Abrir menu principal

Desciclopédia β

Dead or Alive Xtreme 3

Virtualgame.jpg Dead or Alive Xtreme 3 é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Ryan Cooper ganha do Nate Denver.


Morto ou Vivo Xtreme 3: The Anti-SJW Game
Xtreme 3 Hitomi.jpg

Capa sincera do jogo

Informações
Desenvolvedor Team Ninja
Publicador Koei Tecmo
Ano 2016
Gênero Simulador de irritar feminista
Plataformas PS Vita, PS4, Play Asia
Avaliação 10/10
Idade para jogar Adolescentes punheteiros na puberdade

Dead or Alive Xtreme 3 é um aclamado simulador de softcore porn, ganhou ampla fama mundial após marketing gratuito feito por um grupo norte-americano denominado de SJW (I See Just Whores) que uniu-se ao Partido Nacional Socialista das Mal Comidas Americanas (o FEMeNAZI) para passar o ano de 2016 inteiro enchendo o saco de todos os veículos de informação para que estes avaliassem de maneira massiva o Dead or Alive Xtreme 3 como um jogo sexista (sexy demais), misoginista (hentai) e objetificador de mulheres (coisa de punheteiro) o que obviamente atraiu milhões de pessoas a comprar o jogo na Play-Asia.

O jogo recebeu três subtítulos. A versão Dead or Alive Xtreme 3: Fuck Me que é exclusiva para PlayStation 4, a versão Dead or Alive Xtreme 3: Camisa de Venus exclusiva para PlayStation Vita, e o Dead or Alive Xtreme: Vaca da tua Tia exclusivo para PC.

Índice

DesenvolvimentoEditar

 
As personagens precisaram de leves alterações para o lançamento do Dead or Alive Xtreme 3: Western Culture.

Com o avanço da tecnologia e o surgimento de máquinas capazes de gerar garotas fictícia cada vez mais (su)reais, verdadeiras beldades do hentai dotadas de enormes seios, pele lisinha e sem manchas, axilas impecavelmente depiladas, delicados pés sem calos, vozes meigas, bumbum empinado sem qualquer traço de estria ou celulite, barriguinhas magras e sedutoras, enfim, o sonho de consumo de qualquer otaku punheteiro, a Team Ninja decidiu que era hora de lançar um DOAX para PS4 que fosse o definitivo da série, iniciando assim os trabalhos de Dead or Alive Xtreme 3.

De 2013 a 2016 foram 3 anos de árduo trabalho pesquisando renomados sites da internet como gelbooru, g.e-hentai e nhentai para criar o maior fanservice de todos os tempos e transformar 10 ninjas gostosas nas mais submissas putas jamais vistas na história do sofcore porn simulator mundial. A Yawaraka Engine foi criada especificamente para calcular a física dos seios das personagens, de modo que num jogo de vôlei entre duas duplas, por exemplo, o processador tenha capacidade de calcular o movimento distinto de 8 seios ao mesmo tempo, proporcionando todo o realismo requerido por um bom fã punheteiro.

JogabilidadeEditar

 
Único jogo onde há simulação de lamber sorvete. Com certeza algo muito triste de não ser vendido na América.

As diferenças de jogabilidade entre as versões de PS Vita e PS4 são mínimas. A versão de PS4 tem como exclusivo a opção de gerar marquinha de biquíni nas garotas e acumular sujeira em suas peles, um mecanismo reaproveitado de Dead or Alive 5: Bukkake Edition. Já a versão para PS Vita tem como opção exclusiva a possibilidade do jogador esfregar o dedo na tela e ter o orgasmo mais ridículo de sua vida de virjão nerd ao sentir-se esfregando na bunda de garotas virtuais com o dedo indicador.

Ao iniciar o jogo você deve selecionar uma puta, ela será sua escrava sexual pelos próximos 30 dias. Você pode então optar entre ser o dono dessa puta (Owner Mode, para os semes) ou ser a própria puta (Girl Mode, para os ukes) e então começar a participar das opções repetitivas da ilha deserta onde vive, paquerando outras putas, desfilando de biquíni e desperdiçando o dinheiro acumulado no cassino de noite.

 
Tekken? Street Fighter? A luta que todos queriam era o buttbattle de DOAX3.

Os minigames são a mesma perda de tempo ridícula de sempre, onde o foco é exclusivamente deixar a sua puta de estimação nas poses mais vergonhosas, obscenas e pervertidas possíveis. As competições variam bastante, tem butt battle onde você coloca duas putas pra ficar esfregando as bundas uma na outra, cabo de guerra onde seu objetivo é puxar a adversária de modo a fazer as virilhas dela aparecer o máximo possível para a câmera, uma competição de corrida para tentar pegar um vibrador enterrado na areia, e até uma competição de empinamento de bunda com o nome de "alpinismo" como desculpa para assumir posições constrangedoras. Em suma, tudo o que agradaria e muito as mães americanas com um jogo tão divertido, casual e educativo para seus filhos adolescentes, pena que decidiram não vender na América. Há volei também, eu acho.

Em setembro de 2016 uma versão do jogo compatível com o PlayStation VR foi incluída. Agora o jogador pode imergir ainda mais nesse mundo de putaria virtual descompromissada, abrindo as portas para o pornô VR, que é a função pela qual os cientistas avidamente desenvolvem essas tecnologias, só não admitem como a Team Ninja admite. Conforme a demo do uso do VR, seu objetivo passa a ser molestar sexualmente as garotas do jogo, tocando em suas bundas, peitos e resto do corpo, sem o consentimento das mesmas, além de proporcionar a opção de você poder se agachar para espiar por sob as saias das mesmas.

