Abrir menu principal

Desciclopédia β

Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball

AVISO IMPORTANTE: Se sua namorada pegar você jogando esse game, ela irá pensar que você prefere garotas japonesas virtuais feitas de polígonos mais do que ela... e isso provavelmente é verdade.
Virtualgame.jpg Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Kain bebe o sangue de mais um condenado.


Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball
Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball cover.png

Capa original do jogo, posteriormente modificada para o mercado ocidental

Informações
Desenvolvedor Pornstar Games
Publicador Tecmo
Ano 2003
Gênero Simulador de rufianismo
Plataformas XBOX
Avaliação 5% como jogo de volei; 80% como jogo de putaria
Idade para jogar acima de 18 anos

Cquote1.png As pessoas só jogam isso pelos peitões Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball

Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball é um suposto jogo de videogame, do gênero eroge produzido pela falida Team Ninja e distribuído pela Tecmo para algum console vendido apenas no Acre, como forma de um desespero para ganhar dinheiro a qualquer custo, afinal, todo jogador de videogame é nerd, e como tal, amante de um hentai e assim certamente compraria o Dead or Alive Xtreme Beach Volleyball que visa saciar essa demanda, mas o jogo fracassou de vendas mesmo assim, afinal existem milhares de hentais gratuitos de Dead or Alive na Internet, não sendo necessário comprar um Xbox e essa porcaria de jogo.

Índice

HistóriaEditar

ALERTA! - A história desse jogo não faz sentido nenhum!
 
Tela de seleção de personagem do jogo.

Zack, um ex-ator pornô consagrado de Dead or Alive decide apostar numa nova carreira, tornando-se cafetão. Como todo cafetão em início de carreira, ele não tinha uma puta sequer para trabalhar para ele, mas investiu bem nesse negócio, comprou a Ilha de Caras transformando-a em uma ilha de nudismo, também criando na ilha toda uma estrutura de cassino-cabaré para poder acomodar suas putas, sem esquecer dos quartos para as garotas, é claro. A primeira vagabunda a ser contratada foi uma mulata chamada Niki, criada especificamente para trabalhar de vendedora de sex shop nesse jogo. Como só essa personagem não seria o bastante, Zack também convidou todas as gostosas do jogo Dead or Alive 3 para participarem de um torneio de volei, onde a vencedora ganharia um vibrador de ouro.

Agora os fãs de Dead or Alive poderiam se masturbar assistindo as suas garotas prediletas totalmente virtuais e completamente feitas de polígonos jogando vôlei semi-nuas dando gritinhos de prazer a cada saque.

No final dessas férias de verão, após muito lesbianismo e inspiração eterna para vindouras artes hentai, todas as meninas vão embora agora realizadas como putas (por isso voltariam inspiradíssimas para em Dead or Alive 4 aparecerem com roupas ainda mais de piriguete). Quando a ilha fica vazia o vulcão entra em erupção, porque é assim que a geologia diz que funciona a atividade geológica de vulcões adormecidos, e a ilha é arrasada como desculpa para ninguém nunca fazer uma sequência desse terrível jogo-vergonha-alheia.

JogabilidadeEditar

Em duas semanas de muita putaria e devassidão o jogador tem a sua disposição 9 piranhas dos mais diversos gostos e preferências, putas profissionais que por acaso também são jogadores de vôlei. A cada partida vencida a mulher adquire dinheiro para nas noites gastar no cassino da ilha no qual também pode fazer programas e conseguir mais dinheiro e pontos de experiência para se tornar a mais perfeita puta dos videogames. Como um jogo é um simulador de rufianismo, com o dinheiro reunido dos programas é possível comprar novos e ousados biquínis para posar para ensaios sensuais, ganhar pontos e atender clientes mais caros para conseguir comprar biquínis ainda mais escandalosamente e desnecessariamente ousados. Esses ensaios podem ocorrer nos cabarés (puteiros), nas praias de nudismo, na mata ou na piscina.

Volleyball

 
Um pequeno spin-off alternativo dentro do jogo, a possibilidade de realmente jogar vôlei.

Acredite ou não, dentro desse jogo há a opção de se jogar vôlei de praia como se por acaso o jogo fosse realmente de esporte, tipo um FIFA ou Madden NFL, só que de vôlei. Esse modo foi adicionado meramente para enganar mães mais desatentas, que ao entrar no quarto de seu filho pré-adolescente assumirá que seu amado filho está apenas jogando um inocente jogo de esporte e que não há putaria e libertinagem envolvida nisso. Isso explica porque a jogabilidade dessa porcaria é terrivelmente genérica e mal feita, você só tem que apertar dois botões e as meninas fazem todas jogadas automaticamente, a ideia é permitir que até os noobs possam jogar, porque esses que são os maiores punheteiros e principal público-alvo do jogo, assim todos podem jogar sem prestar atenção em comandos, só em escutar os gemidinhos sensuais das garotas e seus corpos poligonais seminus andando na tela.

Pool Hopping

Este modo de jogo foi adicionado inicialmente como uma pegadinha, criado exclusivamente para causar vergonha alheia e desconforto em quem jogasse o negócio. Inesperadamente esse minigame acabou tornando-se um sucesso, porque punheteiro é uma raça foda (não literalmente). O minigame consiste em ficar apertando botões corretamente para fazer uma puta pular de boia em boia e assim conseguir atravessar uma piscina. Quem se interessa por isso é porque só quer ver os seios virtuais balançando enquanto a puta a sua escolha fica pulando nesse joguinho.

Amizades

O vôlei e a piscina na verdade são o de menos do jogo, ele é como se fosse um The Sims para maiores de 18 anos nerds, sendo possível fazer as putas se relacionarem com as outras puta da ilha, nos propiciando os melhores hentais lésbicos que 2003 poderia proporcionar, antes de conseguir acumular resistência o bastante para aguentar a mamba-negra do Zack, último chefão do jogo.

PersonagensEditar

Ayane

Christie

Helena

Hitomi

 
Finalmente a Team Ninja admite que sua principal franquia não é só de jogo de luta.

Kasumi

Kokoro

Lei Fang

Lisa

Tina

Veja TambémEditar

v d e h