Abrir menu principal

Desciclopédia β

Virtualgame.jpg Dishonored é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, alguém dropou uma Blood Essence.


Desonrado
Dishonored.jpg
Informações
Desenvolvedor Arkane Studios
Publicador Bethesda
Ano 2012
Gênero semi-RPG
Plataformas PolyStation 3; Cubo 360°
Avaliação 40%
Idade para jogar +15

Dishonored é um jogo Assassin's Creed em primeira pessoa e com poderes mágicos, possui elementos de stealth, RPG, First person shooter, é tanta coisa misturada que nem dá para definir esse jogo. Os fãs de Skyrim viram que era um jogo da Bethesda e torraram toda a grana da avó achando que se tratava de um jogo de um mega-mundo aberto cheio de opções não-linear, e claro, decepcionaram-se com um jogo que dá para zerar em 5 horas, e você tem que ficar fazendo as mesmas missões mil vezes de maneiras variadas.

Índice

HistóriaEditar

 
Dishonored Gangnan style version.

Basicamente você é um pobre coitado que foi acusado injustamente de assassinato, e para provar sua inocência você decide fazer a coisa mais lógica e sensata de todas: Fugir da prisão e matar todo mundo que encontrar pela frente.

Enquanto sai andando por uma cidade que parece ter saído de Killzone 2, além de se deparar com guardas cegos que você pode optar matar ou não como divertimento, frequentemente se deparará com uma horda de ratos carniceiros zumbis que comem tudo o que veem pela frente até os ossos. Mesmo que uma praga esteja assolando a cidade, você não precisa se incomodar em sair comendo qualquer comida que achar no esgoto.

Então o jogo acaba repentinamente e você chega a conclusão que gastou 200 reais a toa comprando o jogo na estreia só porque ele foi elogiado nas reviews mundiais.

JogabilidadeEditar

Misture combos de Bioshock, com a primeira pessoa estranha de Skyrim, a habilidade de controlar o tempo de Braid e uma história sem lógica de Assassin's Creed, e pronto, temos a jogabilidade de Dishonored.

O jogo é feito por missões lineares onde você pode explorar de mais de 8000 maneiras diferentes. Entre as duas opções clássicas, você pode avançar nas fases furtivamente abusando da cegueira dos guardas que são todos míopes e não conseguem te ver só porque está agaichado, até chegar a hora que você perder a paciência e ir na louca causando a maior carnificina, matando inclusive cidadãos inocentes.

PersonagemEditar

Você é Corvo, um assassino sangue-frio de verdade que não precisa ficar fazendo Le Parkour pela cidade para causar o maior caos urbano.

O resto são os guardas e pessoas ricas inúteis que você vai matar, por exemplo:

CampbellEditar

Alto-Bispo, General, Careca, Supervisor, Overseer ou qualquer outra coisa que uma pessoa careca pode fazer, Thaddeus Campbell é a primeira pessoa pouco inútil que você deve, ou não, matar. Campbell vive em uma gigantesca mansão, como todo pastor de igreja, com uma sala secreta repleta de coisas que não podem vir a público, ratos e leptospirose.

Morgan e Custis PendletonEditar

Os irmãos Pendleton são dois deputados federais, logo, nunca trabalharam na vida. Moram em um bordel e mantém uma mina de prata cheia de escravos sexuais. Você pode matar os dois em uma sauna gay, ou entregá-los para um bandido pirata bêbado com bigode... Ou matar eles com sua faca de manteiga... Ou com ratos... Ou com plutônio...

Anton SokolovEditar

Primo distante de Rasputin, Antônio "Tonho" Sokolov é um cientista brilhante que morre em uma ponte e deve ser sequestrado. Sokolov mantém várias vítimas de uma terrível praga para fazer seus experimentos. Além de construir bombas atômicas de óleo de baleia.

Lady BoyleEditar

Vadia particular do Lorde Regente, Lady Boyle é uma mulher com síndrome de identidade que gosta de usar roupas iguais às de suas irmãs. A verdadeira Lady Boyle pode se chamar Waverly, Lydia ou Esma, e essa informação deve ser útil para aqueles que jogam, apesar da possibilidade de ser completamente ignorada por sua inutilidade iminente.

Lorde RegenteEditar

Hiram Burrows, o Lorde Regente, também conhecido como Filho da Puta ou Michel Temer careca é outra pessoa que deve morrer. Ele é o novo comandante de Dunwall e governa com tirania e opressão, mantendo uma imagem heroica dentro de sua torre altamente protegida por pessoas que morrem. Você pode matá-lo, ou deixar seus crimes virem à público, para que o pobre menino Hiram seja executado. De qualquer forma, ele morre.

DaudEditar

Daud é o líder dos assassinos ucranianos conhecido como "os Baleeiros", e o cara que matou a imperatriz. Assim como Corvo, Daud já teve contato com o Outsider, então pode soltar poderzinho e não é afetado por outros poderzinhos. Corvo e Daud têm uma épica batalha por honra e vingança que acaba em um desfecho emocionante onde Daud se arrepende dos seus crimes, e é poupado pelo herói!. Ou então, você pode simplesmente matá-lo, e foda-se a misericórdia.

Teague MartinEditar

Martin era um dos Overseers sob o comando de Campbell. Você salva ele na primeira missão, liberando-o do instrumento de tortura em que ele está confinado. Ele então te ajuda a cumprir seu nobre objetivo de trazer paz a Dunwall matando metade da população civil e 90% dos guardas, mas no final do jogo, te envenena e te trai, conspirando com Farley Havelock e Treavor Pendleton. Supostamente é um mestre estrategista. Mas isso é mentira.

Treavor PendletonEditar

Irmão mais novo de Morgan e Custis, Treavor Pendleton é apenas mais um bêbado rico inútil que não gosta do Lorde Regente, assim como a maior parte da população. Apesar dos abusos e violências que sofreu dos seus irmãos quando era jovem, Treavor ainda se importa com eles, e fica triste quando morrem... Enfim, Treavor te trai e você mata ele.

Farley HavelockEditar

Antigo almirante da marinha de Dunwall, Farley Havelock é um cara que te ajuda até resolver te matar. Ele lidera a conspiração contra o domínio do Lorde Regente, lidera a conspiração contra Corvo, e provavelmente liderou a Revolução Cubana, ao lado de Fidel Castro e Che Guevara. Lendas dizem que Havelock ainda lidera conspirações, apesar de estar morto...

v d e h