Abrir menu principal

Desciclopédia β

A Divina Comédia

(Redirecionado de Divina Comédia)


Livrobase.jpg
A Desciclopédia possui um livro sobre esse assunto em sua biblioteca: A Divina Comédia

Cquote1.png Se eu pudesse eu zuava mil! Cquote2.png
Jeremias sobre Divina Comédia
Cquote1.png É a coisa mais engraçada do mundo, só perde para o horário político Cquote2.png
analista de humor sobre a Divina Comédia
Cquote1.png É minha comédia favorita. Cquote2.png
Carla Perez
Cquote1.png Só coloquei comédia no título porque afundam gente na merda Cquote2.png
Dante Alighieri sobre A Divina Comédia

Dante perdido em sombria floresta procurando papel higiênico.

A Divina Comédia é um livro épico, considerado até hoje um grande trabalho de fanfic de auto-inserção, escrito na Itália durante os obscuros anos da Idade Média por um poeta gótico conhecido como Dante Alighieri. É o segundo livro da série Dantesca Deus Odeia Você que faz trilogia com Devil May Cry e Neon Genesis Evangelion.

A história da obra consiste numa jornada de Dante através do Inferno, Purgatório e Paraíso para encontrar Deus e seu amor Monica Bellucci Beatriz seu chuchuzinho. Durante as duas primeiras partes Dante é guiado por seu ídolo Virgílio num jornada de perigo, aventura, luta contra zumbis, humor, dezenas de personagens menores chamados "Guido" e encontros emocionantes.

A obra abriu as portas para o cristianismo gótico e deu uma nova ótica de Deus, que é considerado o maior comediante de todos. Uma teoria menos aceita é de que o livro é uma crítica de Dante à sociedade, que colocou todo mundo no Inferno pra zoar.

No geral, A Divina Comédia não contêm cenas de sexo, cenas de luta, ou cenas de perseguição de carros, contendo apenas uma grande e completa lição de moralidade, e por isso provavelmente não irá lhe interessar.

Índice

ObraEditar

  ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que o bandido manquinho era, na verdade, Keyser Soze, ou que Liu Kang e Kitana são o novo rei e rainha do Netherrealm.

 

O livro por si só é muito engraçado, desde que se consiga ler três palavras na mesma frase e compreender o sentido delas.

Na história, Dante é guiado por Antthony Garotinho pelo Inferno onde encontram Celso Pitta, Roberto Marinho, pelo Purgatório onde encontram Jaiminho, e pelo Paraíso onde encontram Seu Madruga. Isso sem contar as dezenas de "Guidos" que encontram em todas as partes.

O livro, que conta a viagem de Dante através do Rio de Janeiro, São Paulo e Suécia, é considerado uma obra clássica da literatura pagã. Atualmente, disputa com a Revista Veja o título de Maior Obra Propagadora das ideias do Inferno.

O mais incrível é a viagem que dura uma semana, e Dante nunca precisa comer, ir ao banheiro, dormir, cagar, e qualquer dessas coisas.

Rio de JaneiroEditar

Em primeiro lugar, o inferno não é tão ruim assim. Tem uns caras famosos pra caralho naquela porra de lugar. O termo "Divina Comédia" vem das cenas no inferno onde as pessoas são torturadas de formas "bastante cômicas", de acordo com o autor. Isto inclui serem queimados, chicoteados, forçados a ouvir funk carioca no último volume por horas, comer pizza carioca ou assistirem a um jogo do Vasco. Este lugar era projetado apenas para deuses como Odin, Thor, Hades, Zeus, Anu, Rudra, Bob, Mitra, Fernando Mendes, etc. No entanto, as pessoas descobriram e acharam que era um lugar legal. Não poderiam estar mais erradas.

O livro começa com Dante vagando bêbado na floresta. Ele olha para cima, procurando por uma estrela no céu, coisa essa que tem algum significado apenas por ele ser emo, mas de repente é perseguido floresta adentro por um leão e um lobo dirigindo um Fusca, e foge deles como um covarde. Após uma hora correndo, ele se choca de cabeça com o fantasma do poeta Virgílio. Após aguentar duas horas de Dante mostrando o quão fanboy ele é, Virgílio o conta que Beatriz quer que ele vá ao céu, se esquecendo convenientemente o caminho para a saída até que Dante se convencesse a ir com ele onde quisesse. Porque se Deus vai acabar com o mundo mesmo, porquê não ir embora um pouco mais cedo pra evitar o congestionamento das seis da tarde?

