Abrir menu principal

Desciclopédia β

Erva danadinha

Victreebel.jpg Este artigo faz parte do incrível mundo Vegetal Folhoso

Este vegetal foi certificado pelo Greenpeace sendo livre de agrotóxicos e outras pragas nocivas.


Cquote1.png Dane-se! Cquote2.png
Erva daninha sobre quem estiver por perto.

Não resista e assopre essa coisinha fofa para ajudar a espalhar a desgraça.

Erva daninha é algo que parece singelo, inofensivo e até útil, mas depois de um tempo não permite que mais nada que é planta útil mesmo se desenvolva. Na face da Terra não parece mesmo que elas causem danos, é mato como qualquer outra planta, mas o que elas fodem mesmo são as plantas que se desenvolvem de modo mais elaborado e são mais utilizadas por animais, incluindo os humanos. Para arrancar ervas daninhas deve-se fazer no início, logo que elas aparecem, porque depois elas já comprometeram tudo ao redor.

É nóisEditar

 
Sorte só se for da bunda de quem diz.

As ervas daninhas conseguem prevalecer nos terrenos, inclusive conseguem se espalhar mais rapidamente do que qualquer outra plantinha. Algumas têm aquele mesmo aspecto singelo e kawai, mas são até mesmo... estranguladoras!!! E elas conseguem estrangular plantas muitas vezes maior do que elas mesmas, porém utilizam o método de ir crescendo aos pouquinhos, nem a própria planta que será degolada (mesmo sem nem ter goela), percebe. A erva daninha sorri com aquele arzinho encantador e apenas se aproxima de sua vítima, depois está subindo e algumas plantas afetadas até gostam dessa esfregação, achando que acharam uma forma mais eficaz de polinizar, mas quando se dão conta de que não era um bom negócio, já é tarde demais e estão sendo comidas a partir da bunda, mesmo sem vegetal ter bunda... Pra se ter uma ideia da gravidade da situação.

Isso não significa que todas as ervas daninhas, são daninhas em quaisquer cirscunstâncias. Algumas, se não estiverem em lugar errado podem ser úteis, mas como nem sempre elas escolhem onde irão nascer, quem deve cuidar da palntação em geral é algum macaco com polegar opositor, que não se oponha a mexer na terra, costuma-se chamá-lo de agrônomo, agricultor, roceiro ou caipira, o que ele achar melhor, mas o caso é que é ele quem tem que realizar a tarefa de assassinar as ervas daninhas, mas como é por legítima defesa de terceiros, quartos, quintos, sextos, então nem deve ter a consciência pesada.

Ervas danadinhasEditar

 
Erva daninha no vegetal dos outros é refresco.
 
Megahiperfofokawai... Vai nessa.

Alguns espécimes animais costumam copiar as ervas daninhas, então são chamadas de ervas danadinhas. Nem todas elas conseguem fazer o que as daninhas fazem, porque têm a intenção, mas podem se arrepender antes de sufocar o cidadão que está entre sua folhagem, mas outras vão até mais além do que as ervas daninhas originais e acabam mesmo com quem estiver em sua meta.

Nem tudo que é erva daninha é verde portanto... Nem pode-se dizer que o Picolo depois de soltar o ovo malígno pela goela, continuou sendo erva daninha... O Shrek também nunca foi, mesmo tendo aquele tom chuchuzinho.

Portanto ervas daninhas humanas dificilmente são verdes, antes são rosadas, pálidas, pretas, beges, bronzeadas... mas verdes podem mesmo ser benéficas, como por exemplo o Dende, nem mesmo chega a ser ogróide, pois o Shrek ainda é brabo, mas essa erva braba nem ataca ninguém de verdade apenas se limita a fazer cara feia e quem tem medo é porque não conhece direito. O ceifeiro nem quer saber quando sai em busca de ervas daninhas, pode até estragar plantas boas próximas às daninhas, por isso que é tão perigoso ter tom de abacate ou de alface.

Para apenas ter uma vagabunda ideia do quanto os humanos se enganam com o que pode ser nocivo ou não, apenas pense numa das ervas daninhas mais abundantes (e é mesmo um c* quando aparecem), que são os trevos... Se lembrar o que escuta e lê quanto a eles, que os humanos acham e em que transformam ele como figura, já deve imaginar o quanto é difícil a macacada saber quando algo oferece dano... mas de qualquer forma: Dane-se.

Ver tambémEditar