Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bastion Misawa

(Redirecionado de Daichi Misawa)
Nerd dan.jpg >Este artigo é coisa de NERD, portanto, seja bem-vindo._

>Aqui se aborda coisas as quais você pode se interessar, como RPG e computador. Caso você seja um valentão, não leia este artigo!_

Bastion Miss Zawa

Bastion-cosplay.jpg

Duelista
Nacionalidade Desconhecida
Idade Ninguém sabe
Nível de habilidade Baixo, ruim, pobre...
Carta Preferida Provavelmente o dragão do tieté
Perfil
Família Também Desconhecida
Amigos Jaden Yuki (provavelmente)
Profissão Cientista de duelos.
Hobbies Apreciar a solidão.
Frase Favorita Cquote1.png Aleeeexis! Você é minha diva!! Cquote2.png


Cquote1.png Você quis dizer: Figurante protagonista? Cquote2.png
Google sobre Bastion Misawa
Cquote1.png Olá, Jaden! Cquote2.png
Fala mais importante de Bastion na série.
Cquote1.png Nós teremos que fazer um duelo para liberar mais energia, Jesse! Cquote2.png
Bastion sobre Jesse ter que duelar para abrir um portal.
Cquote1.png Hã? O que é duelo? Cquote2.png
Alexis Rhodes sobre Bastion explicando o que é duelo.
Cquote1.png O que? Como você não me entendeu guria? Cquote2.png
Bastion sobre citação acima.

Bastion Misawa é um duelista da academia de duelos e por isso está no anime [carece de fontes]. Além disso, Bastion age feito um "nerd bonitão", mas ele não é realmente bonitão, até porque nerds não são bonitos. Bastion usa vários tipos de baralhos, um mais imprestável que o outro, por isso ele não é muito de duelar tampouco tem participação ativa no anime.

Índice

HistóriaEditar

 
Bastion se questionando por que Alexis não quer dar pra ele.

A história de Bastion é envolta de mistérios, intrigas e muitas safadezas ocultas. Quando era bebê seus pais cometeram suicídio o que o tornou frio e calculista, mas em compensação acabou sabendo muito de matemática e viu a vida de maneira diferente do que os outros bebês viam.

Como os pais dele haviam se matado por não terem um bebê normal (pelo menos é o que acharam na carta de suicídio deles), Bastion foi criado pelo seu avô que deu um baralho de truco amaldiçoado para ele se ocupar e esquecer o recente trauma dele.

O avô de Bastion o deixou por pouco tempo a sós com o baralho e já viu o garotinho lendo em voz alta os efeitos das cartas que estão em letras em japonês incompreensíveis para bebês de 1 ano de idade. O avô teve um infarto ao ver a cena e Bastion passou a ser criado apenas pela sua avó que era uma professora aposentada de matemática que estudava álgebras do duelo (bem conveniente, não acha?).

InfânciaEditar

Durante a infância, Bastion era vítima frequente do julgamento pela aparência. Se você acha que ele era feio está enganado: as pessoas achavam que ele era um ganharão e que era socialmente ativo... As pessoas mudavam de ideia quando falavam com ele.

Ele praticava muitos duelos com os seus amiguinhos e pelas notas excelentes em matemática ele criou álgebras esquisitas que definiam se uma armadilha deveria ou não ser posta em um deck. Obviamente, tanta genialidade atraiu inveja para seus amiguinhos que xingavam de nerd e que ele que havia provocado o suicídio dos pais.

 
Bastion e mais uma das mil aberrações que compõem no baralho de nerd dele.

Bastion ficou ainda mais traumatizado, mas como era um bebê bem dotado... De cérebro acabou armazenando os traumas em uma bolsa que é muito semelhar aquele papo de um sapo. Entende? Pois bem, fora seus amigos terem xingado ele de mil e uma coisas terríveis e inimagináveis, a infância dele foi normal.

AdolescênciaEditar

Como (achava) que estava bem crescidinho, Bastion resolveu deixar sua avó largada no mundo para ele realmente se aventurar, mas antes ele precisava do ensino para aprender a duelar de verdade, já que até então ele sequer sabia as regras, ele só sabia ler os efeitos e fazer álgebras e fórmulas inúteis.

Bastion foi se inscrever e acabou como amarelo. Envergonhado com o nível em que acabou, Bastion começa a estudar feito maluco até conhecer Jaden Yuki e Syrus Truesdale (não iremos incluir o Chumley por ele ser um figurante). Vendo que o casal tinha mente fútil, ele os levou até o seu quarto no dormitório do Rá amarelo (hum... Isso me cheira a surubão).

Jaden e Syrus ficaram horrorizados com os números incompreensíveis e álgebras com raízes cúbicas estranhas que eles viram escritas na parede. Simplesmente, Bastion estava louco pois parecia que ele fez tudo aquilo na parede com... Com as próprias UNHAS! Bastion não parecia ser uma pessoa normal, mas parecia não ter nenhum contato com outras pessoas a muito tempo.