Dante concorda, e Virgílio o leva para o portão do inferno, que avisa aos turistas para fazerem um seguro de vida o mais rápido possível. Lá, eles são introduzidos por Anthony Garotinho. Após os portões, Anthony e os dois poetas sofrem para avançar perante a imensa multidão de almas esperando serem admitidas no inferno, em um processo tão cansativo e demorado quanto qualquer coisa no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras; e enquanto Dante pergunta por orientação às almas, o número gigantesco de pessoas no inferno faz sua cabeça perder a consciência. Dante desmaia, acordando apenas no primeiro círculo do inferno: Copacabana. Virgílio mostra sua casa a Dante, que quase não consegue segurar o riso, os dois dormem e depois partem em direção ao Segundo Círculo.

Neste círculo, chamado Chatuba de Mesquita, os tarados são arremessados em um lago cheio de molho barbecue do Subway enquanto são obrigados a ouvir funk carioca no volume máximo. Dante conversa com Francesca, que reclama que ela só foi enviada a este círculo porque ela e seu namorado Guido leram o Kama Sutra. Agora eles são forçados a transar por toda a eternidade.

Dante e Virgílio vão ao Terceiro Círculo, chamado de Churrascaria Porcão, onde os gulosos têm que comer pizza carioca incessantemente, sendo vigiados pelo Xaropinho, já que o Louro José era pouco intimidador para tal tarefa. Dante e Virgílio param para comer uma batata da Marechal, discutindo o fato de que eles são muito melhores do que qualquer uma das pessoas que estão lá, até que eles são expulsos a golpes de cassetete, quase não podendo escapar com as batatas. Xaropinho os obriga a ir para o Quarto Círculo.

Aqui, na Academia Power Guido, pessoas gananciosas e avarentas têm que carregar pesos e fazer trabalhos domésticos enquanto xingam uns aos outros. Nada acontece fora Tio Patinhas tentando mergulhar em sua piscina de dinheiro, sofrendo um acidente que resulta em lesões na coluna que o deixam tetraplégico. Como tudo está chato, eles vão ao Círculo 5.0, também conhecido como Baile de Corredor da Tijuca ou IMMORTAL KOMBAT, onde os furiosos espancam uns aos outros enquanto pisam nos rabugentos, que são submersos em água fervente. Dante tenta os dois, e diz que prefere espancar os outros.

Após cruzarem o Paredão do BBB, eles chegam ao Projac, o Sexto Círculo, reservado aos hereges, ou seja, todos aqueles que acreditavam em Deus mas também que o casamento gay era válido. Dante ri da cara de um militante de esquerda chamado Guido que está preso em um caixão pegando fogo feito espetinho de Drácula frito. Eles discutem o fato da Itália estar uma merda e que a única esperança para o país é acabar com a ideia de separação entre estado e igreja.

Os dois poetas partem em direção ao Sétimo Círculo, Bangu II onde estão os violentos e as pessoas passam o dia a chutar árvores e insultar homossexuais, fazendo com que os dois poetas chorem de pena dos gays. Após isto, os poetas ganham acesso aos dois circulos secretos do inferno, que são revelados por Virgílio por meio de um código secreto que ele aprendeu na edição 87 da Ação Games.

Após isto, Dante and Virgílio montam em uma besta mitológica chamada Geryon, mas que prefere ser chamada de Guido, em direção ao Oitavo Círculo, o dos desonestos e corruptos. Mergulhando na escuridão cheia de mafagafos, Virgilio avisa a Dante que de todos os círculos que eles visitaram até agora, este será de longe o pior de todos. Dante não tinha ideia, mas na verdade, o Oitavo Circulo não era apenas um único círculo como se acreditava, mas na verdade oito círculos interligados, todos cheios de fogo e pragas, e, já que não existe luz no centro da Terra, mafagafos. Enquanto Dante se esconde deibaixo da ponte entre o quinto e sexto Bolgia, Virgílio saca um canhão de luz amarela e consegue persuadir alguns mafagafos a levá-los até metade do caminho, onde os mafagafos decidem que seria legal fazer churrasco do cara que ainda está vivo.

