Abrir menu principal

Desciclopédia β

Digimon World

Virtualgame.jpg Digimon World é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Midna dá mais uma dica para Link.

Megaman-nes megaman run.gif
Digimon World é da época da Velha Guarda dos Games

Porra! Aqui sim que é jogo bodybuilder, caralho!


Mundo Digimon
Digimon World japa.jpg

Este jogo marcou história, pois ajudou muito adolescente que tiveram filho aos 13 anos a cuidar bem de seu filho.

Informações
Desenvolvedor Bandai
Publicador Bandai
Ano 1999
Gênero RPG, Plágio
Plataformas PS1, Nintendo 64.
Avaliação Plágio
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Você quis dizer: Babá Cquote2.png
Google sobre Digimon World
Cquote1.png Experimente também: SimCity Cquote2.png
Sugestão do Google para Digimon World
Cquote1.png Eu não apareso nesse jogo, só me colocaram de enfeite na capa americana Cquote2.png
Gomamon sobre Digimon World
Cquote1.png OMG!! Ele virou um Numemon!! Cquote2.png
Você sobre digievolução no Digimon World
Cquote1.png Vá pra puta que pariu!! Chatice do cacete!! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Digimon World
Cquote1.png Eba, Numemon de novo! Cquote2.png
Você sobre outro Numemon na sua vida
Cquote1.png Ahh não, Numemon de novo não!! $%*9%$#!! Cquote2.png
Você sobre descobrir que este digimon é uma merda
Cquote1.png VAI TOMAR NO CU, cadê o Nunemon quando preciso? Cquote2.png
Você sobre a necessidade de um Nunemon para passar na Toy Town
Cquote1.png Eu seeeeeeempre quis um MetalGreymon Vírus assim... Cquote2.png
Zeca Pimenteira sobre Digimon World
Cquote1.png Tio, escolhe uma cor: rosa ou branco?! Cquote2.png
Teu sobrinho pentelho sobre morrer e começar do zero
Cquote1.png Putz, caguei no chão!! Cquote2.png
Você sobre não achar uma privada
Cquote1.png Vamos ver quem é melhor, se essa bostinha sua, ou meu superultramegafuderoso Machinedramon! Cquote2.png
Analogman sobre você estar ferrado

Hiro.gif

Digimon World foi o primeiro jogo de Digimon para PlayStation no mercado clandestino. É um jogo acima de tudo educativo, pois você antes de treiná-lo é a babá de seu digimon!! E ele nunca fazia o que você esperava e sempre te deixava na mão...Numemon que o diga!!

Índice

EnredoEditar

 
Machinedramon, o parceiro foderoso do vilão.
 
O grande vilão lendo esse artigo.

O jogo começa quando Hiro, o noob personagem principal na nossa história foi cagado ao ponto de conseguir entrar dentro de um Virtual Pet!! e fica preso dentro do Mundo Digital. Chegando lá ele é rodeado dessas criaturas infernais e é obrigado a entrar nessa merda e faz de tudo pra fugir deste hospício. Sozinho seria impossível, então Hiro recebe um Digimon de um velinho chamado Jijimon pra ficar do seu lado o tempo todo. Afinal, ele era um completo otario que não sabia fazer nada sozinho!!

 
O moleque chato, que nunca anda de mão do bolso, nunca sente calor, nunca sente fome, nunca faz cocô...

Em troca você deve sempre cuidar do seu digimonsinho se quiser que ele te proteja. Por isso se você já teve que cuidar do seu sobrinho ou irmão mais novo terá muito mais facilidade pra jogar Digimon World. Você é obrigado a dar comida, amor, carinho, levar seu bichinho pra fazer "aquele serviço" e é claro, amestrá-lo para vencer nas batalhas. O jogo consistem em satisfazer ajudar o venho Jijimon (Mestre dos Magos) a ampliar e levar outros digimons para sua cidade chamada File City (que é uma cópia descarada do SimCity!!). Você vai agradecer por isso, porque todos aqueles digimon bebês não ajudam em nada e te lembram o quanto esse jogo é noob e feito pra você!!

A maioria dos Digimons por aqui são selvagens (como sempre, quanta criatividade...), e se seu digimon não for forte você será um fracassado também no mundo digital!! Segundo o velho Jijimon, a File City antigamente era uma grande Metrópole, ou seja com grandes prédios, ruas, semáforos, poluição muitos moradores (nada não muito diferente de São Paulo).

