Abrir menu principal

Desciclopédia β

Coroa


A única coroa que você receberá na vida. Ou não em dobro, primeiro porque você pode morrer e ninguém se foder pra você, e segundo porque pode ser que você ganhe uma coroa bem desagradável...

Coroa é algo tão genérico, mas tão genérico, que poderia ser uma desambiguação, mas como eu sou uma pessoa muito demente, decidi falar sobre todo o tipo de coroa que existe no universo num único artigo (ou pelo menos dar umas dicas de cada uma, tem um montão), dizer a história delas e panz e... por que eu tou dizendo tudo isso mesmo? Eu heim...

Coroa, aquele objeto lá, em forma de cilindro, algumas vezes com pontas, outras com jóias e outras com porra nenhuma, só pra enfeitar a cabeça (há aquelas que na verdade enfeiam, mas isso é outra história), é usada pra uma pessoa, seja lá de que sexo ou opção sexual, pagar de gostoso e de que tem vidas infinitas em Super Mario Bros. um ser de autoridade, seja ela autoridade governamental, religiosa, descíclope ou na sauna gay.

Alguns também desenhavam coroas em lugares pra dizer que aquele lugar era do rei, ou de algum fdp que usava coroa e achava que era o dono do lugar. Alguns chegava até a colocar a coroa num pau gigantão da cidade pra todos se prostrarem ante a coroa em sinal de burrice respeito.

HistóriaEditar

 
Pica-Pau e seu rei Pé-de-Pano (que rei sem graça heim!)

Acredita-se que os adornos na cabeça, como significado de superioridade, surgiram ainda na pré-história, quando um maluco praticante do ugauganês colocou algumas pedras de ônix e de jade na cabeça e disse que era o rei daquela porra diante de sua tribo, o que aparentemente parecia ser aceito por todos, na cabeça do cara por ele possuir autoridade mesmo, quando na verdade é provável que estivem ou achando ele maluco por andar com pedras na cabeça ou achando que ele era um tremendo viadão com aquelas coisinhas brilhantes desfilando por ai. Alguns povos, mais pobres, usavam apenas fitas na cabeça ou plumas de aves (o que os tornavam ainda mais gays).

Na antiguidade clássica o povo costumava dar coroas até a generais, a atletas, a cornos (nesse caso era uma outra coroa, diferentona) e a vendedores de estrume para adubo. Não me pergunte a importância dos três primeiros, eu não sei, só a do vendedor mesmo.

Em Roma originalmente os césares usavam diademas e não coroas (daí você vê que os imperadores eram ainda mais suspeitos sexualmente do que se desconfiava), só a partir de Constantino eles viraram machos e passaram a usar coroas (se bem que... ah, deixa pra lá).

Os papas e cardeais passaram a também usar coroas, pra dizer que nas ovelhas quem mandava eram eles (e tal como o Pastor Marcos Pereira, a prexeca das fieis também!). Eles também sempre passaram a fazer a coroação dos reis e imperadores (exceto os hereges protestantes safados e os do Império Bizantino rebelde, e o Napoleão, que trollou todos eles).

TerminologiaEditar

 
Exemplo de coroa sem dúvidas.

Existem alguns usos pra designação de algo que é coroa:

  • Coroação: Quando enfiam a coroa (mas não naquele lugar, calma ae) no carinha.
  • Estado: Usado pra designar um país com um rei ou algo assim.
  • Coroas de consorte: Para as esposas, ou esposos, caso a rainha seja a fodona.
  • De Loiuros: pra bundões que ganharam alguma merda ae, normalmente competição de corrida. Muitos corredores pra caralho, como Usain Bolt, Claudinei Quirino e Tommy Vercetti conquistaram isso ao longo dos anos, mas é uma merda inútil do caralho, já que logo ficam velhas e murcham.
  • De velhice: é aquela que todos ganham após os 40 (alguns até antes, já que tem nego que fica velho rapidão cometa). Muito fácil de perceber, basta ver na rua todos dizendo "dale coroa!" que você percebe que a coroa está lá, diante de seus olhos, mesmo que em plena decomposição em vida.
  • De morte: Aquela que pessoas muito amadas em vida só recebem depois que morrem (ou seja, elas nem sabem que receberam, a não ser que sofram de catalepsia e acordem no velório), mas só pessoas muito amadas mesmo, portanto sua sogra, seu cunhado e provavelmente você mesmo nunca receberão uma sequer.
  • Um dos lados da moeda que o Duas Caras não gosta nunca. Mas isso não me interessa, foda-se.

Ver tambémEditar