Abrir menu principal

Desciclopédia β

Clube Náutico Marcílio Dias

Clube Náutico Marcílio Dias
Escudo do Marcílio Dias.png
Brasão
Hino Salve o Marcílio, o melhor time de Itajaí!
Nome Oficial Clube Nautico Marcilio Dias
Origem link={{{3}}} Santa Catarina- Itajaí
Apelidos Marinheiro
Torcedores Marcilista
Torcidas Fúria Marcilista
Fatos Inúteis
Mascote Popeye
Torcedor Ilustre Marcílio Dias
Estádio {{{estadio}}}
Capacidade 5.000
Sede Vestiário do Clube Náutico
Presidente Abelardo Lunardeli
Coisas do Time
Treinador Não sei, muda toda hora
Pior Jogador Nuvola apps core.png Zé Gari
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Seu Toninho (Meu avô)
Patrocinador Vários entre supermercados, materiais de construção, bancos e prostíbulos
Time
Material Esportivo Esposas dos jogadores
Liga Campeonato Catarinese
Divisão 2° Divisão
Títulos Taça Luíza Brunet de 1963
Ranking Nacional 5664655648989897546°
Uniformes PatoDonald1.jpg
Quicoo.jpg



Clube Náutico Marcílio Dias é mais um daqueles pseudo-times de futebol do sul do Brasil com nome de algum cara que ninguém nunca ouviu falar. Esse time com nome de rua faz ume excelente papel no cenário catarinense, fazendo número nos campeonatos.

Índice

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

 
Marcílio Dias comemorando mais um quinto lugar no campeonato catarinense.

O time é oficialmente fundado em 1919, quando três cachaceiros assinam um documento num clube náutico de Itajaí com 80 testemunhas, criando assim um time de pólo aquático que viria conquistar muitas derrotas.

Em 1926, com a chegada do futebol a Itajaí, essa novidade ganha popularidade, e o antigo clube náutico se transforma em time de futebol, tornando-se especialista em conquistar títulos idiotas e inventados, como a Taça RCE TV, Taça Pedro Ivo Campos, Taça Carlos Cid Renaux e todos os campeonatos locais possíveis (onde joga contra si próprio), como a Centenário de Itajaí e o Campeonato de Pontos Corridos de Itajaí, título do qual já ganhou mais de 80 vezes.

O grande troféu e orgulho do time é o título da Taça Luíza Brunet de 1963, que 20 anos depois foi considerado pela Federação Catarinense de Futebol como um título catarinense.

O primeiro rebaixamento a gente não esqueceEditar

Mas é em 1998 que consegue uma de sua maiores glórias na história ao ser finalmente rebaixado para a segunda divisão do campeonato catarinense, e como sabemos, não existe time na segundona de Santa Catarina e o time retorna no ano seguinte e volta à rotina de figurante no estado.

Temporada 2009Editar

No ano de 2009 o Marcílio bateu o recorde do Íbis, conseguindo um incrível aproveitamento de 27% dos pontos, sendo rebaixado duas vezes, uma no Campeonato Catarinense (dá para acreditar?), e outra na série C do campeonato brasileiro (meu Deus, esse time é ruim mesmo). Para piorar o clube tem uma dívida de 6 milhões de reais.

RetornoEditar

Após conseguir ficar dois anos na Segundona Catarinense, o marinheiro conseguiu retornar à Primeirona do estadual, onde ficou com a honrosa 8ª colocação, não sendo rebaixado porque o time do Imbituba propositalmente escalou um jogador irregular para poder disputar a lucrativa segunda divisão.

Temporada 2012Editar

No ano de 2012, a sina se repete. Marcílio Dias, o pior time do sistema solar, é rebaixado novamente para a segundona no estadual. A esperança dos torcedores é de que este honroso time cheio de derrotas e rebaixamentos possa se recuperar e voltar para a elite do catarinense (se não perder para o time fraldinha do Calinho ou para os veteranos do Barroso).

Temporada 2014Editar

Em 2014 o Marinheiro (vulgo, falido), subiu e disputou a primeirona, o problema, é que novamente passou vergonha, e foi rebaixado para a segundona novamente.

Temporada 2016Editar

Neste ano de 2016, este puta time ruim, novamente decepcionou, e vai ver o Litoral da casa do caralho (vulgo Almirante Barroso) na série A, logo após o baile da terceira idade ser re-ativado !

Aliás, quem diabos foi Marcílio Dias?Editar

Marcílio Dias foi um grande marinheiro que lutou na Guerra do Paraguai, ficou famoso por ter sido um dos poucos brasileiros que conseguiram morrer naquela batalha, além de ter virado homossexual durante campanha em Pelotas.

Um marinheiro tão idiota, se tornou digno de batizar tão ridículo time de futebol.

TítulosEditar

  • Recopa Sul-Brasileira: 2007
  • Taça Luíza Brunet (vulgo Campeonato Catarinense) de 1963
  • Copa Santa Catarina[carece de fontes]: 2007
  • Campeonato Catarinense - Série B: 1999