Abrir menu principal

Desciclopédia β

Deslivros:Triste Fim de Lima Barreto Eça de Byron de Assis

Deslivros4.png
Nuvola apps bookcase.png
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.



Lima chatiado porque não gostaram do seu livro.

O livro a seguir é uma creepypasta real. Por favor, não o leia com os olhos abertos, pois você corre o risco de ficar maluco como o personagem principal da história.

Lima Barreto Eça de Byron de Assis era um garoto juvenil criado a leite com pera, blá blá blá, vamos logo pro que interessa na história. Lima era uma pessoa muito admirada, gostava de como eu aqui estou fazendo, escrever. Ou seja, era um desses inúteis de internet como outros tantos que têm blogs e se acham mestres dignos da Academia Brasileira de Letras.

Certo dia o pobre Lima escrevia em seu blog "O Sentinela do Cachorro Louco", associado à Sociedade de Proteção das Borboletas do Afeganistão, quando de repente aconteceu algo que o transtornou: num de seus posts que ele considerou mais perfeitos, mais supimpas, mais chuchuzinhos, que tinha como título "A Burrice das Opiniões Nonsenses", quando leu abaixo do post algo inadmissível para ele: diversas, DIVERSAS pessoas criticando veementemente o post dele. Diversas MESMO!!! Todas dizendo que ele fora muito pessoal demais da conta e com isso sua opinião ficou estragada igual maconha estragada ou pamonha estragada ou rockonha estragada ou... bronha estragada. Não sei como seria essa última, nem sei como isso veio parar na minha cabeça...

O fato é que o Lima ficou putenho da vida. Ele começou a xingar todos, dizer que eram mentecaptos, desmiolados, nanocéfalos, acéfalos, descerebrados, celebres, cerebrais e mais um monte de coisas que nem meu neurologista soube me dizer que relação tinha com o cérebro. Disse Barreto que iria processar todo mundo, que ia isso, que ia aquilo, que ia assim, que ia assado, que ia cozido, que sei lá o que, etc e tal.

Isso apenas acalorou a discussão, levando um dos nerds que acompanhavam o drama, esse mesmo um metido a psicólogo igual a esses chupa pregos de Facebook, a dizer que na verdade Lima sofria de sérios problemas de tentativas frustradas de chamar a atenção. Barreto então começou a xingar mais ainda o autor desse comentário e ameaçou-o de morte, de afogamento, de estupro, de imolação e de mais um monte de ameaças de matar.

Assim, Lima começou a conspirar uma forma de descobrir o IP de cada um dos que zoaram com ele, de eliminar tais tolos da face da terra, achando onde eles moram, levando adêvogados na casa deles fazendo sacrifício pra Mãe Menininha pra ganhar poderes e matar todos não com faca, mas igual ao Caninha a Fernandinho Beira-Mar, com metralhadora e fuzil. Ele se banha no sangue de 50 ratazanas que ele matou no porão da casa dele (ele não teve dinheiro pra comprar a galinha preta que ia ser usada no sacrifício) e começa a perseguir um por um dos que não aceitaram sua opinião.

Porém o sangue de ratazana no lugar do sangue de galinha causa um retrocesso e ele enlouquece ao se ver no espelho, acredita que na verdade está atrás dele cada um dos nicknames que um dia zoaram de suas crenças e começa a se golpear a si mesmo com o punhal que ele devia ter matado a galinha e assim ele morre após diversos gritos de dor e prometendo um dia voltar como o supremo escritor universal e matar um por um com uma caneta envenenada.

Nota do escritor: Outros dizem que essa parte do sangue de ratazana é coisa de otário e que ele, o Lima, já era doido demais igual a falecida mulher do Lindomar Castilho e se auto-suicidou-se a si mesmo porque descobriram que na verdade ele era uma mulher baranga que nunca namorou na vida e que já tinha cortado os pulsos 20 vezes na vida fazendo pactos com Inri Cristo.


v d e h