Fazendo parte da turmaEditar

 
Bastion em uma de suas cenas mais importantes... Pena que a Alexis sempre chama mais atenção

Bastion se junta com Jaden e Syrus e passa a acompanhar eles de vez em quando. Isso até foi bom para Bastion que aprendeu um pouco o significado de "vida social" e também conversou com uma garota pela primeira vez... Sim a garota era a Alexis... Pensou que era quem? O Zane? Tá, aquilo conta como garota também.

  Retire o que disse, ou enfrentará a fúria do meu Cyber Dragão!  
Zane Truesdale sobre uma ameaça.

  Uuuu! Tô morrendo de...  
O editor sobre Afirmação acima.

  BOOOOOOOOOOOM!  
Ataque do Cyber Dragão.

Ok. Ele morreu? Foi isso? Então vamos continuar o artigo... Bastion ganhou lá sua importância ao andar com a turma dos protagonistas, sendo o primeiro protagonista-figurante de um animê. Além disso, o antigo amor de Bastion era Alexis, tanto que ele perseguia ela feito um paranoico. Eu sei o que está pensando:   Como Bastion perseguia a Alexis se eles quase não apareciam juntos?   A resposta é simples meu caro Watson... Bastion fazia uso de suas álgebras e fórmulas para calcular onde exatamente Alexis olharia em cada episódio de Yu-Gi-Oh! GX. A maioria dos cálculos apontava para a bunda do Jaden, fazendo assim com que Bastion desistisse de seu "amor".

Conhecendo outro amorEditar

Bastion acompanhava Jaden duelar contra os cavaleiros da sombra na primeira temporada.. aliás, os cavaleiros da sombra eram muito parecidos com os inimigos dos Power Rangers e serviam apenas para encher linguiça e aumentar a primeira temporada.

 
Foto de quando Bastion foi pego lendo a Playboy. Isso mesmo, lendo a Playboy!

Entretanto, num desses cavaleiros da sombra veio um espírito de duelo chamado Tânia... Finalmente Bastion tinha achado o amor de sua vida... E o amor de sua vida tinha rosto de mulher e muitos músculos o que poderia refletir sua opção sexual verdadeira. Mas para sua infelicidade (ou não, pois Bastion pode ser zoófilo também) Tânia vira sua verdadeira forma, a de uma tigresa... Isso é muito chato, ainda mais que a relação iria ser muito perigosa, especialmente na cama.

como ele era muito covardão e tímido na primeira temporada, sobrou para ele e deixou passar a oportunidade de "fisgar o peixão". Assim, Bastion continuou a vida, na esperança de achar aquela amazona outra vez.

A sociedade da luzEditar

Após um surto de personalidade durante a segunda temporada, Bastion descobre que era a pessoa mais insignificante do enredo (e só agora ele descobre?) e que suas notas altas e todos os elogios que ele ganhava foram em vão.

Como Bastion gostava quando as pessoas afagavam seu ego, arriscou a fazer a maior merda do animê: Entrar na sociedade da luz para ser admirado e poder saciar sua vontade de (achar) ser superior e destaque que os outros. Bastion entra na sociedade da luz e mostra para seus antigos colegas que eles eram grandes perdedores e que não mereciam pessoa de tal "brilhantismo" perto deles.

 
Bastion após cheirar fumar crack.

Todavia, a lei de Murphy é cruel com todas as pessoas. Quando Bastion pisou pela primeira vez no quartel general da sociedade da luz, todos os integrantes dela começaram a elogiar ele dizendo que ele escolheu certo em entrar na sociedade e também que gostavam da companhia de alguém realmente inteligente (isso soou uma indireta, não é Chazz?). Mas, tais elogios e atenção só duraram 5 minutos até aparecer um Poodle na porta da sociedade da luz e Sartorius achar o cachorro muito fashion e adotar ele como mascote da sociedade.

Bastion então, notou que foi deixado falando sozinho. Ele abaixa a cabeça como sinal de desânimo e vai até o canto da sala (branca é clara, pois ele está no Klu Klux Klan na sociedade da luz) e senta em um banquinho. Assim, Bastion se vira para a parede e chora baixinho para não notarem a sua existência. Aliás, se sua existência nem era notada no animê, então por que notariam nele agora?

 
Bastion num futuro distante...

Bastion fica na sociedade da luz até finalmente cansar e perder de propósito para a gentalha de protagonistas que não se renderam para o lado luminoso da força. Bastion acaba virando aprendiz do Dr.Eiseninstein, um doutor que simplesmente é uma cópia fajuta de Albert Einstein só que ao invés de estudar algo útil que levará a Bomba Atômica, ele estuda sobre a "ciência dos duelos".

ProfissãoEditar

Após ser pupilo do Dr.Einseninstein, ele decidiu seguir pelo ramo de ciência do duelo, a ciência do duelo é considerada como filosofia pela ciência atual.

