Abrir menu principal

Desciclopédia β

Clube do Zé Gotinha

Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


São só duas gotinhas!

Clube do Zé Gotinha é uma sociedade não tão secreta bastante conhecida por púberes e pré-adolescentes em nosso país. Seus participantes são pessoas com pau pequeno, broxas, ou que sofrem de ejaculação precoce e incontinência ejaculatória. Em suas reuniões dionísiacas regadas a masturbação conjunta o máximo que esses comédias conseguem fazer é pingar no próprio pé.

A explicação mais comum é que seus conta-gotas não tem a pressão necessária para jorrar como bicas.

Índice

CaracterísticasEditar

Os Zé gotinhas, como são apelidados os participantes desta seita, são em geral nerds com pau pequeno que no dia-a-dia costumam falar de coisas como animes, hentais, games e computação. Há também no grupo velhos broxas que se amarram em garotinhas, além de típicos perdedores como você.

 
Típico participante zé gotinha (a direita)

Os zé gotinhas costumam também mijar a tampa do vaso de casa, ou molhar todo o chão do banheiro de shoppings, bares e boates. Sua reduzida estatura peniana os impede de mirar corretamente no interior da privada. Fique de olho para saber se um cara é zé-gotinha: eles costumam ter a ponta dos sapatos molhados quando vão ao banheiro.

RituaisEditar

Os rituais dos Zé gotinhas são em geral solitários, feitos no banheiro, e por isso extremamente secretos. Não há registros de fotos ou vídeos. Entretanto, um membro da seita (note que não há ex-membro, pois uma vez zé-gotinha, zé-gotinha pra sempre) que pediu para não ser identificado relatou que nos rituais, todos chegam aos santuários (banheiro) de posse de uma escritura sagrada, a revista sexy premium da deusa Silvia Saint.

O que se segue é uma prática de punhetismo natural, porém seus autores não conseguem alcançar aquela gozada até o teto, dando no máximo duas gofadas no próprio pé. Minutos depois, acendem-se as luzes, todos vão para o chuveiro tomar banho, se vestem, e saem do templo(banheiro) como se nada tivesse acontecido.

IniciaçãoEditar

Para pertencer à seita, os aspirantes à Zé-gotinha precisam ter a marca do escolhido: qualquer uma das características citadas acima: púberes e pré-adolescentes, pessoas com pau pequeno, broxas, ou que sofrem de ejaculação precoce e incontinência ejaculatória..

Pessoas que fazem parte desse grupoEditar