontram uma metralhadora, uma pistola laser, um lança chamas e uma bomba atômica (em pleno ano 1000? OMG!)

  • Nome Real: Lucca S. Taban
  • Raça: Mentum roboticum humanus nintendus
  • Tipo: Fogo e raios Gama.

Frog
 

O primo do Káku empunha a sagrada Masamunhe Scalibur e sai estraçalhando seus inimigos com essa belezinha. Raramente usa super poderes (se é que ele tem) e mesmo não usando suas mãos pra dar porrada nos outros, vive exibindo seus musculos rugosos a cada vitória.

  • Nome Real: Glenn Khalius
  • Raça: Anfibium guerreirus ninteduns
  • Tipo: Água

Robô
 

A lata velha que foi encontrada no lixão por Crono e seus amigos; tem um grande arsenal de armas, desde simples pistolas até canhões de destruição em massa. Só presta mesmo como escudo pro resto da cambada, já que é um pedaço de sucata inútil e imprestável.

  • Nome Real: Prometheus R-66Y
  • Raça: Robóticum ex-assassiniuns
  • Tipo: Robótica, força bruta e raios gama.

Ayla/Eira
 

Ayla é uma das três descendências desconhecidas da família Minotauro (o lutador, não o bicho-feio), pois tem uma força do caralho e sai mesmo é caindo de pancada pra cima dos inimigos dando chave de braço e joelhada na fuça dos outros.

  • Nome Real: Mainchef-Ayla Gonkono
  • Raça: Lirum animalus pre-históricum
  • Tipo: Garras e força bruta.

Magus
 

O revoltadinho que, assim como Crono, tem sangue de Guerreiro Z, e vive usando seus poderes cósmicos e felomenais para dizimar a raça terrestre. Por vezes usa sua foice que ele roubou do Puro-Osso para assustar Crono e os demais pobres criancinhas que acreditam em Papai Noel, Mickey Mouse e no Acre.

  • Nome Real: Janus Zeal
  • Raça: Malvadus contrarius
  • Tipo: Magia negra.

Feira do MilênioEditar

 
É aqui onde fica a belissima Feira do Milênio

O jogo começa quando Crono conhece Bulma, e os dois partem em busca as Dragon Balls Marle, uma loira gostosa que possuía um colar muito caro que você tenta vender para um velhinho qualquer. Crono e a vadia garota se encontram numa trombada enquanto o Lenne's Bell toca (que gay romântico). É nessa parte que você descobre como Marle é cabeça dura, já que somente ela se levanta, deixando Crono desacordado por horas no chão. Você pega o colar no chão e tenta vendê-lo para Melchior devolve para a garota que acabou de conhecer; como agradecimento, ela te convida para uma noite inesquecível ela diz não conhecer a cidade e pede para "ficar" com você. Não sendo besta, aceite. Sedento por sexo Crono resolve ir ver o invento de sua amiguinha de infância, Bulma Lucca. Ao chegar no local do invento, sua amiga nerd gostosa diz que topa transar com vocês se Crono for a cobaia dela faz Crono de cobaia para testar sua máquina de teletransporte de massa e matéria através do contínuo vácuo espaço-temporal físico nuclear descrito por Newton em 1900 e guaraná com rolha. Por incrível que pareça, a invenção funciona, levando sua nova amiga a acreditar que ela também pode se teletransportar no vácuo. A tentativa dá errado quando o colar de camelô da Marle começa a reagir com a máquina, utilizando uma imensa quantia em verba para a realização dos efeitos especiais. Um portal se abre na máquina e Marle é tragada para os confins da imensidão do universo paralelo do buraco de chave.

  T_T  
Crono sobre ver sua companheira de suruba sumindo...

Bancando o heróiEditar

 
Principal motivo que fez Crono ingressar nessa suruba

Não se conformando com o sumiço da gostosa garota, Crono resolve ir atrás dela, pega o colar que foi deixado e pede para Lucca ativar a máquina novamente (mesmo sabendo que achar outra gostosa pra comer ia ser mais fácil). Pronto, você também está morto. Agora que você também acordou no inferno numa terra desconhecida, vá explorar a área. Saia do Canyon e vá até a taberna mais próxima. Um sujeitinho te rouba pede para que lhe pague uma bebida em troca de um boquet nervoso para poder comer a princesa(?) que está desaparecida, lhe informando sobre algo estranho ocorrendo na Catedral, para depois obter informaçõa de que os guardas já encontraram a princesa.

