Abrir menu principal

Desciclopédia β

Diarreia Mental

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Capa do primeiro álbum da banda.


Diarreia Mental é uma banda de Bostacoregrind criada pelo vocalista, guitarrista, baixista, compositor, tecladista, violinista e punheteiro DELS. E é considerada por muitos a primeira banda e fundadora do movimento mais bosta da história o BOSTACORE.

HistóriaEditar

A banda foi fundado por DELS no dia 15 de fevereiro de 2014, a ideia de criar uma banda com uma sonoridade bosta veio enquanto ele cagava, foi uma cagada tão profunda que ele resolveu fazer músicas falando de coisas da sociedade como anti-satanismo, amor a Jesus, copa do mundo, sexo, depressão e outras viadagens que rimam com bosta, como namoradas. A primeira música lançada foi OIKA uma mistura de muitos elementos, como gemido de gato, cachorros transando, trinco da porta, bateria de panelas e violão com apenas 4 quartos cordas. O sucesso foi imediato e a banda começou a fazer sucesso pelos cantos da internet, tanto que seu vocalista já comia meninas pela rua.

Primeiros álbunsEditar

Em 30 de março de 2014, DELS anunciou que a banda entraria em estúdio para gravar um álbum num estilo nunca visto antes, umas mistura de vocal peidado com blastbeats em panelas e músicas sem sentido com a realidade. Eles assinaram com a empresa Vasilão Records, o que fez com que o disco fosse pior ainda. O disco teve uma produção cara, a mais cara da história do bostacore, custando em torno de 50 centavos mais 1 real da conta da luz. O disco "Musicas para favelados retardados pedreiros traficantes e viados pt 1" foi lançado dia 22 de abril de 2014 junto com um fodendo show via skype cheio de putas e orgias.

Após uma longa turne pelos skypes do mundo, festas regadas a muita laranjinha e sexo com groupies, DELS anuncia que em junho sairia o novo álbum da banda. Dessa vez, o disco teve uma produção mais barata, custando 35 centavos. O disco contou com guitarras que mais pareciam apitos e uma bateria tão bosta que após terminar de ouvirem o disco, 80% dos fãs ficaram com problemas estomacais e tiveram que comprar remédios (outra sacada de marketing da banda, pois a fábrica dos remédios pertence a DELS).

Foi marcada uma turnê de 30 shows pelo mundo, mas foi cancelada porque DELS teve uma overdose de laranjinha.

Gato do capetaEditar

Após 4 meses sem lançar nada, a banda anunciou uma nova música chamada QUERO UMA NAMORADINHA, que fala sobre a longa depressão de DELS por ser odiado por todo mundo e não ter uma namoradinha para fazer sexo. Mais algum tempo e a banda lança o segundo single do álbum, que ainda não tinha nome. A música se chamava A ÉPICA BATALHA ENTRE DELS E O CAPETA, que narra uma história de merda entre uma batalha dos dois viadões da história, a música tem um violino plagiado de um violinista que ninguém conhece.

O disco gato do capeta foi lançado dia 1 de janeiro de 2015, conta com 16 músicas e narra uma história da luta contra DELS e o gato do capeta, uma história de merda pra quem tem problemas cerebrais. O disco vendeu 3 unidades e foi consagrado o maior disco da banda e com o maior número de vandas. Atualmente a banda esta transando e gravando o futuro álbum que fala sobre mendigos e feminazis.

Mendigos são ManeirosEditar

Após 6 meses de trakinagem e gravação, a banda anunciou o albúm Mendigos são Maneiros, considerado o álbum mais técnico e mais bosta do Diarreia Mental, contando com um novo tocador de pau com cordas, Ze, que chegou chegando e fez uma grande revolução no estilo do bostacore, fazendo as músicas ficarem mais audíveis e acrescentando bons riffs maus equalizados. O álbum contém 3 singles: Extreme Bostacore Hell, Darkness My Old Friend e Me Mata (música tão merda, que foi tocada no terceiro episódio do Privada Cultural).

Índice

Clube da BalalaikaEditar

Álbum lançado em novembro de 2015 que apresenta uma evolução sonora do progressive bostacore feito pela banda acrescentando novos elementos como uso de teclados e flauta, esse álbum possui alguns singles que já figuram entre os clássicos da banda como a música "É tudo culpa do PT" que faz uma crítica com forte apelo político social ao governo do Brasil e "Queria uma namoradinha pt2", esse álbum também possui algumas participações especiais como Gabriel Frango (ex tecladista da banda Ayhuria pioneira do Door Metal nacional) nos teclados, Rômulo "Lobo" Alves nos guturais, entre outros, também marca a entrada do guitarrista Lel na banda.

