Abrir menu principal

Desciclopédia β

Conjuração Baiana

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


Cquote1.png Painho... os soldados de Purtugal são muito bravus? Cquote2.png
Conjurado Baiano I, em sua rede

Cquote1.png Ôxe... Purquê, meu rei? Cquote2.png
Conjurado baiano II respondendo, de outra rede

Cquote1.png Minino, tá vindo lá longe um pelotão deles pra nus prendê... mas eu num saio dessa rede nem pela Independência... Cquote2.png
Conjurado Baiano I, sem sair de sua rede


Conjurado baiano enfrenta a repressão colonial: Ai, qui esses suldado vem me tirá da rede! Oxê, já são duas da tarde, o expediente acabô!

A Conjuração Baiana foi uma revolta que aconteceu em Salvador no tempo de guaraná com rolha, quando D. Maria, a Louca governava Portugal.

Sussega, meu rei... Painho Toninho salva nóis

A rainha havia baixado uma lei que obrigada em toda Bahia que o expediente só terminaria às 18h e que o Carnaval só ocorreria em fevereiro. Isso foi suficiente para levantar toda a população numa revolta sem precedentes

Porém foi muito fácil debelar a revolta. Os baianos revoltados nem haviam saido de suas redes, quando os soldados prenderam todos, e o governador Antônio Carlos Magalhães os condenou em nome da rainha.

após esse fato o povão saiu para um butequim e ai que entra o fato mais importante!!!!! o povÂo bebeu todas e saiu bebôes de lá e depois fizeram sexo selvagem.

Todos foram mortos, mas o espírito da conjuração baiana continuou em toda Bahia: Trabalho só meio-período e Carnaval todo ano!

"Gor-gor-du-duuuraa" Ruth Lemos disse que este esboço não tem um valor nu-no-nu-nu-tri-tri-triv, a-adequado!.
díiiiiicas para melhorar este artigo!