Abrir menu principal

Desciclopédia β

Coligay


NovoWikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Coligay.
A grandiosa Coligay em seu auge.


Cquote1.png Você quis dizer: Torcida de gays do Grêmio Cquote2.png
Google sobre Coligay
Cquote1.png Era uma torcida organizada gay Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Coligay
Cquote1.png Muitas emoções Cquote2.png
Rei Roberto Carlos sobre Coligay
Cquote1.png Pode isso, Arnaldo? Cquote2.png
Galvão Bueno sobre Coligay
Cquote1.png Eu tenho medo Cquote2.png
Regina Duarte sobre Coligay
Cquote1.png Essa torcida ainda existe Cquote2.png
Colorado sobre Coligay
Cquote1.png Essa torcida está extinta Cquote2.png
Gremista sobre Coligay
Cquote1.png Ô louco, bicho Cquote2.png
Faustão sobre Coligay
Cquote1.png Tá de brincadeira Cquote2.png
Craque Neto sobre Coligay
Cquote1.png Baita de uma torcida Cquote2.png
Craque Neto sobre Coligay
Cquote1.png Mas o que é isso? Cquote2.png
Maria do Rosário sobre Coligay
Cquote1.png Na União Soviética, o Grêmio torce para a Coligay! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Coligay

A Coligay foi uma torcida desorganizada organizada gay do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, clube de futebol localizado na cidade de Port Gay, no Paraguai. Criada em 1977 por um grupo de bichas alegres torcedores gremistas em plena ditadura militar, a Coligay participou de muitos momentos epicamente épicos do Grêmio antes de entrar em extinção, em 1983. A própria voltou a aparecer com tudo no jogo contra o Caracas Fútbol Club, supostamente válido pela Copa Libertadores da América de 2009, disputado na cidade de Caracas, na Venezuela.

VídeosEditar