Abrir menu principal

Desciclopédia β

E.T. the Extra-Terrestrial (Atari 2600)

Megaman-nes megaman run.gif
E.T. the Extra-Terrestrial (Atari 2600) é da época da Velha Guarda dos Games

Mobile é o caralho! Portátil de verdade é Game Boy, porra!


SHIT - the Extra-Terrestrial
E.T. - The Extra-Terrestrial (1982) (Atari).png

Gráficos avançadíssimos, sem dúvida o mais aclamado do Atari

Informações
Desenvolvedor Atari Games
Publicador Atari Games
Ano 930 a.C.
Gênero Merda e simulador de Favela extraterrestre.
Plataformas Atari 2600
Avaliação 0%
Idade para jogar Só depois da morte (ou nem isso)

E.T. the Extra-Terrestrial é um jogo de videogame de 1982 desenvolvido pela Atari Inc, considerado um marco inegável e inalienável da história dos jogos eletrônicos. É um título importante na evolução dos jogos, considerado o primeiro sucesso de vendas da história dos videogames, e, sozinho, movimentou todo o dinheiro da indústria mundial dos games da década de 1980. Este jogo se provou tão memorável que foi construído um forte no México (atual EUA) para proteger os sagrados cartuchos remanescentes de Atari. O jogador controla o simpático E.T. navegando por mapas (caso o controle obedeça seus comandos) fugindo de agentes da imigração do FBI enquanto tentava recolher todas as três peças de um telefone para ir pra casa. O jogo tornou-se lendário quando a Atari decidiu enterrar milhares de cópias do cartucho do game num terreno sagrado em homenagem ao seu trabalho realizado ao mundo.

O jogo foi baseado em um filme de dezembro para toda família de bons costumes, onde um alienígena de formato estranhamente fálico se tornou um sucesso instantâneo. Assim, quando os cérebros da Atari decidiram criar um jogo baseado no filme clássico, os fãs estavam esperando pelo melhor. O que eles receberam viria a ser o que agora é visto como uma obra-prima da história dos jogos.

Índice

Crítica e o grande enterro de jogos eletrônicos da AtariEditar

  Sua intenção era pesquisar: O Grande Crash dos Videogames?  
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de E.T. the Extra-Terrestrial (Atari 2600)

Há muito tempo atrás, na era mágica de 1982, o mundo estava se preparando para a alegria do Natal, ansioso pelos rumores do lançamento do jogo do ET para o sistema Atari, muitos estavam céticos e sentiam que tal jogo seria uma coisa horrível, chata e infiel ao filme: felizmente seus temores foram logo dissipados quando o jogo foi lançado e se tornou universalmente famoso e aplaudido pelas famílias de todo o mundo que tiveram a oportunidade de desfrutar da glória do que era o jogo do ET.

O jogo do ET se tornou um marco do Atari, e após seu lançamento o público dos games se tornou extremamente exigente, surgindo então uma raça chamada "fanboy de videogame" que revolucionou o mercado. Desde então apenas jogos bons foram produzidos. O jogo do ET continuou a inspirar as pessoas por muito tempo mesmo depois de já ter parado de ser produzido pois muitos o consideram como o melhor jogo para nunca ser produzido.

Infelizmente, a complexidade e profundidade do jogo foi simplesmente demais para pessoas mundanas suportarem, e muitas famílias foram forçadas a devolver o jogo para as lojas e exigir o dinheiro de volta. As suas mentes mortais incapazes de compreender a enorme revolução que o jogo trazia, não conseguiam passar dos primeiros 5 segundos de jogo, alguns poucos outros preferiram preservar o cartucho do jogo para sempre ao enterrá-los em massa em aterros, imitando como as pessoas da antiguidade homenageavam seus reis e faraós enterrando-os com pompa.

O mais surpreendente de tudo foram os relatos de várias famílias, envolvidas em um antigo ritual pagão não visto desde os dias dos vikings, em que oravam palavras de ódio para o cartucho do jogo ET antes de tocar fogo no item e vê-lo queimar até virar meras cinzas e poder ser soprado ao Valhala como uma grande oferenda aos velhos deuses. Finalmente, com o ápice da popularidade do jogo, uma cópia do jogo do ET foi gravada no Voyager Golden Record, acoplado num satélite e lançada no espaço profundo para que todos os alienígenas que por ali passarem pudessem jogar tal maravilha tal humanidade e contemplar a sua beleza.

EnredoEditar

O jogo é tão complexo e bem elaborado, que até hoje, mesmo com todo avanço da humanidade, ninguém ainda conseguiu decifrar, resolver e compreender o real enredo do jogo. Sabemos que não tem relação com o filme e possui uma premissa própria. Apenas Chuck Norris sabe o enredo, mais de tão pertubador que é, ele decidiu não revelar.

JogabilidadeEditar

O jogo é estático, nenhum botão do Atari responde aos comandos, e o ET apenas permanece eternamente parado no topo da tela onde parece levitar. Para os que conseguem se mover, o ET sai de um bosque de 4 árvores para uma cidade de 3 casas, e vice-versa, até achar o telefone e assim o jogo ser zerado.

SintomasEditar

Em caso de suspeita de dengue, não jogue essa porcaria Os sintomas após jogar essa décima maravilha do mundo são multiplos:

  • Dor de Cabeça nos dois sentidos
  • Vômitos
  • Choques psicóticos (se você ainda não teve, pergunte a um usuário de LSD como é que é)
  • Verá o mundo como o Steve Wonder
  • Cagará pela boca de tanta bosta que o jogo possuí

Os tabaqueiros fumantes recomendam um cigarro para curar os efeitos, com o risco de você pegar um câncer e ficar impotente.