PersonagensEditar

A escolha de personagens feita através de votação. Como a Team Ninja é composta só por 5 punheteiros e mais 5 escritores de hentai, eles não tinham pessoal o bastante para criar um jogo com todas as 20 putas da saga Dead or Alive, então decidiram que as nova principais putas de Dead or Alive 5 Last Round que tivessem a maior quantidade de biquínis pervertidos baixados na PlayStation Store seriam aquelas trazidas para Dead or Alive Xtreme 3, e o resultado foi:

  • Marie Rose (17.6%) - Ela ter sido a primeira colocada em preferência dos fãs da série já demonstra como os jogadores de Dead or Alive são mesmo pessoas doentes com graves tendências pedófilas, afinal claramente ela tem 10 anos de idade com aquele corpinho ainda em desenvolvimento, e se a Tecmo diz que ela é maior de 18 é só para enganar trouxas mesmo. Marie é uma putinha-mirim aprendiz de Helena Douglas (a versão MILF dela) que esconde o fato de ser uma assassina sueca sendo toda fofuxa e amável.
  • Honoka (14.9%) - Ela é o mais perto que uma garota de DOA pode em ser gordinha. A personagem foi 100% criada para este jogo, aparecendo em DOA5LR apenas como bônus, todos sabem que ela é apenas uma hentai girl ideal: Peitos enormes, bunda enorme e personalidade extremamente submissa. Não tem nem história, é só uma puta que foi criada pela avó com leite ovomaltine e pera cortadinha, e foi pra ilha de Zack tentar arrumar uma grana.
 
Kasumi, cada vez mais puta assumida.
  • Kasumi (12.0%) - A grande protagonista da série e uma das mais famosas protagonistas de hentai de todos os tempos junto da Tifa e da Mai Shiranui, não ficou de fora desse jogo. Teoricamente é uma ninja, mas não engana mais ninguém, todos sabem que é só uma puta de luxo.
  • Ayane (8.2%) - Irmã mais nova de Kasumi e invejosa sobre a irmã ser sempre mais famosa e mais requisitada pelos punheteiros, ela tenta compensar apelando para os biquínis mais microscópicos do jogo.
  • Kokoro (8.0%) - Garotinha juvenil segunda predileta dos pedófilos. Já houveram dezenas de jogos de DOA e até hoje nenhum fã sabe explicar qual o objetivo dela.
  • Nyotengu (7.6%) - Convenientemente perdeu seu par de asas urubu para conseguir vestir os biquínis e roupinhas de puta disponíveis no jogo. Apesar de ser um demônio milenar, ela também convenientemente não vê problemas em passar os próximos dias se comportando como uma puta assim como as suas demais amigas da ilha.
  • Hitomi (5.9%) - Frustrada depois de descobrir que o amor de sua vida, Hayate, era gay e só queria saber do Hayabusa, Hitomi decide ir para essa ilha tentar deflorar e descobrir seu lado lésbico. O que não dá muito certo, já que adora estar sempre chupando um bom sorvete ao invés de paquerar as outras garotas.
  • Momiji (5.1%) - Como o seu mestre e mentor Ryu Hayabusa, querendo passar uns dias a sós com seu amante Hayate, para que Momiji não ficasse ali empatando a foda dos dois, ela foi ordenada a ir para essa ilha onde deveria aprender como ser uma lésbica.
  • Helena Douglas (4.9%) - A grande cafetina da série, está ali apenas para tirar umas merecidas férias e vestir os biquínis mais escandalosos possíveis.

Adicionada posteriormente

  • Misaki - Garotinha introduzida na versão para PC, a única ali que não é uma ninja ou lutadora, apenas uma garota comum. Não é jogável, tanto que nunca tira a roupa, mas está ali para te dar apoio moral quando você escolhe o Modo Cafetão, sempre puxando seu saco.

Controvérsia de lançamentoEditar

 
Versão do jogo lançada exclusivamente no ocidente após a controvérsia.

Há nos Estados Unidos a Associação de Mal Comidas ("SJW" no inglês) que percebendo como Dead or Alive Xtreme 3 era um jogo machista, decidiram boicotá-lo afim de atormentar a vida dos punheteiros da América. A empresa japonesa distribuidora do jogo, a Koei Tecmo, percebendo como as pessoas na América são malucas e hipócritas, também fez seu mimimi e decidiu não lançar seu jogo no mercado ocidental.

Durante todo o ano de 2016 houve uma guerra na internet. De um lado mulheres mal comidas gordas feias e peludas que nunca jogaram videogame na vida e nunca jogarão querendo se intrometer no lazer dos outros. De outro lado nerds virjões punheteiros que jamais conseguirão uma mulher de verdade na vida e precisam desesperadamente de um simulador de softcore porn para que suas vidas sejam menos infelizes. As mulheres mal comidas acusavam o jogo de não ser real por retratar a mulher como uma gostosa peituda de pele impecavelmente depilada, enquanto os nerds virjões apenas reclamavam que queriam bater sua punheta em paz e que isso não os faz estupradores. Até hoje não houve consenso.

  Conheça também a versão oposta de Dead or Alive Xtreme 3 no Mundo do Contra:

 
v d e h