Abrir menu principal

Desciclopédia β

Costa Barros

Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Cquote1.png Você quis dizer: Gilberto Barros Cquote2.png
Google sobre Costa Barros
Cquote1.png Você quis dizer: Pavuna Cquote2.png
Google sobre Costa Barros
Cquote1.png Moro em Costa Barros! Cquote2.png
Morador do Chapadão, tentando não passar vergonha dizendo que não mora na favela do bairro

Costa Barros é um nome próprio. Bom, deram um nome próprio para um bairro, muito feio por sinal, do município do Rio de Janeiro, que tem tantas favelas que vai acabar sendo engolido pelas mesmas, o que não é tão difícil, dada seu tamanho tão pequeno e insignificante, bem como seu elemento raro, caro descíclope.

O bairroEditar

 
Eis o bairro mais desenvolvido do Rio de Janeiro! (risos)

Bom, não há muito o que dizer, visto que quem vive ali geralmente faz sua vida em qualquer outro lugar, menos lá. Até os vagabundos preferem ficar vagabundeando nos bairros vizinhos, porque o ambiente é melhor e mais limpo (na Pavuna a coleta de lixo passa uma vez por milênio, em Costa Barros nunca passa, o ambiente é mais limpo). O único orgulho do bairro é uma biblioteca pública, a Paulo Freire, que passou a oferecer livros de verdade para a população, especialmente clássicos da literatura mundial, como o Kama Sutra e os gibis do Maurício de Souza.

Mas como boa parte da população usa os livros apenas como peso para papel ou no máximo para encosto para portas, a estratégia mudou. Como também ninguém sabia ler, decidiram investir em livros para colorir do Pica Pau, o que até atraiu um público que pensava que rabiscando imagens poderia virar o novo Pablo Picasso, mas como nada aconteceu, aquele lugar só é lembrado quando...ahn...não, nunca é lembrado por ninguém.

Se o bairro estivesse na Bolsa de Valores, certamente viveria as custas da cotação da maconha na mesma, visto que há favelas a perder de vista. Muitos afirmam que não é o bairro que tem as favelas, mas sim as favelas que tem um bairro embutido. O governo estadual decidiu jogar uma daquelas UPA24Hrs por lá, bom, principalmente para impedir que a cambada que vive nesse fim de mundo se desloque pela cidade em busca de hospitais (?) públicos e acabem de algum modo se espalhando, se reproduzindo, e infestando ainda mais o Rio de Janeiro com o ar pobre típico do bairro.

Claro, porque quem é da região próxima da Pavuna é mais do Baixadão Fluminense do que do RJ de verdade, tanto que eles até se deslocam pra Nova Iguaçu quando têm que comprar algo melhor (vide, de R$ 2, 00, quase sempre daquelas calcinhas semi-descartáveis que depois de 2 vezes usadas viram fiapos), por se sentirem mais familiarizados com a pobretada de lá. Se bem que algumas vezes até quem é de lá tira onda pra cima dos Costa Barroenses (?).

ResumindoEditar

Costa Barros não é um bairro famoso, bom, no dia que for, pode ter certeza que é obra de alguma chacina, tempestade, genocídio ou porque um meteorito caiu no lugar. Mesmo assim seria difícil passar de uma notinha no rodapé dos jornais cariocas. Que ainda chamarialm o lugar de Pavuna...O senador do império que deu nome ao bairro sem dúvida deve se revirar no túmulo até hoje ao saber que usaram seu sobrenome para nomear um lugar tão feio. Vai ver é vingança do povo da área que não gostava dele e o sentenciou eternamente a isso...