Dante e salvo mais uma vez por seu guia, que o leva ao nono e último círculo, temido até mesmo pelos mafagafos: o Nono Círculo, o mais profundo de todos, reservado aos traidores e rebeldes. Nele, as almas são congeladas em um lago gigante, o qual os heróis precisam patinar para escapar. Dante, que não sabe patinar, acaba chutando a cabeça do espírito de um pirata chamado Guido. Finalmente, no centro de tudo, lá está: Mr. Satan, Lúcifer, a Besta, Darth Guido, o próprio Diabo! Felizmente, ele também está congelado como castigo por sua rebelião contra Deus. Satã está mastigando Judas, Stalin, Hitler e Nietzsche, e mesmo tendo três bocas, não consegue falar com os heróis por estar demasiado ocupado. Rastejando nas costas do diabo, eles não tinham ideia que Nero estava entalado no cu de Satã abaixo do gelo.

Virgílio e Dante então amarram seus patins uns aos outros para descerem as Minas de Moria e passarem para o outro lado da Terra. É um fato pouco conhecido que Dante foi a primeira pessoa a acreditar que a Terra era redonda, algo que quase o enviou para o Oitavo Círculo.

São PauloEditar

Nessa parte, ainda guiado pelo mestre Thony (só pro os íntimos), eles encontram o pessoal da cracolândia fumando pedra, comendo lixo e abrindo camisinha usada para engolir o conteúdo e saciar a fome na Estação da Luz, bairro para onde vão os preguiçosos e avarentos que ficam sofrendo pra cacete tentando encontrar comida no lixo para um dia tentar fazer emigração para a Suécia , NeverLand do capitalismo pós moderno. No final o Dante acaba tendo que queimar no fogo do cachimbo de crack mesmo sem ter feito nada.

Quando os poetas emergem das Minas de Moria, ainda guiados pelo mestre Thony (só para os íntimos), a grama é, de verdade, mais verde do que do outro lado da cerca. De fato, São Paulo era o primeiro lugar com grama que Dante visitou em um longo tempo. Eles são recebidos por Oscar Wilde, que diz pra onde eles devem ir. São Paulo é como um Inferno virado ao avesso, com um círculo para cada um dos sete pecados capitais. No entanto, a viagem de Dante ao inferno lhe deixou cansado, e ele, como mero mortal, caiu no sono. Enquanto Virgílio o carregava para os portões do Purgatório, ele sonhava que estava viajando de Metrô. Assim como no Inferno, cada nível do Purgatório é associado com seu próprio pecado, e quem está em cada nível sofre o castigo adequado, só que em escala muito menor, e com uma quantidade menor de Guidos.

SuéciaEditar

Nesta última parte, Anthony, por não ser puro, deixa Dante.

No caminho para o Paraíso, Dante encontra um de seus ancestrais. No entanto, ele traz más notícias para Dante: O ancestral profetiza que Dante será exilado de Florença por uma multidão furiosa que não acredita que ele esteve na Lua, e que um dia um cara chamado Neil Armstrong vai receber os créditos por isso. Dante, no entanto, não pode ficar nervoso por isso, pois se o fizesse, seria jogado para o Sétimo Círculo do Inferno, então ele e Beatrice continuam a viver em paz até que Dante termina com ela para ficar com as "Virgens Puras" celestiais (Como fez isso? Perdendo todo o pecado no purgatório). Seu novo guia é Federica Ridolfi, amor platônico de Dante. Federica o leva a Deus, onde Dante fica chocado ao saber que... Deus na verdade é Buda, o Espírito Santo é Roberto Carlos e Jesus, na verdade, é Maomé. Isto explica porque tantos papas estavam no inferno, mas não tantos Guidos. Dante nos deixa com as bênçaos dos céus, em comunhão com a vontade divina. Ele então retorna à Terra, onde sua empregada lhe pergunta onde ele estava. Após isto, há um comercial do Windows 1300 e outro do PlayStation -95. O livro termina com umas frases filosóficas nada a ver e todos viveram felizes para sempre. Exceto Guido, que morreu atropelado por uma Scania 113.

A sequência que nunca foi lançadaEditar

Gil Vicente obteve os direitos autorais do livro com a intenção de lançar A Divina Comédia 2, um anime que servia como um New Game Plus do livro original, mas este livro foi censurado pela Inquisição portuguesa, pois logo em seu primeiro capítulo, Dante, Virgílio, e Federica são obrigados a visitar Barcelos, o que o Arcebispo de Braga na época viu como um castigo demasiadamente cruel e profano. Planos da Squaresoft para desenvolver um RPG baseado em tal anime foram abandonados em prol de mais um remake de algum Final Fantasy.

Ver tambémEditar

Leia o obra completaEditar