Abrir menu principal

Desciclopédia β

Doutrina Bornhausen


Doutrina Bornhausen, pode dizer lá vem ou amén. Como um dos ideólogos dos Estados Unidos do Sul, Bornhausen após ter visitado todas as cidades da jovem república, declarou que "a liderança do Cone Sul era Destino Manifesto". Após ter-se reunido com outros ideólogos sobre o Zeitgeist do momento, Bornhausen lançou as 95 teses da sua doutrina, afixando-as na porta da Catedral de Maringaville, seguida imediatamente pela sua excumunhão, proferida pelo Padre Marcelo Rossi (numa tentativa desesperada de volta à mídia). Como os Estados Unidos do Sul possuem a sua própria religião oficial, Bornhausen limitou-se a dizer que a excomunhão não passava de "um factóide" (sic).

espião do Padre Marcelo Rossi lendo as 95 teses da Doutrina Bornhausen


Os principais termos da Doutrina Bornhausen são:

  1. Os sulistas sempre são os mais trabalhadores, os mais ordeiros, os mais estudados e os mais brancos e é dever de todos estes falar isso a qualquer pessoa do mundo que não seja sulista;
  1. Todo brasileiro deverá ser chamado simplesmente de 'baiano';
  1. Um dos objetivos do Milênio dos Estados Unidos do Sul é alcançar o IDH 2,000, dobrando a perfeição já alcançada.
  1. Fica estipulado como Lebensraum todo o Cone Sul, com exceção do Paraguai, por sua clara deficiência étnica.

Os outros termos da Doutrina referem-se ao modo de como destratar outras populações, como ser arrogante no exterior, como humilhar publicamente não-sulistas e como falar alemão mais perfeitamente que os próprios alemães europeus, ou seja, daria um belo de um curso para quem quer se tornar algo.

Ver tambémEditar

  Um esboço, este artigo é.
Se aumentá-lo, ajudar a Desciclopédia você vai.