Abrir menu principal

Desciclopédia β

Engenho Novo

Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Engenho Novo
Caminho Real (Méier - Grajaú)
Rioband.jpg


Favela/Morro DominanteMorro São João
Praia(s) Rio Jacaré
Ponto Turístico Antigo Jardim Zoológico (disputa ferrenha com Grajaú)
Torcida de Grande Clube Predominante D. Pedro II Pseudo Tijucanos e Regatas (Se os Flamerdistas não exterminarem todos)
Habitantes 50% favelados, 30% ex-moradores falidos da Tijuca, Méier e Grajaú, 20% de nativos
Vias Principais Buraco do Padre, Beco da Sublimação
Atividade Econômica Indústria das Drogas e clonagem de moradores do Méier, Tijuca e Grajaú.


Cquote1.png Você quis dizer: Engenho de Dentro Cquote2.png
Google sobre Engenho Novo
Cquote1.png Você quis dizer: Engenho Velho Cquote2.png
Google sobre Engenho Novo
Cquote1.png Moro lá!! Cquote2.png
Morador de Engenho Novo sobre Méier
Cquote1.png Moro lá!! Cquote2.png
Morador de Engenho Novo sobre Grajaú
Cquote1.png Moro quase lá!! Cquote2.png
Morador de Engenho Novo sobre Vila Isabel
Cquote1.png Moro quase lá!! Cquote2.png
Morador de Engenho Novo sobre Tijuca

Engenho Velho Novo é um bairro do Rio de Janeiro, que de novo não tem nada - a não ser novos buracos nas ruas e novos problemas na distribuição de energia. É de classe média (bem) baixa, e fica na Zona Norte (com essas qualidades todas, só podia ser da Zona Norte mesmo...). É vizinho do Méier, (des)Encantado, Engenho de Dentro, Pilares...isso que dá uma esperança ao povo de lá, ao menos os vizinhos não estão numa situação muito melhor.

O bairroEditar

 
Rio Jacaré, que corta o bairro, reconhecido por ser um dos mais cristalinos do Rio de Janeiro.

Lá fica o Colégio Dom Pedro II, ou seja, pelo menos uma concentração de pessoas inteligentes existe ali. Ou não, mas aí pelo menos é de pessoas malandras, que sabem colar em provas. Também tem um grupo de escoteiros, o que dá uma perturbação a mais nas portas dos moradores, pois, além de Testemunhas de Jeová batendo à porta, também tem escoteiros oferecendo biscoitos (de baixa qualidade) ocasionalmente. Provavelmente calouros passando vergonha por causa de veteranos com mais de oito mil espinhas na cara.

É cortado pelo Rio Jacaré, que ninguém acredita que seja mesmo um rio, segundo todos, nada mais é do que um canal de esgoto ou então uma via expressa de lixo que é alternativa à Baía de Guanabara. O bairro é tão bonito quanto o Inferno e chega a lembrar o Brooklyn (sim, o lugar de Todo Mundo Odeia o Chris). Aliás, em violêcncia não se compara, pois o Brooklyn parece ser bem mais seguro.

Boa parte das pessoas que vivem ali decidem dizer que moram na Tijuca ou Méier, ao menos até segunda ordem. Um exemplo conhecido é que o morador fica tão metido perdido que pensa que uma parte de uma rua esnobe nobre de Grajaú é do bairro (o bairro começa na estação de trem e termina no antigo Jardim Zoológico(começo de Grajaú), mas eles pensam que termina no Lins de Vasconcelos, que corta metade do bairro). O bairro surgiu em 1720 quando uma igreja começou a se destacar (se fosse nos dias de hoje provavelmente seria a Igreja Universal) e atraiu mais pessoas pra morar na área. Além disso, o bairro era mato. Que para exploração de madeira e por aí vai, sumiu. Bom, hoje o bairro é lama. Composto por lama e também está na lama.

Alguns afirmam que ali também foi um engenho de açúcar. Vendo tal lugar hoje, parece impossível dizer que alguém tenha se interessado em construir um engenho na área. A menos que fosse um engenho de produção de adubo. Quando construíram a estação de trem do bairro, começaram a surgir casas no lugar, foi tudo loteado a preço de banana (mentira, nem foi tão caro).

AtualmenteEditar

O bairro é lembrado em itinerários de ônibus, dizendo que o busão passa por lá. Alguns afirmam que isso já demonstra que o motorista é corajoso e não tem medo de morrer, o que passou a ser jogada de marketing das empresas de ônibus, já que vendo isso o passageiro se sente mais confiante em pegar tal ônibus.

Além disso, os moradores costumam fazer várias coisas....fora do bairro. Quando alguém fala em Engenho Novo, alguém já assimula a tédio, ou periculosidade. Mas nada que invadir e destruir compleamente casas em que o CD do Justin Bieber esteja em volume alto não resolva.