Abrir menu principal

Desciclopédia β

Economia da Dinamarca

Economia da Dinamarca é uma bem sucedida economia européia visto que a moeda do país, a coroa dinamarquesa (não uma velha) é atrelada diretamente ao preço do petróleo, uma vez que é a matéria-prima do Lego.

No país existe a Confederação Dinamarquesa de Sindicatos, que contempla 80% de todo comércio existente no país num regime comunista de valorização do proletariado, que é o vigente.

Índice

AgriculturaEditar

 
Uma rara imagem de uma fábrica da Lego na Dinamarca.

A Dinamarca não possui qualquer território para exercer qualquer atividade do setor primário, e o oceano ao seu redor só tem uns poucos baiacus que só interessam para a culinária japonesa e eles estão muito longe para conseguir vender algo a eles. Sendo assim sobraram apenas o território das longínquas Ilhas Faroé onde há a criação de ovelhas para a fabricação de carne de ovelha e . Mas o grande destaque da economia nesse setor é o gelo que a Groenlândia é campeã mundial, matéria-prima daquelas águas caríssimas que vem em garrafas de vidro verde que ninguém compra.

IndústriaEditar

Na Dinamarca só existe 5 grandes indústrias, todas localizadas na capital do país que são a SAS (Scandinavian Airlines), Legoland, A.P. Møller, Staten produtor de um salame dinamarquês insípido, e a cervejaria Carlsberg/Tuborg.

Mais a maior indústria da Dinamarca é o tribunal. Muitas pessoas vivem às custas do sistema jurídico dinamarquês que é muito benevolente no que diz respeito a oferecer indenizações por qualquer besteira.

ServiçosEditar

No sistema de lares Dinamarca todas as pessoas são obrigadas a trabalhar pelo menos por 10 anos vendendo peixe na feira, porque só os trabalhadores diligentes podem reservar lugares em lares de idosos quando passarem dos 75 anos de idade. O principal objetivo de um dinamarquês comum é gastar seus últimos dias em um asilo sendo cuidado por jovens enfermeiras, que irão tomar o seu lugar no futuro. Algumas pessoas chegam a economizar dinheiro para que eles possam se aposentar mais rápido e ir para estas casas de repouso.

O maior contribuinte para o PIB dinamarquês são as confeitarias os cookies e bolos.

ImportaçõesEditar

As principais importações do país são chapéus-coco, bigodes postiços, papel de jornal, toalhas, papel higiênico, vinagrete, vick vaporubi, CDs de PlayStation e dicionários de alemão.

ExportaçõesEditar

O maior pilar da economia dinamarquesa é a exportação de esboços, pinturas e desenhos de líderes religiosos e profetas em charges de teor desrespeitoso. O segundo pilar da economia dinamarquesa são os jovens da Suécia que atravessam uma ponte e vão lá para comprar álcool todo fim de semana, pois diferente da Dinamarca onde hidromel é liberado até aos recém-nascidos, na Suécia tem que ter 18 anos para consumir álcool.

Outros produtos exportados, sempre a preços absurdamente abusivos, são o Lego, peixe e moinhos de vento.

  Dinamarca
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo