Abrir menu principal

Desciclopédia β

Detalhe

Assustador exemplo de cabeça chipada, perceba o detalhe.

Detalhe é quando algo está pronto, mas alguém sem mais nada melhor pra fazer resolve acrescentar mais algo, apenas pra piorar melhorar ou apenas ficar mais vistoso, ainda que isso não sirva pra nada prático. Provavelmente deriva de alguma frescura do tipo talhar, que se não me engano é tirar talhas quando se esculpe madeira ou preda... nesse último case deveria ser lascar, mas dá na mesma por que no primeiro caso também poderia ser lascar.

Se lascarEditar

Evite se lascar, mas se quiser tirar lascas então os detalhes aparecem. No caso de esculpir quanto mais detalhe melhor. Tá, podemos concluir que detalhar é tirar talhas, mas alguns detalhes em certos casos são desnecessários, isso porque algumas pessoas podem achar eles feios ou até achar que eles atrapalham. Não é difícil saber se detalhes são necessários ou não, seja por causa da estético, seja por atrapalharem.

Quando os detalhes estão sendo esculpidos, caso não seja a segura e fresca massa de modelar ou algo assim, então será pedra ou madeira, o que significa que se o afortunado que estiver fazendo a obra, terá que prestar atenção aos detalhes, não da obra, mas prestar atenção pra não levar com uma lasca no zoião enquanto está trabalhando ou vagabundeando caso a obra não seja tão útil, mas qual a diferença de obra útil ou inútil se alguns acham que não vale a pena nenhuma utilidade que sirva a um ser humano, já que ser humano nenhum presta? — isso segundo a opinião de alguns, mas tanto faz Como dizem que o diabo está nos detalhes, mas não é apenas o cão que é esculpido, embora os maiores artistas da Renascença amassem diabinhos bem detalhados, mas não apenas eles eram esculpidos com detalhes acurados.

Mais detalhesEditar

 
Treine mais atenção aos detalhes.

Nem todo detalhe é inútil (tá, que nem tudo que seres humanos acham útil vale alguma coisa), como por exemplo detalhes em uma investigação: oras, nesse caso os detalhes contam, como por exemplo onde foram as mordidas num ataque podem dizer muito e dar a pista de quem atacou, principalmente se o cachorro mordedor compulsivo segue um padrão. Outros detalhes como em desenhos podem lhes mudar o padrão, então se forem feitos em série faz toda a diferença, não importa que sejam calcinhas panos de prato ou tapetes persa. Porém num desenho ou pintura se o desenhista, pintor, mangaka ou a porra que seja fizer um risco a mais pode parecer que um personagem usa batom, o que pode comprometer seriamente a obra, mas se o personagem já for meio veado, que não engana muito, então ninguém vai reclamar, a não ser alguns dos fãs teimosos, mas a teimosia não é um detalhe, é uma grande encheção de saco, e o saco é todo detalhado em ruga, que podem se esticar, mas sempre voltaram a aparecer em detalhes.

Quem estiver detalhando deve sempre lembrar que detalhes devem apenas ser visto pelos não incautos, então deve ser feito para ser visto, mas não facilmente. Isso nem mesmo certos criminosos sabem fazer direito, e acabam deixando pistas que até o The Intercept consegue achar várias brechas pra descobrir.

Alguns criminosos deixam pistas das mais espalhafatosas, nem é preciso então, que os investigadores olhem detalhe por detalhe, pois fica tão óbvio que os detalhes são o de menos, nem é preciso uma mera lupa pra encontrar.