Abrir menu principal

Desciclopédia β

Darla Slaughter

Loirastupidaaaa.jpg Hello, Honey! Este artigo é fashion!!

Este artigo é algo que eu e minhas amigas pink adoramos! Se você for nerd ou pobre, tipo, é melhor passar longe daqui, e se vier aqui pra arranjar confusão, nós vamos chamar a galerinha popular para humilhar você!


Night creature.JPG Darla Slaughter surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Puro osso.gif


Cquote1.png Você quis dizer: Patty Sawyer Cquote2.png
Google sobre Darla Slaughter
Cquote1.png Ela está mais macho do que o Leatherface nesse filme. ¬¬ Cquote2.png
inconformado com a travequice de Leatherface sobre Darla Sawyer


Darla Slaughter (conhecida em outras eras como Darla Sawyer) é mais um integrante da inacabável Família Hewitt/Sawyer. Ela aparece em O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno, o mais entediante e lamentável filme da série que um dia foi considerada um dos maiores ícones do Slasher. Na verdade, ela só é um membro da família mesmo por consideração, já que é a namorada ou noiva ou alguma coisa de Vilmer Sawyer, o líder maluco e paranoico da família. Em momento algum do filme, dá a entender que ela seja canibal, pois está á todo momento falando de pizza. Provavelmente, apenas Vilmer Sawyer, W.E. Sawyer e Leatherface se alimentam do famoso ensopado de coração, mas isso não fica explícito no filme devido a péssima qualidade daquele que podemos considerar o pior filme da série, que de tão chato é capaz de fazer qualquer um dormir.

HistóriaEditar

Darla nasceu em um bairro chique do Texas, e diferentemente da escória a qual podemos encaixar os demais membros da família, cresceu como uma típica patty mimada criada à diamantes e roupas caras. Seu pai era empresário musical, e tinha dinheiro de sobra em seu cofre, sendo que pagava para Darla mesada de aproximadamente 1000 reais por semana.

 
Darla Sawyer, a única integrante sem-graça fresca daquela família de aberrações.

Darla sempre teve os melhores professores particulares ao seu dispôr, afinal, tinha um pai rico. Porém, por ser patty e loira, tinha um Q.I. de ameba (sem contar que durante o filme todo ela não fala coisa com coisa, como todos aliás, nesse novo episódio da série. Logo, ao invés de ler um livro e passar de ano, estava bem mais interessada em ser líder de torcida.

Foi então que, seu pai caiu na real e chegou a conclusão de que sua filha era apenas mais uma filhinha de papai que só tinha o único objetivo na vida de torrar todo o seu dinheiro. Vendo que as notas da fedelha garota estavam mais baixas do que o valor do dólar, seu pai, como forma de punição, concretizou o maior pesadelo que uma patty fresca poderia ter: fez sua filha trabalhar, com o sermão de que o simples fato de ela ser rica não servia como motivo para ela sair por aí torrando toda a sua grana e ainda por cima não dar o devido valor aos estudos.

Sabendo que, mesmo com a ordem sua filha não iria procurar emprego por si só, o pai de Darla se encarregou pessoalmente de colocar o nome de sua filha na fila de emprego do McDonald's. Como todo mundo que preenche a ficha consegue um emprego por lá, Darla foi aceita, e no dia seguinte, foi obrigada a trabalhar lá. De princípio, Darla pensou que seria moleza, afinal, a única coisa que teria de fazer era pegar duas fatias de pão, uma saladinha qualquer, um pedaço avulso de carne, e juntar tudo. Porém, Darla nunca conseguia fazer nada direito. Sempre que iria preparar algum Big Mac para nerds obesos viciados em gordura trans, se atrapalhava completamente, e era pior do que o Mr. Bean, sobretudo, na cozinha. Logo,s em pensar duas vezes, o ditador dono da empresa, Ronald McDonald, a demitiu sem dó nem piedade no dia seguinte.

Quanto sua filha voltou para casa dois dias depois de ter começado o seu emprego e disse que havia sido demitida por não conseguir preparar um sanduíche, seu pai se deu conta de que sua filha era um caso perdido. Sem hesitar, enviou Darla para a fazenda de seus tios caipiras no interior do Texas, onde teria de trabalhar tirando leite de vaca, catando ovos e trabalhando na colheita de milho. Foi então quê, conheceu os vizinhos de seus tios, e se apaixonou por um badboy chamado Vilmer Sawyer que vinha a ser o chefe deles. A partir de então, para a infelicidade de seu pai, resolveu fugir com Vilmer, tornando-se sua namorada, porém, abdicando-se de seus luxos e mordomias de patty e tornando-se a diretora de um escritório falido no meio da floresta em frente a um posto de gasolina abandonado.

