Abrir menu principal

Desciclopédia β

ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Jenna Haze.png


Cquote1.png Mulher no volante, perigo constante Cquote2.png
velho provérbio chinês sobre Danica Patrick
Cquote1.png Lá vem a mulher!! Cuidado!! Cquote2.png
Tony Kanaan sobre Danica Patrick
Cquote1.png Essa é boa, hein!?! Cquote2.png
Narrador de Formula Indy sobre Danica Patrick
Cquote1.png Que humilhação Cquote2.png
Hélio Castro Neves quando perdeu para uma mulher
Cquote1.png Caralho!! Cquote2.png
Dario Franchitti, a maior vítima de Danica Patrick
Cquote1.png Ela está de TPM hoje!! Incrível! Cquote2.png
Luciano do Vale após Danica Patrick tirar 5 carros da corrida de uma vez
Cquote1.png Uma garotinha sapeca que quando veste o macacão e entra nas pistas apronta muitas confusões!!! Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre Danica Patrick
Cquote1.png Ela corre comigo - e deixa a Amy puta da cara! :D Cquote2.png
Sonic the Hedgehog sobre Danica Patrick

Danica Patrick reconhecida no mundo esportivo por ser a primeira mulher gostosa pra caralho a correr na Fórmula Indy.

Índice

VidaEditar

 
Danica Patrick posando com seu novo uniforme de corrida.

Filha do tricampeão de Formula 1 Nelson Piquet com uma maria gasolina americana que deu o golpe no Nelsão no GP do oeste dos EUA de 1981, Danica mostra que puxou o pai como acertadora de carros (vide seu recorde de 15 carros acertados de uma só vez) e também pelas brigas com os demais competidores.


Desde que nasceu, sempre foi nanica e marrenta, porém foi durante a infância que demonstrou gostos por preferências de sapatas escolhendo carrinhos e beisebol e preterindo bonecas e vôlei.

Tirou a carteira de motorista comprada em Goiás com 12 anos de idade, quando veio com a mãe maria gasolina ao Brasil para tentar reconhecer sua paternidade e só por isso achou que podia competir no automobilismo e decidiu iniciar sua carreira no ramo.

Correu em um monte de categorias de base, perdendo em todas, mas convencia de ser contratada pelos chefes de equipe com seu habilidoso empresário que sempre dizia "Vai ser uma boa estratégia de marketing" ou "Olha como ela é gostosa, todos vão torcer para a sua equipe".

Patrick teve seu primeiro sucesso quando pilotou o Herbie na Nascar e ganhou uma corrida após bater em todos os outros competidores. Foi então convidada a participar da Fórmula Indy porém agora ela quer voltar a Nascar denovo para bater em mais carros.

CarreiraEditar

 
Resultado de um ataque de nervos da Danica

As gostosas da Fórmula Indy sempre ficaram fora das pistas, em volta dos pilotos e carros chamando a atenção da torcida que é formada 98% de machistas em sua totalidade. Como a única mulher que já havia pilotado antes era a Sarah Fisher (uma penélope charmosa), quando Danica Patrick chegou à categoria, mesmo sempre ficando nas últimas posições, atraiu fãs de todos os tipos.

Começou sua carreira automobilística correndo naqueles carros de cor opaca que ninguém vê e ficam na última posição. Durante as corridas ninguém nem falava de Danica Patrick, somente antes e após as corridas Danica Patrick era alvo de comentário (quando ela tirava o capacete e todos viam seu rosto).

Recebeu o apelido de Mulher Maravilha nas pistas, por ser fisionomicamente similar a heroína dos quadrinhos e por bater muito nos outros competidores.

Testou os carros da Honda na Fórmula 1 para em 2010 substituir Rubinho Barrichello, para assim o piloto brasileiro colecionar mais um vexame na carreira.

Danica Patrick não possui nem muita habilidade, nem arrojo nas pistas, ela dirige como qualquer mulher, muito barbeira, quando consegue bons resultados é porque os adversários ficaram com medo de morrer caso se aproximassem para tentar uma ultrapassagem. Todos os outros pilotos tem inveja de Danica Patrick que ganha o dobro do salário deles pois quando não está correndo está posando para revistas de moda ou a Playboy.

Em 2012, ela recebeu uma proposta da SEGA para competir com Sonic e seus amigos. Hoje, ela diz ser melhor aproveitada pelo azulão que pela NASCAR e INDY juntas (só tem que tomar cuidado com a coisa rosa).

Em 2018, ela está fazendo a sua última temporada, é isso mesmo seu punheteiro, ela vai voltar pro puteiro de onde não devia ter saído. Começou com um pé esquerdo do caralho batendo em Chase Elliot só porque ele estava rodando melhor que ela e ela ainda vai dar o seu gran finale fazendo a desgraça toda nas 500 milhas de Indianápolis.

Melhores CorridasEditar

 
Danica Patrick comemorando uma vitória, numa corrida aonde ganhou só de fazer cara de má para os outros competidores.
  • 1996
    • Michigan - Danica Patrick em sua corrida de estreia olha o retrovisor para arrumar o cabelo e acaba fazendo o maior strike da história acabando com 15 carros de uma vez (recorde até hoje). Essa também foi a primeira Bandeira Vermelha na história da Fórmula Indy, bandeira esta raríssima na categoria de automobilismo que preza pela morte dos pilotos.
  • 2005
    • Algum Lugar nos Estados Unidos - Na sua corrida de re-estreia Danica Patrick traumatizada do ocorrido em 1996 acaba em último 20 voltas atrás do líder.
    • Indianápolis - Após consultar um psicólogo Danica Patrick voltou como uma louca (literalmente) para as corridas. Em Indianápolis derrapou nos treinos qualificatórios e foi a primeira mulher a batizar os muros do circuito.
    • Algum Canto Escondido nos Estados Unidos - Bateu em 4 carros de uma vez.
    • Kansas - Fez sua primeira pole-position, mas na corrida derrapou na primeira curva e levou consigo só 5 oponentes (o recorde dela é 15, lembra?).
    • Kentucky - Na chuva, Danica Patrick rodou umas 15 vezes até decidir desistir da corrida.
  • 2006
    • Homestead - Paul Dana, o companheiro de equipe, quarto e cama de Danica Patrick morreu após esquecer de fazer a curva.
    • Texas - Danica Patrick não terminou a corrida. Como toda mulher, ela não sabia que tinha que reabastecer o carro para que ele continuasse andando.
  • 2007
  • 2008
    • Japão - Ganhou sua primeira corrida após amedrontar todos os outros competidores ao anunciar que ia tentar bater o recorde mundial de adversários tirados da pista de uma só vez, que, aliás, ainda é dela.

GaleriaEditar

Ver no YouTobaEditar

Veja AindaEditar

v d e h
Pilotos da IndyCar Series