Abrir menu principal

Desciclopédia β

ESTE ARTIGO É SOBRE UMA EX-GOSTOSA!!

Se você acha que ela está enrugada, gorda ou morta e enterrada, é porque o Tempo, o grande comedor, também traçou esta. Respeite os veteranos e não vandalize este artigo! Gerações passadas já homenagearam na intimidade do banheiro esta

EX-GOSTOSA

Marilyn Monroe.jpg
NewBouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Cyd Charisse.

Cyd Charisse foi uma atriz americana considerada as pernas mais gostosas dos anos 1950.

BiografiaEditar

 
Cyd mostrando todo o seu talento.

Cyd Charisse (nome artístico de Madonna Louise Veronica Ciccone, 8 de Março de 1931 – 17 de Junho de 2008), nasceu em Rimini, um buraco perdido no meio da Itália, de uma família judia-italiana.

Durante a Segunda Guerra Mundial, sua família se refugiou em San Marino, que é tão cu do mundo que fazia Rimini parecer uma metrópole, e ainda tinha a vantagem de estar localizada a 6.432 metros acima do nível do mar. Cyd, que era novinha mas gostosinha, ficou em Rimini, e passou os anos de 1941 e 1944 diariamente levando comida para a família em San Marino, subindo e descendo os 6.432 metros da montanha.

Obviamente, ela ficou com umas coxas muito gostosas.

Quando os americanos invadiram a Itália em 1944, matando os homens, estuprando as mulheres e escravizando as crianças, Cyd (que ainda se chamada Louise) foi levada com butim de guerra.

Os americanos (que não gostam de mulher gostosa) não viram seu potencial, mas mandaram ela fazer um trabalho idiota e sem sentido: pisar nas uvas produzidas na Califórnia. Ela, sozinha, foi responsável pela produção de toda a safra dos vinhos da Califórnia em 1949, o que rendeu a ela oportunidades no cinema.

No cinema, ela se destacou pelo papel de uma piranha gostosa no filme dentro do filme dentro do filme (não precisa entender, veja a merda do filme) Cantando na Chuva, seduzindo o personagem do personagem do personagem de Gene Kelley.

PerseguiçãoEditar

 
Americano não gosta disso.

Os americanos ficaram tão horrorizados de ver uma mulher gostosa aparecer no cinema que inventaram uma conspiração comunista, acusando as coxas de Cyd Charisse de serem feitas em Moscou e comerem criancinhas. Ela foi proibida de atuar, e sumiu da história.

  Cyd Charisse já morreu!

Foi-pro-co-lo-do-ca-pe-ta!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno