Abrir menu principal

Desciclopédia β

Cocotá

Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Cquote1.png Você quis dizer: Cacuia Cquote2.png
Google sobre Cocotá
Cquote1.png Você quis dizer: Ilha do Governador Cquote2.png
Google sobre Cocotá
Cquote1.png Você quis dizer: Cocota Cquote2.png
Google sobre Cocotá

Cocotá é um pseudo-bairro que fica encravado num canto da Ilha do Governador, do lado da Cacuia e na mesma região de Bancários, o que pra você que não é dessas áreas é tudo a mesma merda, tudo é Ilha do Governador.

HistóriaEditar

 
  Ficando em Cocotá você corre o risco de ficar a ver navios  
Idiota tentando fazer um trocadilho.

Um grupo separatista do grupo separatista de Cacuia (separatistas de separatistas? ahn?) decidiu parar de ser dependente e tentar aproveitaar o único bem que tinha, a praia de Cocotá, que, também fica cheia de cocotas. Depende ainda muito de Cacuia, tanto que os separatistas dos separatistas deixaram de ser separatistas e voltaram a ser separatiastas do primeiro grupo separatista citado como separatista. Entende?

Consegue o feito épico de mesmo não tendo nenhuma indústria extremamente poluente, estar entre os bairros mais poluídos do Rio de Janeiro, presumindo-se que isso se dá devido aos peidos de todos que vão na praia do bairro. Vai ver é para aparecer também, ninguém nem imagina que esse bairro exista mesmo, daí tenta aparecer por algum motivo.

Por isso também é tão violento, muito devido ao incrível roubo de côcos (cocôs também, em alguns casos) que ocorre no bairro. A ocorrência dessas modalidades de crimes aumenta a cada dia, o que chega a fazer com que as pessoas deixem de comprar côco e passem a consumir apenas Suco Del Valle, e de sabor groselha, só para afastar qualquer chance de serem roubados. Alguns travestis aproveitam isso e tomam logo o Lico de Cair Pinto alí, até pra ver se conseguem vender por algum preço o instrumento.

Por alí também tem a praia de Olaria, que, para sorte de Cocotá, só não vira bairro de Olaria porque já existe um Olaria (sim, mesmo tendo um nome horrível existe um bairro com ele) e porque o território seria minúsculo. E a prefeitura um quiosque. O prefeito um ambulantes provavelmente vendedor de óculos piratas...enfim.

Lazer por láEditar

Bom, tecnicamente....só se afundar na água com variante pra se atolar na areia ou entrar dentro de um ralo do esgoto e ficar brincando de ser Tom e fingir que uma das ratazanas de lá seja o Jerry. Sem ser isso, não há nenhum outro divertimento. Ou até tenha, visto as obras de arte que existem na praia. Ou pode também fazer a típica farofada no mesmo lugar, colocar funk ou pagode no último volume de seu fuscão tunado e achar que isso é divertimento, bom, a esoclha é sua.