Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Alumínio (São Paulo)

248 bytes adicionados, 15h08min de 5 de julho de 2009
Economia
A outra potência econômica da cidade são as lan houses, que crescem cada dia mais em número. Atualmente Alumínio conta com a VR, a WR, a VSI, a VSF, a VTNC entre outras, além do [[Pau|Toco]] [[DotA|Games]], o pioneiro, que sobrevive até hoje graças aos meninos do fliperama e aos <s>favelados</s> moradores da vila Paraíso que vão lá jogar meia hora de [[GTA]].
Alumínio também se destaca pelo grande número de camelôs e ambulantes, que vêm para cá fugindo da fiscalização de cidades como [[Sorocaba]]. Eles vendem de tudo: capas para carros, carteiras, cintos, CD's piratas, chapéus, livros de [[evangélicos|crente]], creminho para polir carro, recarrgador recarregador de celuluarcelular, churrasquinho, alface, panelas, ursões Puff de pelúcia, redes, tapetes, maquininhas de serrar bem vagabundas, laranja, morango (com aquele carro gritando: O CARRO DO MORANGO CHEEEEEGOOOOOOUUUUUUUUU!!!!!!!!), pamonha, mexerica Ponkan, bolas gigantes (em troca de Tele-sena), churros (cujos carros sempre aparecem de noite), peixe, pão doce (cujo carro que vendia passava às 8:00, acordando todo mundo), livros infantis, algodão-doce (com aquele cara que insiste em atrapalhar o descanso dominical dos outros com aquele apitinho chato) , cofres, chocolate (onde inventam aquela história do caminhão quebrado), cofrinhos em forma de porco, Pica-Paus de pelúcia, garapa, salgados, trufas, sandálias, etc. É variedade para nenhuma rua 25 de Março botar defeito, onde você economiza mas não tem garantia de qualidade. A cidade também comodidade é uma com maior número de bares do mundotanta que eles vêm até nos Domingos, com uma incrível concentração de dois habitantes/bar. Em qualquer ponto da quando a cidade, é muito fácil achar uma birosca, sempre daquele jeito: [[sertanejo|cornonejo]], [[forró]] no último volume, mulher (muito) feia, bêbados, ambiente sujo está vazia e encardido; enfim, não há uma combinação para um pai de família sério nem pensar em passar em frente. Ultimamente, os bares de Alumínio vem recebendo uma nova clientela nada amigável: os [[manos]], que ouvem aquele rap dos Racionais no último volume nos jukeboxesalma viva nas ruas.
A cidade também é uma com maior número de bares do mundo, com uma incrível concentração de dois habitantes/bar. Em qualquer ponto da cidade, é muito fácil achar uma birosca, sempre daquele jeito: [[sertanejo|cornonejo]], [[forró]] no último volume, mulher (muito) feia, bêbados, ambiente sujo e encardido; enfim, uma combinação para um pai de família sério nem pensar em passar em frente. Ultimamente, os bares de Alumínio vem recebendo uma nova clientela nada amigável: os [[manos]], que ouvem aquele rap dos Racionais no último volume nos jukeboxes. E quando há alguma batida da Polícia, 75% dos bares fecham as portas e voltam a funcionar no dia seguinte.
== Vícios de aluminense==
15 063
edições