  Como é? Já encontraram a princesa?! Olha, eu posso devolver a bebida, mas vai sair meio espesso...  
Toma sobre informação errada
Você, só de curiosidade, resolve dar uma "espiadinha..." na princesa tomando banho, mas, burro do jeito que é, entra pela porta da frente, onde os guardas te prendem. Como o universo conspira contra minha felicidade, a "sumida" princesa aparece para te salvar, dizendo que tinha sido você que a encontrou e vai embora. Converse com o rei para ouvir um blá blá blá sem importância e com o Chancelor para descobrir que o olho dele brilha... suba as escadas para sua "noite prometida". A princesa se revela ser Marle, como se ninguém soubesse, e, quando Crono finalmente vai ter sua primeira vez, ela some...

  T_T  
Crono sobre Marle sumir de novo...

Corra desesperadamente até se encontrar de novo com Bulma Lucca, que lhe explicará que estão na idade média, e que Marle é, na verdade, descendente da princesa desaparecida!

  ...?! O__O  
Crono sobre verdade

  ...?!?  
Crono sobre lógica

  Acredito que um Dialga tenha espirrado quando a máquina foi acionada...  
Lucca sobre pokémon comentário acima

Períodos de tempoEditar

Em Chrono Trigger, existe uma surubada de viagens no tempo em que o Crono e seus amigos terão que fazer com o desenrolar do jogo, podendo ir ao passado em que a Dercy Gonçalves ainda era virgem até no futuro onde tudo está fudido.

65.000.000 B.C. (Pré-História)Editar

A era pré-histórica é um período onde co-existem duas espécies majoritárias: os Reptites e os Humanos, em constante conflito pois a Dercy Gonçalves deu para ambas as espécies e não se sabe quem é a mãe de quem.

Os Reptites são uma mistura genética de répteis com humanos, e se consideram superiores aos humanos. Seus líderes residem na torre chamada Tyrano Lair, e são destruídos quando Lavos cai do espaço no local. A queda de Lavos no planeta marca o início de uma era glacial fazendo os Reptites comerem presunto que o diabo amassou.

12.000 B.C. (Idade das Trevas)Editar

Na idade das trevas de Chrono Trigger, a raça humana está dividida entre os magos e os imperialistas, que se dizem educados e poderosos, mas que durante a refeição eles comem a comida com a mão e são uns porcos, e que vivem em uma espécie de plataforma flutuante (Zeal), acima da tempestade e da neve do período glacial, chamando-se assim de "Enlighted Ones" (Os Iluminados); e os sem poderes mágicos, como dito mais de 1000 vezes, que saco. Sem educação, que moram em cavernas na superfície congelada e escura do planeta. São denominados "Earthbound Ones", Limitados, Pessoas da Terra ou seres humanos normais.

Este é o período em que nasceram Janus (Magus) e sua irmã Schala, as crianças da família real. Quando a procura pela imortalidade da Rainha Zeal acaba despertando Lavos, ela acaba indiretamente destruindo a civilização dos Enlighted Ones e seu reino flutuante, forçando os sobreviventes a conviverem junto aos humanos comuns, sendo que a rainha é uma tatara-tatara-avó da Carla Peres, explicando a cagada que ela fez.

600 A.D. (Idade Média)Editar

 
Magnus quando era um vilão, igual a um dos outros personagens criado pelo Akira Toyama

Essa época está dividida na luta entre monstros, chamados Místicos, e humanos. Os Místicos são liderados por Magus e seus três servos: Ozzie, Slash e Flea. Glenn e seu mentor, Cyrus, vivem nessa época, sendo conhecido também como a Guerra das Rapaduras.

Glenn é Frog quando ainda era humano. Quando Magus mata Cyrus, ele também lança um feitiço sob Glenn, transformando-o em homem-sapo. Glenn então se esconde e se auto denomina-se Frog(criativo, não?) e entra na luta contra as forças de Magus, para vingar a memória de seu mestre. Glenn é o cavaleiro-guardião da Rainha Leene, um sapo que espera uma bela princesa para transforma-lo num principe novamente, mas por ele ser feio pra caralho nunca conseguiu uma.Mesmo assim O Merda o criador do jogo botou a opção

Se Unir Com Magus?

  • Sim
  • Não

Obs:Se você se se unir ao Magus, Frog continua com sua forma anfíbia, caso contrário, mate-o e no final do jogo Frog volta a ser Glenn.

1000 A.D. (Presente)Editar

É a época onde a merda toda começa. Há uma certa estabilidade no mundo, onde os Místicos vivem isolados dos humanos. É nessa época que vivem Crono, Marle e Lucca que após roubar testar uma máquina do Tempo a aventura começa então.

