Abrir menu principal

Desciclopédia β

Comfortably Numb


Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg


"I, have became, Comfortably Numb" Um bom exemplo de uma topada não confortável.


Babel fish.gifTraduzindo: Topada Confortável
Babel Fish sobre Comfortably Numb
Cquote1.png Roger é foda! Cquote2.png
Fã de Rogério Águas sobre Comfortably Numb.
Cquote1.png David é foda! Cquote2.png
Fã de Davi Gilmar sobre Comfortably Numb.
Cquote1.png Coisa liiiiinda...!! Cquote2.png
Fã de Pink Floyd sobre o solo de Comfortably Numb.
Cquote1.png A música do meu casamento!! Cquote2.png
Fã alucinado sobre Comfortably Numb.


Comfortably Numb que significa Nuvem Confortável (perceba a grafia totalmente excelente do compositor, mas ele tem licença poética pra isso) é uma canção do Pink Floyd, escrita pelo principal compositor da banda Rogério Águas, baixista do grupo. Essa faixa foi uma das mais marcantes da banda, gravada no álbum duplo A Parede de 1979 a.C., e é considera por muitos, a música com o solo mais sonífero de todos os tempos.

Índice

Um pouco sobreEditar

 
Gilmar e Águas,quase se beijando cantando um trecho de Comfortably Numb.

A música conta um episódio da vida do protagonista, que curiosamente, é o autor da letra, já que o antagonista é mesmo uma anta e não daria o devido destaque que ela recebeu, principalmente depois do filme.

Pink está drogado num quarto de puteiro, enquanto devia estar se preparando para um show. Devido o ocorrido é chamado um médico para cuidar dele que faz juz ao ditado: " de bêbado não tem dono" que após um longo diálogo, sem nexo ne conteúdo, o droga novamente, para tentar reanimá-lo para fazer o show da Xuxa .

Enquanto está nesse estado de psicodelia extrema, lembra-se de sua infância e os fatos mais marcantes acontecidos nela, causa pela qual se tornou mais um viciado no mundo do rock usuário de drogas, misturando as imagens reais com suas lembranças, o que o deixou mais confuso ainda.

Na segunda parte da música, retrata mais como foi a infância de Pink, pela perda de seus pais no período da Segunda Guerra Mundial, onde seu pai serviu de escudo às tropas militares e em decorrência disso sua mãe se tornou uma puta superprotetora tornando a vida do rapaz um inferno o cúmulo do azar.

Chegando no solo, tudo o que foi dito anteriormente é esquecido. O solo é tão virtuoso, de tal forma que todas as desgraças da vida, tudo o que aconteceu de ruim com Pink foi esquecido. Tudo se torna azul, como no paraíso. Não existe mais dor, nem medo, nem ansiedades, nem porra nenhuma.

Então acaba o solo, e tudo volta pior que antes, pois passa o efeito da droga. Culminando assim no suicídio do protagonista.

Surgimento da MúsicaEditar

Inicialmente, a música era um pequeno esboço de um instrumental idealizado por Davi Gilmar para ser lançado no seu Cd que seria, e foi, gravado assim que saísse do Pink. Mas como estava lhe faltando oportunidade criatividade para roubá-la de outro cantor compor a letra e introduzir (ui!) novas harmonias nesta música, ele resolveu passá-la ao grupo.

Uniu-se a merda e o pinico o útil ao agradável, ou seja, a harmonia de Gilmour e a letra de Waters, fomando assim, uma obra de arte chamada Comfortambly Numb.


LetraEditar

Aqui abaixo está a viagem do cara.

Em InglêsEditar

 
Este era o devaneio sonho de Águas.

Hello,
Is there anybody in there?
Just nod if you can hear me
Is there anyone at home?

Come on now
I hear you're feeling down
Well, I can ease your pain
And get you on your feet again

Relax
I'll need some information first
Just the basic facts
Can you show me where it hurts

There is no pain, you are receding
A distant ship's smoke on the horizon
You are only coming through in waves
Your lips move but I can't hear what you're saying
When I was a child I had a fever
My hands felt just like two balloons

Now I've got that feeling once again
I can't explain, you would not understand
This is not how I am
I have become comfortably numb

I have become comfortably numb

 
É daqui que ela veio...O Muro.

O.K.
Just a little pin prick
There'll be no more...aaaaaaaah!
But you might feel a little sick
Can you stand up?
I do belive it's working, good
That'll keep you going, through the show
Come on it's time to go.

There is no pain you are receding
A distant ship's smoke on the horizon
You are only coming through in waves
Your lips move, but I can't hear what you're saying
When I was a child
I caught a fleeting glimpse
Out of the corner of my eye
I turned to look but it was gone
I cannot put my finger on it now
The child is grown
The dream is gone

And I have become
Comfortably numb
.


TraduçãoEditar

 
Assim que você fica ao final da Comfortably Numb.

Alô,
Quem tá falando?
Você pode me ouvir?
Será que tem alguém para vir aqui em casa?

Se acalme
Eu ouvir que você tá morrendo
Bem, eu não posso aliviar sua dor
Mas prometo que nunca mais vai doer de novo

Relaxe e goze
Eu apenas preciso de algumas informações
Somente coisas básicas
Aí você me mostra como voltar aqui mais tarde

Se há dor ou não, na verdade ainda estou decidindo
Quando eu fumava ovelha, a fumaça ia pro horizonte
E você vivia dançando nas Raves
Beijando bocas, por isso que eu não entendia o que você dizia
Mas quando eu era criança, eu tive senti uma quentura
E depois que eu terminei, minhas mãos ficaram igual dois balão

Agora eu sinto esse sentimento de novo
Eu posso explodir, será que você é burro e não consegue entender?
Eu nem sei quem eu sou!
Eu estou em uma nuvem confortável!

Eu estou em uma nuvem confortável!

Ok.
Agora vamos ao pick-nick
Mas não quero mais ouvir seus...aaaaaaaaaah!
Mas se fizer, vai levar um beliscão
Pode levantar?
Isso já tá dando muito trabalho, meu Deus!
Agora vamos andando para o show,
Vamo porra, tá na hora!

Se há dor ou não, na verdade ainda estou decidindo
Quando eu fumava ovelha, a fumaça ia pro horizonte
E você vivia dançando nas Raves
Beijando bocas, por isso que eu não entendia o que você dizia
Quando eu era criança
Eu comecei a soltar uns flatos
Então, eu olhava com meus olhos para a esquina
E quando eu voltava pra olhar, o fedor havia sumido
Eu não podia tampar meu com o dedo
Depois disso, a criança sumiu
E o sonho apodreceu
E eu fui
Para minha nuvem confortável!

Ver tambémEditar