Abrir menu principal

Desciclopédia β

E.T. - O Extraterrestre

Nota: Este artigo é sobre o filme, se procura pelo jogo fracassado, consulte E.T. the Extra-Terrestrial (Atari 2600).
┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞѮÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Se você se confundir é porque sua mente primitiva e obsoleta é muito subdesenvolvida. Se vandalizar, um Alien enfiará uma sonda em você!

Alienwantyou.jpg


E.T.
E.T. means "Extra-Terrestrial"
ET Bilu quer Voltar pra Casa (BR)
E.T. - O Extraterrestre (PT)
Alien vs ET.png
Poster do filme
Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Das antigas • Cor • 115min
Direção Steven Spielberg
Elenco Ruth Romcy como ET
Gênero Filme pra criança abestada
Distribuição Universal


E.T.- O Extraterrestre é um filme feito pelo grande e valoroso Steven Spielberg, provavelmente o maior diretor de cinema do mundo, quer dizer só produtor já que depois desse filme provavelmente ele quis jogar a culpa em outra pessoa quando o filme saísse errado ou ruim.

Índice

ProduçãoEditar

 
O famoso dedo do ET é um cigarro! Quem diria?

O filme de ET tem uma origem incerta, provavelmente surgiu após Spielberg ter notado que podia conseguir alguns trocados com o filme.

Como não existiam filmes de Extraterrestres para crianças na época, as crianças viviam da Disney que fazia todos os desenhos a mão e elas tinham que aturar os desenhos repetitivos do Pernalonga que também eram feitos a mão ele viu que era a hora certa. Se bem que eu devo estar errando na linha de tempo.

Eu acho que eles assistiam a Caverna do Dragão naquela época e o He-man também.

Mas, seja como for, Spielberg queria os trocados, juntou o dinheiro do filme passado e então usou a revolução da tecnologia da época: um Anão com uma fantasia ridícula que tinha braços de metal. E não podemos nos esquecer da vozinha! Tinha que ter uma vozinha ridícula também.

Gravado o filme, que hoje soa clichê, notaram que foi um grande sucesso a coisa que Spielberg lançou, Steven achou que era o melhor diretor do mundo e saiu pelas ruas se vangloriando e falando: "Que se dane o mundo!" Pensando que até se ele se jogasse de uma ponte aquilo seria considerado uma obra-prima.

De tão entusiasmado com o filme que estava mais rendendo a bilheteria (que não parava de crescer) ele assinou um contrato com a Atari que permitiu que eles fizessem o que quiser com os direitos do filme. E então a Atari decidiu lançar um jogo que foi a sua aposta pois, nossa, o filme era um sucesso!

Não tinha como dar errado!

SinopseEditar

 
  Quer dizer que você não era um cachorrinho?  
Guri quando percebeu, esse é gênio!

Nem foi citado a Sinopse! Mas tá na hora de voltar ao assunto verdadeiro: O filme.

Conta a história de um anão travestido de um ET ET que acabou caindo perto dali e não podia voltar pra casa, um dia um menino, que é o "Protagonista", achou o ET e o adotou como um Animal de estimação, não demora muito para que os irmãos descubram que se trata de um ET fêmea que possui super-poderes, como o de levitar coisas usando fios de Nailon.

Então eles veem que os agentes do FBI estavam procurando o ET (na edição eles tiveram que transformar as armas em "Walkie-tocs" via computador, assim nasce a Montagem de Paint que seria usada pela 4 kids uns anos depois) e eles resolvem fantasiá-lo de fantasma e sair na rua com ele.

Insânia!

Seja como for, eles acabam descobrindo que era só uma fantasia tosca, rola a cena da bicicleta e da Lua e então, no final, o ET se salva e volta pra seu planeta, sem antes não ter bebido um pouco de cerveja e acabou caindo em Ceres.

Então aprendemos uma moral crianças! Se beber, não dirija! E todo mundo sai do cinema com um gosto de filme ruim na boca, mas era o melhor que tinha pra época.

O jogoEditar

 
A cena mais famosa onde o ET usa os super poderes que o fio de Náilon pode proporcionar.

Então, o jogo foi lançado enquanto o filme tinha saído do forno e estava esfriando, eles não queriam pegar o filme quando tava frio e as crianças não queriam mais jogar.

O jogo foi lançado e dois meses depois, a ninguém mais ia assistir o filme de Spielberg nos Cinemas. O que poderia ser? Mensagem subliminar? Foi descoberto que o filme era horrível? O jogo foi um sucesso estrondoso e ninguém queria mais ver o filme? Não. Simplesmente porque o jogo foi nomeado o maior fracasso do Atari.

A empresa tinha atirado no próprio pé sem saber. Steven Spielberg tinha o dinheiro do filme mas tinha ficado traumatizado pois, apesar de ser um gênio, nunca tinha recebido críticas na vida, e tudo por causa do jogo.

O que aconteceu? Bem, O diretor-geral do jogo do ET pegou as caixas que seriam postas no mercado mundial, e não americano, dirigiu até a fronteira do México com os EUA e as enterrou para que ninguém mais visse aquilo. No fim, o Atari faliu, Steven Spielberg mentia o seu nome no letreiro de créditos e este não assumia mais o nome de nenhum filme a não ser que se prove um sucesso.

Mas, o que explicaria o jogo ser tão ruim? Simples. O objetivo era levantar vasos, jarros, canecas e bolas e levar para um lugar, andar com uma bicicleta e levar um garoto para outro lugar. Bem era bem monótono. Na realidade, eu nunca joguei esse jogo mas que foi bastante irônico foi.

O filme com uma das maiores bilheterias com um dos maiores fracassos nos jogos...

"Causos" de quem caiu na pegadinha do jogoEditar

Não vamos citar uma lista idiota de pessoas mas sim dos otários que tiveram o sacrilégio de trazer esse jogo de volta, a primeira vítima é a Revista Recreio que decidiu trazer o jogo em uma de suas edições, se a sessão de jogos (se é que se pode chamar aquilo de sessão de jogos) já era triste, imagina com esse jogo do Atari que ninguém nunca ia comprar, principalmente no ano 2000.

Mais tarde a Recreio lança uma matéria sobre o filme... Recreio... Sempre atrasada.

O segundo caso foi inspirado no jogo, foi baseado em um filme e é chamado de "Et do novo milênio" no Japão. Se alguém já viu o filme Jumper já sabe que a história não tem pé e nem cabeça agora imagine o jogo "Você é um ser humano que se teletransporta para todos os lugares e tem que salvar o mundo de alguma coisa" os gráficos são péssimos e a crítica deu uma sugestão:

 enterrem ao lado do jogo-irmão, o Do ET, no Novo México 
Revistas e sites de jogos