RessacaEditar

Anunciado ainda no fim de 2015, o novo álbum vai tratar sobre depressão, fracassos, gilettes e muita viadagem. O primeiro single foi lançado em janeiro de 2016, a música Welcome to the Dark Side, que fala sobre a o diarreia querendo trazer as pessaos pro lado negro, depressivo e suicida da força. O segundo single lançado ainda em janeiro fala sobre a Epidemia de Gilettes no Sul do Brasil, o fracasso de um jovem que não tem namorada, família e amigos. O álbum conta com participação de Gabriel Frango (ex tecladista da banda Ayhuria pioneira do Door Metal nacional) nos teclados, Rômulo "Lobo" Alves nos guturais, Gabriela nas flautas e instrumentos que usam a boca(boquete), Arthur Reis(sinfonia do mamilo).

GêneroEditar

A banda é reconhecida por ser a principal banda de Bostacore, mas também tem outros gêneros como depressive suicidal metal, ambiental bostacore e heavy metal, e é conhecida por fazer a junção do bostacore com o prog metal, criando assim o gênero progressive bostacore, que conta com guitarras fritantes e mal gravadas, panelas e vocais gravadas num banheiro, além de som tão bosta que estou indo cagar depois de escrever este artigo.

Bostacore ProgressivoEditar

Após 1 ano fazendo um som horrível, a banda resolveu mudar um pouco o rumo de seu lixo sonoro. A banda começou a usar guitarras afinadas e tocar em ritmo, com isso acabou criando um novo gênero, o Bostacore Progressivo. O primeiro álbum com esse estilo foi o Gato do Capeta, logo após o Mendigos São Maneiros e Clube da Balalaika seguiram essa linha. As músicas longas e cheias de riffs vomitáveis são a principal marca, além de uma bateria cagada e fora de sincronia com os outros instrumentos. Já na música Epidemia de Gilettes no Sul Do Brasil, a banda atinge o auge do bostacore progressivo, com uma música de 15 lamentáveis minutos, com direito a teclado, flauta e muitos solos. A banda sofreu muitas críticas de seus fãs antigos, pois eles não gostaram da chupação de rola e punhetação do atual momento do Diarreia. Já os fãs novos aprovaram a música e após ouvir todos se uniram e fizeram uma grande orgia gay.

MembrosEditar

Diarreia Mental é formado atualmente por 3 integrantes

  • Carlos "Dels" Jecboy - Bateria, Panelas, Latas, Vocal peidado, pau de cordas, xocalho, pandeiro, triângulo e punhetas (2014 - atualmente)

Dels também conhecido como Jecboy é o fundador, líder, compositor, letrista e principal instrumentista da banda, é reconhecido na cena do metal nacional por dar o cu e por fundar os gêneros bostacore e bost metal, tem como principais influências as bandas Burzum, Merda, Pantera, Angra, sua mãe, Gojira e Opeth. É adepto do brojob.

  • José "Zé" - Guitarra, pau de cordas, potes de margarina, bongo, punheta e vocal cagado (2015 - Atualmente)

Zé é um gordo tetudo que por não ver o pênis começou a punhetar guitarra inspirado em John Petrucci ícone da guitarra punhetada no metal, entrou na banda em meados de 2015 e se tornou principal guitarrista da banda desde o álbum "Mendigos são maneiros", é pau mandado do Dels e escravo sexual dele, também fez vocais cagados para o vindouro álbum intitulado "Ressaca".

  • Lel - Guitarra, pau de cordas, mímica, air guitar (2015 - atualmente)

Fez uma pequena participação no álbum "Clube da Balalaika" lançado em 2015 e desde então foi efetivado como membro da banda porém não vai tocar nada no álbum "Ressaca" se tornando assim mais inútil que dar palestra de castidade pra sua mãe é o guitarrista reserva do Zé caso ele se lesione devido às punhetas crônicas.

ÁlbunsEditar

  • Musica para favelados retardados pedreiros traficantes e viados pt - 2014
  • 666 - 2014
  • Gato do Capeta - 2015
  • Mendigos são maneiros - 2015
  • Clube da Balalaika - 2015
  • Ressaca - 2016
  • Ao Vivo No Seu Cu - 2016