Abrir menu principal

Desciclopédia β

Deslivros:Se eu tentar me matar e não conseguir, eu vou preso por tentativa de homicídio?

Alien.gif
T O P | S E C R E T |!
Alien.gif

Atenção! Este artigo é sobre uma teoria conspiratória, então tome cuidado com o conteúdo que estiver lendo.

Enquanto isso, o exército americano está se comunicando com ETs.

Cquote1.png Você quis dizer: O verdadeiro motivo do Bush ter sido deposto? Cquote2.png
Google sobre Se eu tentar me matar e não conseguir, eu vou preso por tentativa de homicídio?
Cquote1.png Sim. Cquote2.png
Idiota sobre , eu vou preso por tentativa de homicídio?
Se eu tentar me matar e não conseguir, eu vou preso por tentativa de homicídio? é uma das perguntas mais bizarras do planeta. Primeiro, porque na maioria dos casos em que um suicídio falha, o suicida fica ou sem as pernas ou com o bilau estourado. Em ambos os casos, a vida da pessoa está detonada, mas em um está mais que o outro (Afinal, qualquer macho vai te dizer que podem tirar as pernas dele a vontade, mas o pênis? Nem fudendo!) E segundo, porque acredite ou não, o nosso belo código penal brasileiro NÃO TEM RESPOSTA PRA ESSA PERGUNTA. Pois é, pela primeira vez, os nossos juízes estavam ocupados demais tocando punheta junto dos jurados pra dar uma resposta válida. Que coisa heim?

ExplicaçõesEditar

A MAIS SIMPLES E ÓBVIA RESPOSTA DE TODOS OS TEMPOS: Não, você não será preso. Assim como canibalismo, não tem nenhum lugar escrito no código penal que você será preso por esse crime, visto em que não há uma punição escrita por ele, então, conclusão: Não irá acontecer nada contigo se tu tentar se matar, vai em frente com e sem medo!

 
Um paradoxo: Esse maluco tentou se matar enquanto JÁ ESTAVA PRESO! Pode isso, produção?

ESPERA! Antes de fazer merda precipitada, lembre-se de um pequeno detalhe: Você pode não ser preso necessariamente por um crime que cometeu caso ele não exista no código penal, MAS, nada impede o juiz de te punir por um criem ALTERNATIVO, mas que ainda está nas preliminares da merda que você fez. Por exemplo, no caso de canibalismo, você pode ser preso por difamar o corpo do seu amiguinho, além de é claro também poder ser colocado em um manícomio por ser um doentão de marca maior também. No caso do suicídio, a prisão não vai ser efetuado pela tentativa de se matar, e sim porque você é meio lelé da cuca, e pessoas lelés da cucas tem mania de tentar machucar quem está perto dela. A única exceção é o stephen hawking, parcialmente porque a esse ponto o cara tá tão pirado que as besteiras que ele fala são comédia demais pra meter ele em um azilo. Então, pra simplificar pra você meu caro nerd: A partir do ponto que você induzir alguém a cometer suicídio, você pode sim, acabar não só preso, como enfiado em um azilo obrigado a comer papinha de bebê pelo resto da vida.

PORÉM, novamente, isso cria um outro problema: Isso só vale para OUTRAS pessoas, não explicando a pergunta original. Por exemplo, se você mandar aquele seu irmãozinho chato se tacar do telhado da sua casa, será considerado um crime. Não se sabe o que acontece se você tentar o mesmo contigo. Bem, até hoje eu não vi ninguém que se jogou na frente de um trem, sobreviveu e depois foi parar no xilindró. Pelo contrário, as pessoas que fazem esse tipo de coisa acabam escrevendo algum livro e ficando famosas pra cacete, tão longe de ser dar mal ou algo parecido... ao mesmo tempo, o teu corpo é meio que uma propriedade privada sua: você pode fazer o que quiser com ele. Quer cortar fora seu pênis e vender ele na Deep Web? Sem problemas! Quer andar na crackolandia as 11 horas da noite pelado? Beleza! A única exceção é caso seu suicídio coloque em risco a vida de outro ser humano: Se você utilizar do clássico modo de se enforcar da cadeira ou tomar um veneninho a lá Romeu e Julieta, não será julgado. Já se você dirigir que nem um drogado na rua depois de beber 3 tequilas... bem, espero que goste de ficar numa cela cheia de ursos peludos enquanto está tetraplégico.

Casos e exemplos na históriaEditar

A história da humanidade demonstra vários casos catalogados de suicidios falhos. Um dos mais comédias, algo que parece que foi tirado da A Praça é nossa, é durante a idade antiga em roma. Nessa época, havia alguns soldados que ficavam com tanto medinho de serem apunhalados na cabeça que tentavam fugir para as colinas. Quando ISSO falhava, eles tentavam se suicidar, porque segundo alguns malucos, melhor morrer da sua espada do que pela do inimigo, como diria Ayrton Sena. Nem sempre isso dava certo. Em fato, devido as espadas da época parecerem mais uns canos enferrujados do que armas feitas para cortar, muitos soldados acabavam só se machucando levemente. Quando eram descobertos, eles eram punidos com alta severidade... sendo EXECUTADOS! Sim, os malucos puniam os suicidas matando eles. Além da puta ironia, a morte acabava sendo bastante humilhante, com os generais dando uma mijada no corpo do falecido, que quase nunca recebia uma cova, os mais sortudos eram enfiados numa vala comum, e olhe lá.

Outros casos eram na Itália e na frança. Por causa da falta de pizzas, muitas das pessoas de classes mais baixas da Itália tentava fugir do plano astral numa tentativa de achar massa no céu, porque como diria o Didi, no céu tem pão (Se bem que o mesmo não pode ser dito de pizzas. E rocamboles. Ainda não se sabe quanto a Donuts). Isso várias vezes não funcionava, pois como o povo era tão pobre que mal podia comprar facas na época, eles eram forçados a se matar amarrando cordas no pescoço, e como isso TAMBÉM era difícil de conseguir, eles substituiam a corda por um barbante. Se o suicida era pego no ato, a punição variava: Alguns levavam um tapa na cara pra ver se tomava juízo, outro recebiam um tiro nas mãos pra ficarem incapazes de se matar, e no casos em que o suicida tinha sucesso, tinham que improvisar: Eram chamados alguns padres para ver se tirava o mal agouro do corpo, num ritual que envolvia rezas e mijo de cavalo. Após isso, o corpo era tacado numa cova de 1 metro no chão, as vezes nem isso. Se algum dia estiver andando por aí e tropeçar em um esqueleto, culpe os italianos. E os franceses. E a inquisição espanhola, porque eles são chatos também.

Ver TambémEditar