Abrir menu principal

Desciclopédia β

Encantado (Rio de Janeiro)

Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Cquote1.png Estou encantado por conhecer! Sacou? hein? HAHAHA! Cquote2.png
Campeão mundial no índice de idiotice sobre Encantado
Cquote1.png De encantado só tem o nome... Cquote2.png
Outro babaca sobre Encantado


Encantado é um bairro desconhecido na Zona Norte do município do Rio de Janeiro. Alguns dizem que essa é a terra perdida em que Peter Pan viveu, e que outros personagens como Pequeno Príncipe e todas as de contos de fadas também viveram aqui. O grande contraste, entretanto, é que quem vive nesse bairro nunca vive feliz, e se não vive hoje, quanto mais para sempre...Bom, se isso acontecer, não será enquanto vive em Encantado.

O bairroEditar

 
Definitivamente você não vai achar pessoas encantadas como essa andando pelo bairro...

De conto de fadas o bairro tem muito, sim, em propagandas políticas dá até para acreditar que essa é uma terra encantada e perfeita para se viver. Bom, só se você considerar viver na merda como um bom padrão de qualidade de vida - o que para alguns pode ser o bstante, já que no Rio de Janeiro, por mais que a coisa esteja feia, pode ficar pior (quem vive no Complexo da Maré que o diga.

É vizinho de Água Santa e alguns babacas que insistem em assolar as vidas alheias tentam fazer graça dizendo que alguém ficou Encantado ao ver Água Santa em pleno Rio de Janeiro. Os moradores não sabem se ficar um mês sem tomar banho porque a CEDAE cortou a água é pior do que isso. Por esse motivo também desativaram a estação de trem do bairro ainda na década de 70, mesmo assim o trem passa no meio do bairro. E a coisa é tão feia que nem para fazer propaganda enganosa de encantamento e conto de fadas ao menos no ângulo que a janela do trem alcança enquanto passa no bairro o bairro presta. A não ser para gringos retardados que consideram pichações do PCC ou do CV uma arte. Bom, se for num esquema de combinação de cores, talvez...

Cruz e Sousa nasceu no bairro. Você não deve saber quem ele é, bom eu também não sei e o que vi a seguir é copiado da Wikipédia, ele foi um grande ícone do simbolismo brasileiro. Uma escola literária que tratava de fazer arte sobre a arte com símbolos. A sorte de Cruz e Sousa é que ele saiu do bairro pra morar em outro lugar a tempo, senão suas poesias sem dúvida teriam como tema a beleza de um assaltante ou a sensacional adrenalina comum dos moradores do bairro ao tentar fazer a GatoNet ou GatoLuz com grande risco de virarem carvão se encostarem em algum fio a mais ou a menos.

Atualmente o bairro não é lembrado em nada. Bom, os jornais só o citam na seção de classificados mesmo, quando alguém acha que conseguirá um milagre (ou mesmo um panaca) e conseguir vender algum imóvel que fica lá. Ou então é propaganda de puteiro mesmo...

EconomiaEditar

A economia do bairro é sustentada na venda de côcos e da sua água encontrada à beira de algumas das ruas, o que se tornou muito comum, além da venda de pães com ovo, coisa que também mostrou ter um bom potencial econômico. Além disso, os moradores do bairro fazem...fazem...ahn...porra nenhuma. A não ser reclamar e fofocar. Talvez se proteger de alguns tiroteios, ou reagir à assaltos, o que também não deixa o bairro tão chato e monótono.