No filmeEditar

Darla aparece no filme como sendo um dos únicas 4 integrantes restantes do que um dia fora a gloriosa Família Sawyer/Hewitt, que estava tentando se reerguer após o golpe de ter quase todos os seus membros assassinados pelos consecutivos protagonistas e final girls dos filmes anteriores.

Nas primeira cena em que aparece, Darla encontra-se em uma noite calma e tranquila como sempre, fazendo as unhas e passando batom em seu escritório de não se sabe o quê. Em meio a sua falta do que de fazer, Darla é interrompida pela visita de 3 adolescentes burros que tinham quebrado o carro e bateram no lugar em busca de ajuda. Sabendo que seu namorado, Vilmer Sawyer, adorava torturar adolescentes, Darla nem perdeu tempo e já ligou para ele. Tentou segurá-los até Vilmer chegar, porém, sem sucesso, e então eles resolveram sair daquela espelunca.

 
Darla, exercendo sua função de patty enquanto Vilmer e W.E. Sawyer fazem porra nenhuma de útil.
 
  Cadê aquele imbecil do W.E. com a minha pizza de calabresa??  
Darla Sawyer sobre sua comida favorita

Alguns minutos depois, porém, um dos integrantes daquele grupo volta. Era a final girl do filme. Darla de cara supôs que os outros dois tinha ido pro saco. Quando a mesma chega berrando na porta de seu escritório que um maluco da motoserra, Darla finge que vai ajudá-la. Eis então que surge W.E. Sawyer, o retardado do filme, e com um especial de porrada com um objeto não identificado acaba nocauteando a jovem. Então, Darla resolve levar a vítima desmaiada ela mesma para seu namorado/noivo/marido, pois W.E. era um inútil completo.

No caminho para a casa, Darla não perde tempo e passa num restaurante ali perto para comprar pizza, pois não estava nem um pouco a fim de comer sopa de carne humana, como a família de seu namorada já estava acostumada. Já perto de casa, Darla se depara com uma fugitiva da família. Tenta acertá-la com um galho podre de árvore, mas desiste logo em seguida por considerar aquele trabalho muito sujo e nojento.

Chegando na casa, Darla ordena que W.E. vá buscar a fugitiva na estrada, mas W.E, como era preguiçoso, passa a ordem para Leatherface, já que como sempre, o mesmo era tratado como burro de carga e fazia tudo o que seus irmãos mandavam. Em seguida, o filme segue com 20 minutos de Darla e W.E. brigando e se xingando, com Vilmer tentando separar os dois à cada minuto.

Após aquele bando de malucos terem feito a jovem capturada passar pelos mais miseráveis sofrimentos, incluindo o de torturarem a pseudo-final girl que viria a ser sua amiga, Darla, curiosamente, começa a conversar com Jenny sobre "papos de mulher", tentando bancar a boazinha, como se nada até aquele momento tivesse acontecido, na maior cara de pau. Ao que tudo indica, o diretor do filme, que provavelmente era um hippie, estava pra lá de drogado quando criou o mesmo, pois não apenas as atitudes de Darla nessa cena, mas de todos os demais personagens do filme passam por estas bruscas mudanças de humor e personalidade.

Bem, após ter maquiado Jenny para a grande festa dos horrores, Darla começa a discutir com Vilmer Sawyer, como sempre. Enquanto Vilmer enche Darla de porrada (ela adorava aquilo, afinal, é muito comum garotas bonitas adorarem ser maltratadas por badboys. Enquanto eles começam a se bater, Jenny pega uma arma e começa a apontar para os demais membros da família. Darla ignora e continua a xingar Vilmer, que estressado, derruba a mesma e começa a esmagar seu pescoço. Espantosamente, Darla sobrevive, e mais tarde continua a provocar Vilmer, provando que realmente é uma masoquista que adora apanhar.

Nas últimas cenas onde Darla dá o ar da graça, ela aparece primeiramente, apanhando de Vilmer (pra variar), que estava em meio a um de seus habituais surtos de loucura. De repente, a campnhia troca, e eis que entra em cena Agente Rothman, um dos líderes do MIB, e também responsável por mandar e desmandar na família. Agente Rothman passa uma cantada em Darla, que o ignora completamente pelo fato de ele ser um velho babão, e ela preferia mil vezes o badboy do Vilmer. Irritado com o fora épico, Rothman diz que Vilmer era um completo inútil que não sabia fazer nada direito, pois ao invés de matar a nerd e mandars eus restos para a panela, estava lá brincando de Jogos Mortais. Quando Rothman sai, Vilmer mata a amiga de Jenny com um pisão na cabeça, e sendo possuído pelo espírito de Hidan, fica se cortando feito um retardado.

Darla aprece pela última vez tentando evitar que Vilmer se corte mais, e encerra sua participação no filme da forma mais sem sentido possível. Provavelmente, deve ter ficado viva e voltado a morar com o papai rico, já que seu namorado tinha vestido o paletó de madeira aos er atropelado pela hélice de um avião.

Ver tambémEditar


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...