Abrir menu principal

Desciclopédia β

Eiji Kawashima


Cquote1.png Você quis dizer: Eiji Kawasaki Cquote2.png
Google sobre Eiji Kawashima
Cquote1.png Ele roubou a minha vaga!! Cquote2.png
Kawaguchi sobre Eiji Kawashima
Cquote1.png Vooooooa Eiji Kawashima para pegar a bola... MAS NÃO PEGA NADA!! Cquote2.png
Qualquer narrador de futebol sobre Eiji Kawashima
Cquote1.png Ele já saboreou o meu poderoso chute de média e longa distância com incrível precisão e força Cquote2.png
Sneijder sobre Eiji Kawashima

Eiji Kawashima
Eiji Kawashima.jpg
Nacionalidade Bandeira do Japão Japão
Altura 1 metro e 85 centímetros
Peso 69 quilos
Clubes Equipe japonesa aleatória 1, Equipe japonesa aleatória 2, Equipe japonesa aleatória 3, Equipe belga aleatória 1, Estandarte da Ligia, Donde é o United? e Mete, força!.
Estilo de Jogo MWAHAHAHAHAHA!
Gols MWAHAHAHAHAHA!

Eiji Fugiro Na Kawasaki é um goleiro aleatório do Japão. Atualmente, ele é o goleiro titular da Seleção Samurai de Futebol, e também o goleiro titular do Mete, força! como se fosse grande coisa. Ele se destaca porque, apesar de ser apenas um goleiro, ele tem diversas habilidades ninjísticas, habilidades essas que ele mostrou na Copa do Mundo de 2010, quando ele deu uma voadora mortal no ar para tentar pegar o chute de Wesley Sneijder apesar dele não ter pegado nada.


CarreiraEditar

Começando a carreira em um clube aleatório

Assim como a grande maioria dos jogadores de futebol do cenário nacional e internacional, Eiji Kawashima começou a sua carreira em uma equipe aleatória, que tem o mesmo nível do Íbis Futebol Clube. Porém, Eiji Kawashima sabia que tinha uma grande habilidade, e que, algum dia, ele conseguiria se firmar em alguma equipe que realmente tivesse alguma importância para o futebol, e que não entrasse nos torneios apenas para fazer figuração.

Assim, contradizendo os desocupados filósofos do futebol, que dizem que todos os goleiros japoneses são ruins, Eiji Kawashima começou a trabalhar firme, e, sendo titular, ele e sua equipe aleatórioa conseguiram vencer uma partida contra uma equipe não tão aleatória assim, que era o Nagoya Grampus Eight.

Como o Japão tem uma tremenda falta de goleiros que realmente sirvam confiança, após ganhar esse jogo, ele já recebeu uma proposta de uma equipe grande para integrar o plantel. Essa equipe, coincidentemente, era o próprio Nagoya Grampus Eight, que ofereceu para o jogador uma banana e para o clube uma quantia de, aproximadamente, 1 milhão de dolares zimbabuanos. Como a proposta era muito boa para um goleior japonês, a equipe aleatória aceitou a proposta, e Eiji Kawashima conseguiu ir jogar em uma equipe um pouco menos aleatória.


No Nagoya Grampus

 
Eiji Kawashima tomando um gol (como sempre).

Ao chegar no Nagoya Grampus de cabelo, Eiji Kawashima já chegou para ser o titular, afinal, o antigo titular era conhecido como mãos-de-madeira, pois ele nunca conseguia segurar uma bola, mesmo que a bola tivesse sido chutada por um anoréxico.

Então, como titular, Eiji Kawashima fez partidas muito boas, pois ele tomava apenas 24 gols por jogo, uma média acima do padrão para os goleiros japoneses. Assim, depois de algum tempo, o destaque de Eiji Kawashima acabou ficando muito grande, afinal, ele em pouco tempo de Nagoya Grampus, já era um ídolo da torcida, e tinha terminado a temporada como o menos vazado, tendo tomado apenas 2012 gols.

Com essa marca excelente, ele chamou a atenção de diversas equipes. Uma delas era o Kawasaki Frontale, que era uma equipe rival do Nagoya Grampus. Como eram rivais, a negociação foi um pouco difícil, porém, o Kawasaki Frontale ofereceu 1 real em barras de ouro que valem mais do que dinheiro. Uma verdadeira fortuna. Como a oferta era irrecusável, Eiji Kawashima foi para o Kawasaki Frontale.


No Kawasaki Frontale

 
Eiji Kawashima tentando fazer uma defesa no maior estilo ninja, aplicando uma voadora na bola.

Chegando no Kawasaki Frontale, aconteceu exatamente a mesma coisa que tinha acontecido no Nagoya Grampus. Ou seja, Eiji Kawashima logo ganhou a sua vaga de titular, e, em pouco tempo, se tornou um ídolo da torcida, sempre tomando uma baixíssima média de 24 gols por partida.

Porém, após algum tempo, as defesas milagrosas de Eiji Kawashima começaram à despertar a atenção de clubes europeus de camisa muito forte, e de grande tradição futebolística. Um desses clubes era o Lierse SK, que, por ser umja equipe de extrema tradição, necessitava de um goleiro á altura.

Então, depois de negociações extremamente complicadas, Eiji Kawashima finalmente se acertou com o Lierse. As quantias da transferência não foram divulgadas, mas estima-se que seja algo em torno de dois chicletes e uma bolinha de gude.


No Lierse

 
Eiji Kawashima mostrando que até mesmo os melhores goleiros podem ter uma dor de barriga na hora do jogo. Pela sua expressão de sofrimento, provavelmente ele está segurando uma diarréia.

Chegando no Lierse, Eiji Kawashima conseguiu imediatamente a sua vaga de titular, afinal, o último goleiro que era titular, tinha se demitido porque o clube estava devendo 14 meses de salário.

Depois de ter entrado na vaga de titular, Eiji Kawashima se firmou e ficou por lá 2 anos. Hoje em dia está no Metz, um clube mal-afamado da França


Na Seleção Japonesa

Pela Seleção Samurai de Futebol, Eiji Kawashima disputou a Copa do Mundo de 2010, e foi o frangueiro goleiro titular, desbancando o experiente Yoshikatsu Kawaguchi. Isso se deve ao fato de que o técnico, Fugiro Nakombi Takeshi Okada, depositar muita confiança nele.

Porém, logo na segunda partida da Copa, Eiji Kawashima mostrou que, apesar de ter evoluído muito, ele ainda era um goleiro japonês, e, depois de um petardo de Sneijder, mais precisamente um poderoso chute de média e longa distância com incrível precisão e força, Eiji Kawashima acabou tomando um frango.


Ver tambémEditar