Foi ai então que surgi um filho da puta vilão pra acabar com a porra toda, Analogman era um viadinho hacker nerd que odiava digimons (isso porque quando ele era criança sua mãe nunca havia le dado um Virtual Pet), e apartir dai Analogman usou sua experiencia e talento com computadores fez um cheater fudido que tranformou todos os digimons abitantes da File City em digimons selvagens que fizeram da Metrópole do Jijimon a Casa do Caralho. É apartir dai Hiro passa a ter missão de ir ate o Mt. Infinity e derrotar Analogman e seu foderoso parceiro Machinedramon e salvar do mundo digital, que para a surpresa do garoto é o digimon mais foderoso do jogo todo!!

Hora do treinamentoEditar

 
Aqui não é o mundo real, mas o capitalismo impera da mesma forma!!

Muitos são os tipos de treinamento pra tornar seu amiguinho camaradinha ainda melhor:

  • Boulder Moving - Um pedregulho imenso que seu digimon empurra até dizer chega. O problema é que isso não acontece, então quando VOCÊ cansa acaba!! Deixa seu monstro com o braço forte como o de um punheteiro profissional.
  • Waterfall - A cachoeira, deixa seu digimon mais esperto e cura aquela ressaca depois de muitos digidrinks nas digibaladas noturnas!! Também aumenta a energia MP dele, mas isso nem importa tanto assim, porque nunca acaba mesmo!!
  • Running - Tão óbvio quanto um produto Polishop no lixo. Ele fica mais rápido, não é incrível?!
  • Classroom - Aqui você dá aulas de matemática pro seu monstro. Pra que isso?! Ele nunca vai usar isso na vida!! (sim, não é só você que se faz este tipo de pergunta!!)
  • Punching Glove - Uma luva gigante enchendo seu bicho de porrada. Mas ele sempre defende, tiraram a graça do negócio...
  • Tree Striking - Uma árvore feita de alvo pra treinar os poderes de ataque de seu digimon. E pensar que eu fiz isso a infância inteira e não surgiu efeito nenhum...

DigievoluçãoEditar

 
Como você é noob e não sabe nada de inglês, pagou muito pau pra descobrir o que fazer no jogo!! E quando descobriu seu Numemon não ajudou muito...

A coisa mais importante neste jogo é conseguir uma digievolução decente pro seu digimon. Se não treinar ele e ficar cagando no chão (o que é bastante divertido) só vai conseguir coisas como Numemon e Sukamon, bichos que peidam pela boca e comem bosta do chão. Basta escravizar seu monstro e encher ele de comida gordurosa (ver fast food), que ele vira alguma coisa legal. O problema é que você só descobre isso depois de morrer vinte vezes na mesma batalha e cansar de procurar cocô pra comer!!

Características extraordináriasEditar

Existem coisas que só acontecem nesse jogo doido, e você jamais deve tentar reproduzi-las no mundo real:

  • Comer carne diariamente pode fazer com que você ganhe asas e fique gigante, por conta da proteína digital.
  • Cagar no chão faz com que você vire um bicho que come a própria bosta.
  • Se você estiver apanhando e quase morrendo, não procure um hospital, use disquetes.

Outras coisas secundáriasEditar

 
Embora o jogo negue isso, os digimons são sim escravos e amestrados!!
  • Vara - A única serventia da vara aqui é seguir em frente no jogo, mas se tiver muito azar pode cruzar com alguma criatura magnífica que mate seu digimon fraco sem dificuldade. Por isso é bom manter a mochila cheia daqueles disquetes sem graça que não deixam seu monstro numa cilada!!
  • Medalhas - Quando entra no Orkut perfil de seu personagem descobre que existem várias categorias sinistras no jogo, e descobre também que você é um fracassado e ainda não ganhou nenhuma medalha!! Existe uma que é dada para quem encher uma tela de cocô e outra para colocar um digimon dentro de uma pokebola, acho que nessas você tem alguma chance!!
  • Inteligência Artificial - Na época em que esse jogo foi produzido se restringia a fazer carinho e dar comidinhas saborosas pra deixar ele contente. Mas fique feliz, porque se fosse nos dias de hoje ia ser preciso abrir uma conta, usar preservativos e dar risada assistindo A Praça É Nossa!!
  • Digimons paraguaios - Um jeito idiota que eles acharam de economizar espaço no CD foi te enganar criando digimons que nem existem!! Não existem Bakemons de chapéu mexicano, ursos polares pretos e nem Meramons com chamas de fogo azuis!!
  • Itens - Uma tremenda falta de ideia pode ser vista na elaboração dos itens do jogo. Exemplo: pra encher a vida ou e energia de seu digimon use um disquete!! Seria uma tentativa de trocadilho para "salvar" a vida dele?! Mais uma grande questão da humanidade...

Digimons que podem ser recrutados para a cidadeEditar

  • Agumon Aparece logo no começo do jogo, e é um dos mais inúteis. A única coisa que ele faz é reconstruir e tomar conta do banco da cidade, onde você pode guardar todas as tranqueiras que não cabem na mochila.
  • Betamon Ele no inicio cuida de uma loja ridícula e depois quando a concorrência aumenta o coitado não aguenta e decide virar um vagabundo pra passar o dia na fonte.
  • Biyomon Monta uma barraquinha de produtos paraguaios na cidade, onde vende itens de cura contrabandeados do Pallet.
  • Elecmon Ele cuida da eletricidade da cidade evitando apagões.
  • Gabumon Digimon capitalista, que cuida de uma agência de exploração ilegal de ouro e pedras preciosas na cidade.
  • Kunemon A única coisa que ele faz é comer algumas moitas, para Hiro conseguir cortar caminho pela floresta. Parece ser pouca coisa, mas considerando que esse digimon inútil é fracote e cego, já é alguma coisa.
  • Palmon Cuida de uma plantação de cocaína na cidade, e toda madrugada libera alguns papelotes para Hiro. Se for regado todos os dias com uma certa água azulzinha, o Palmon cresce.
  • Patamon Pense num cabra chato. Esse é Patamon. Para trazê-lo para a cidade, é necessário vencê-lo umas trezentas vezes. Já na cidade, ele ajuda Biyomon na barraquinha de contrabando, expandindo o negócio.
  • Penguinmon Viciado em jogos de azar sobre o gelo, Penguinmon vai para a cidade quando é derrotado em seu próprio jogo. Na cidade, ele abre uma pequena arena de jogos ilegais, onde o jogador sempre perde, e a banca fatura alto.
  • Airdramon O mais ínútil dos inúteis. Essa praga ataca quando você está desprevenido, e é difícil pra caramba derrotá-lo. Após vencido, engana-se quem pensa que ele acrescentará algo de útil e/ou interessante para a cidade,. Na verdade, ele vai puxar um ronco na casa de Jijimon e, após ficar mais de duas semanas no come/dorme, ele vai trabalhar em uma barraca de macumba, lendo a sorte do jogador. Sim, todos os seus conselhos são furados, portanto, não os siga, ou irá se arrepender amargamente.
  • Angemon Finalmente, um que ajuda em algo. Após derrotado, Angemon vai para a casa de Jijimon, e fica dando conselhos interessantes para o jogador. Vale a pena seguí-los, principalmente quando você não souber mais para onde ir.
  • Bakemon Para não perder o costume, mais um inútil. Bakemon fala uma estranha mistura de miguxês com tiopês, tornando o seu recrutamento para a cidade muito difícil sem a ajuda de um detonado qualquer. Quando finalmente vai para a cidade, Bakemon não faz nada, fica apenas assustando os moradores vagando pelas ruas de madrugada.
  • Birdramon Para sobreviver, Birdramon abre uma empresa de transportes aéreos chamada Air France.
  • Greymon Ele monta campeonatos de UFC para divertir os digimons e oferecer prêmios a quem ganhar, porém os competidores são semi-deuses e é quase impossível derrotar os digimons mais avançados.

Existem outros digimons, alguns importantes para o jogo, outros de importância razoável, alguns de importância duvidosa e outros que, se não existissem, ninguém sentiria falta. Como estou com preguiça de listar todos, deixo para você a tarefa de recrutar todos para a cidade, tornando o vilarejo uma verdadeira metrópole, cheia de alegria, diversão, assassinatos e crime. Boa sorte em sua missão! Você vai precisar, principalmente considerando que grande parte dos digimons estão nos locais mais improváveis possíveis.

Digimons que você nunca vai terEditar

 
Imagem fake, se fosse real o protagonista estaria enfrentando Analogman e seu Machinedramon com um Numemon que taca cocô.
  • WereGarurumon, porque o Garurumon não evolui pra ele no jogo!
  • Machinedramon o único mega do jogo tá nas mãos do cara que quer comer teu cu.

Digimons que você vai cansar de verEditar

  • Numemon
  • Sukamon
  • Qualquer outro que tenha acabado de nascer e tenha cocô pequeno!!

Pra ver no YoutubeEditar

v d e h