1999 A.D. (Dia de Lavos)Editar

 
Segunda forma de homossexualismo do Lavos, outra escrotisse.

Neste período Lavos desperta e emerge do fundo do planeta, destruindo tudo em seu caminho. Ou seja, quando você vier neste período você será obrigado a derrota-lo neste tempo, onde se você fracassar, que provavelmente fracassará, você iniciará um Apocalipce neste tempo, destruindo tudo além de morrer também. Mas caso por sorte você mate o Lavos, você salvará o Mundo (ou não), onde depedendo do que fazer no jogo, você liberará um final diferente em cada caso que faça por aqui.

2300 A.D. (Futuro)Editar

É aqui que tudo acabará se você falhar em matar o Lavos e se fuderem no final. Após o Apocalipse, humanos e místicos quase foram extintos. Alguns deles vivem em abrigos denominados cúpulas, antes utilizados para outros fins. O mundo se tornou um deserto imenso, o céu tem constantes tempestades de raios e areia, alimento, água doce e mulheres gostosas são muito raros. A única forma de se recuperar das radiações omitidas neste deserto fudido é passando alguns segundos dentro de máquinas denominadas "Enertron", que fazem com que a pessoa recupere todas as energias, como se tivessem dormido uma noite inteira, porém a pessoa continua com fome. Os sobreviventes apenas esperam pela morte. Tem um Robo que entra no time neste período, quando os heróis o encontram destruído e Lucca o conserta. Um detalhe, todos que vivem no futuro morrerão em poucos anos e tudo será extinto óbvio.

Fim do Tempo (The End of Time)Editar

O Fim do Tempo não é exatamente uma data, mas sim um lugar onde todo o tempo acaba, sendo o mesmo ano em que a Dercy Gonçalves realmente morre pra valer, ao invés de 2009 em que ela apenas dorme por uns 1000 anos. Não há nada nesse lugar, a não ser uma pequena área onde existem pilares de luz que servem como portais do tempo, para relembrar os melhores e as piores coisas que acontecerão durante a existencia do nosso Universo.

Nesse lugar existem dois habitantes: Spekkio, o Mestre da Guerra e um velho senhor, Gaspar, o guru do tempo, supostamente serem os filhos da Dercy que por ambos serem homens nunca poderiam recriar a existencia novamente, onde se explica o porque aqui é o Final do Tempo.

FinaisEditar

 Ver artigo principal: Os 13 finais de Chrono Trigger

Chrono Trigger também fez sucesso por ter Mais de 8000 finais (ou seja, mais finais que utilidades que o Kitchen Machine da Polishop!), o que fazia os Nerds jogarem o jogo milhares de vezes para conseguir ver um final com 0,12 segundos de diferença com os outros finais.

Final PrincipalEditar

'"But the future refuses to be changed..." Esse é o final que somente os noobs vão conseguir fazer, pois para ver ele é só perder para o último chefão. Então você poderá ver como é noob curtir a destruição do mundo feita pelo porco-espinho gigante Lavos.

Chrono Trigger: RessurrectionEditar

 
Crono se achando fodão por estar em 3D.

Chrono Trigger Ressurrection foi um remake fail de Chrono Trigger, inicialmente tinha tudo para ultrapassar GTA IV ser um jogo consideravelmente bom, porém devido aos seus esforços, a Square (produtora de Chrono Trigger) processou o criador dizendo que o trabalho estava profissional demais, e que não permitiram seu progresso. Foi uma puta falta de sacanagem isso, os fãs, nerds tetudos e gamersmaníacos de Chrono Trigger se decepcionaram, e abriram vários fóruns em sites de games e do próprio Chrono Trigger dizendo que "não aceitariam esse tipo de coisa da Square, foi realmente uma zoação isso". O projeto foi cancelado em 2004, graças ao pequeno e lindo processo feito pela Square, e como os criadores não queriam ser presos por direitos autorais, abandonaram o projeto.

Chrono Trigger: Crimson EchoesEditar

Chrono Trigger: Crimson Echoes foi uma continuação fall do Chrono Trigger feita por fãs. Como já era de se esperar, ele acabou sendo cancelado pela Square-Enix, bem perto do lançamento. Os desenvolvedores do jogo tiveram que parar o projeto, por causa dos processos milionários.

VídeosEditar

Um resumão de tudo o que foi dito, já que uma imagem fala mais que mil palavras... ou não.