Além disso, Bastion e o doutor estavam pesquisando sobre outras dimensões em que os monstros reinavam. Bastion tinha o objetivo de achar Tânia em uma dessas dimensões, mas o doutor não tinha o mesmo objetivo e queria viver em tais dimensões para poder sacdiar seus desejos zoófilos por kuribohs. Essa parte em que Bastion "some" é apenas uma maneira de pôr o personagem em uma geladeira e só for tirado de lá quando alguém da produção achar ele no fundo dela por engano.

Na terceira temporada ele volta, mas mesmo assim ele deixa de aparecer e pode ser considerado um personagem ofuscado pelo brilho de outros, como aqueles metidos que fizeram intercâmbio. A diferença entre Bastion e aqueles alunos é que enquanto os de intercâmbio podem ser despachados de uma vez só quando perderem a utilidade, Bastion precisa de uma justificativa plausível para se convencerem.

 
Bastion relaxando após uma suruba entre Syrus e Alexis.

Após muito tempo, Bastion acaba ajudando a seus compadres voltarem para a sua respectiva dimensão e mais tarde os ajuda a voltar para ela por causa de Yubel, mas em determinado episódio Bastion faz uma loucura ou percebe que sua vida não tinha sentido... Ou sei lá!

Novo larEditar

Na dimensão estranha em que existiam várias armadilhas para idiotas, Bastion só fica brincando com números no começo do episódio e acaba caindo em uma armadilha para idiotas e encontra Tânia. Tânia leva ele, Jaden, Alexis e o negão da turma para uma cidade em que o "povo do ar" escravizava monstros com menos de 1000 de ataque. Jaden acabava sempre querendo ajudar e se metia em duelos suicidas sem nem pensar nas consequências. Enquanto isso, Bastion ficava batendo um papinho com Tânia sobre a dimensão, nem ligando para o amigo que poderia morrer em qualquer segundo. Finalmente, Jaden fala:

  Ei Bastion! Preciso da sua ajuda!  
Jaden.

Quando escutou isso, Bastion percebeu que naquela dimensão, tudo era diferente e ninguém ignorava ele. Muito feliz, Jaden pede a ajuda para Alexis que só fica choramingando preocupada se o Jaden iria ou não para as estrelas.

No final. Bastion acaba ficando na dimensão dando uma desculpa esfarrapada e dizendo que lá ele tinha mais chance do que no mundo normal. Bastion acaba delirando nesse momento, deve ser por causa ficou cansado de ser tantas vezes ignorado pelos outros... Ninguém mais sabe o que aconteceu depois daquele dia, e parece que ninguém se importa em saber.

BaralhosEditar

Baralho de ele mentosEditar

 
Ridrogedon
  • Ataque: 1600.
  • Defesa: 1000.
  • Tipo: Dinossauro cor-de-bosta.
  • Atributo: Wóta.
  • Info: Quando ele mata uma carta do oponente, ele pode clonar-se a si mesmo (WTF?) e invocar outro Ridrogedon. Que efeito apelativo, hein?
 
Oxigedon
  • Ataque: 1800.
  • Defesa: Um salário mínimo.
  • Tipo: Acho que dinossauro.
  • Atributo: Água.
  • Info: (Efeito mais inútil do Yugioh) Quando é destruído por um monstro pyro manda 800 de prejuízo para você e seu inimigo... Qual é a vantagem mesmo?
 
Dragão do tietê
  • Ataque: 2800.
  • Defesa: 2600.
  • Tipo: Água.
  • Atributo: Água.
  • Info: Esta carta só é invocada pelo efeito "Bonde H2OH!". Todos os monstros fogo tem 0 de ataque quando estão face para cima (trapaça!) e quando esta carta é destruída, traga dois Ridrogedon e um Oxigedon do cemitério... Esta carta é uma carta que só foi usada uma vez.

Deck de ír mãsEditar

 
Alfa, a revista do homem moderno
  • Ataque: 1400.
  • Defesa: 1700.
  • Tipo: Rock'n'roll!
  • Atributo: Terra.
  • Info: Alpha, Beta e Gamma formam algo poderoso.
 
Beta, o guerreiro ímã de azar
  • Ataque: 1700.
  • Defesa: 1666.
  • Tipo: Ah, sei lá!
  • Atributo: Terra.
  • Info: Mesma bosta que o anterior.
 
Ai! Gamei!
  • Ataque: 1500.
  • Defesa: 1800.
  • Tipo: Rocha.
  • Atributo: Terrrrrrra.
  • Info: Preciso repetir?
 
Valkíria, a guerreira magra
  • Ataque: 3500.
  • Defesa: Muita coisa.
  • Tipo: Rocha.
  • Atributo: Terra... Também.
  • Info: Só é invocado com o sacrifício dos três monstros inúteis acima. Você pode sacrificar essa carta para trazer de volta os monstros inúteis que você mandou pro inferno para invocar esta carta (por que alguém faria isso?).

Ver tambémEditar