Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Encyclopaedia Britannica

1 byte removidos, 15h47min de 8 de outubro de 2009
m
sem sumário de edição
{{história}}
[[imagemImagem:pergaminho2.jpg|right|220px|thumb|Página extraída de uma das primeiras edições da <s>encicoplédia</s> enciclopédia]]'''{{PAGENAME}}''' é um nome mais <s>metido a besta</s> elegante da ''<s>Encicoplédia</s> Enciclopédia Britânica'', obra composta por mais de [[42]]00 volumes que causava pânico entre os pais de alunos do ensino fundamental.
{{cC|Ela possui todas as informações que seu filho precisa para as pesquisas escolares!|Vendedor da enciclopédia, antes do [[Google]]}}
Atualmente, os livros foram deixados de lado e passou-se a produzir a obra em forma de CD, que pode ser facilmente transportado sem o auxílio de carrinhos de mão e armazenado sem a necessidade de um quarto extra. Entretanto, quando o [[Google]] ainda não tinha sido inventado pela [[Microsoft]], a enciclopédia era de papel, vendida por seres que rivalizavam em chatice com os vendedores da [[Enciclopédia Barsa]] e da [[Coleção Nosso Amiguinho]]. Hoje, tal posto é ocupado pelos [[operador de Telemarketing|Operadores de Telemarketing]], que teriam sido treinados por seus antecessores.
==História==
===O Surgimento===
[[imagemImagem:ferro a carvão.jpg|left|200px|thumb|Ferro a carvão produzido pela [[Britânia]] no Século [[2]]]]
A ''{{PAGENAME}}'' começou como um manual de instruções para os produtos da fabricante anglo-saxã de eletrodomésticos [[Britânia]] por volta do ano [[42]] da era cristã. Como aquela era um época de muita ignorância, entretanto, o primeiro presidente da ''Britannia corporatione'', [[Doutor Roberto|Doctoris Robertus]], resolveu explicar aprofundadamente o funcionamento de seus produtos; afinal, para ligar um ferro de passar, por exemplo, era necessário saber fazer uma fogueira, e para fazer uma batedeira funcionar, precisava-se saber andar a cavalo.
Assim, ao final de [[12]] anos, estava terminada aquela que seria a primeira edição da ''{{PAGENAME}}'', que na época se chamava ''Manualis Instructionem Productis Britannia'', ou, em [[português]], "A Britânia Passo a Passo". Como ainda não havia sido inventada a imprensa (embora a ''prensa'' já tivesse surgido havia muito tempo) nem as canetas esferográficas, os escritores eram obrigados a usar pergaminhos de ganso e penas de carneiro para escrever, o que fazia com que os volumes ficassem muito volumosos: o manual de cada produto era composto por [[dois]] volumes (à exceção do multiprocessador de frutas, precursor do [[Juicer Philips Walita]], que trazia um volume extra com lições de [[espada]]).
[[imagemImagem:encyclopaedia_britannica_completaencyclopaedia britannica completa.jpg|right|180px|thumb|Cômodo destinado ao armazenamento da ''Encyclopaedia Britannica''. O dono da casa foi morar no segundo andar.]]
Com o passar do tempo, conforme os produtos iam ficando mais elaborados, eram necessárias reedições e revisões no texto, o que o ia tornando cada vez mais pesado (literalmente). Assim, no final do Século [[7|VII]], o projeto teve que ser abandonado porque não havia lugar para armazenar mais de uma <s>encicoplédia</s> enciclopédia em cada cidade. Nesse momento, os produtos Britânia passaram a ser comercializados sem nenhuma instrução de uso, o que causou violentos acidentes domésticos (como na vez em que o imperador [[Nero]] acidentalmente ateou fogo em [[Roma]] por mau uso de um liquidificador). Com isso, as vendas da caíram drasticamente e teve início o período que ficou conhecido como '''Idade das Trevas''', já que a Britânia, que era a maior fabricante de velas e lanternas da época, quase fechou as portas.
===A Retomada===
[[imagemImagem:thom_yorke_pinturathom yorke pintura.jpg|left|thumb|Retrato de Thom Yorke pintado pelo pintor italiano Boccicario]]
Por volta do século [[16]],5, a [[Filosofia]] chegava ao resto da [[Europa]], trazida pelos [[grego]]s, que até então eram os únicos que <s>perdiam seu tempo com isso</s> se dedicavam a tão altos estudos. Eles fugiam de uma colonização em massa de [[puta]]s [[Albânia|albanesas]], trazidas pelo governo grego numa tentativa desesperada de tentar estimular o crescimento populacional do país, já que os [[filósofo]]s, apesar de terem relações sexuais entre si, não eram capazes de gerar descendentes.
Quando a <s>encicoplédia</s> enciclopédia se tornou um <s>felômeno</s> fenômeno de vendas, foi necessário recrutar pessoas que se dispusessem a divulgá-la de porta em porta, já que, como os caminhões ainda não haviam sido inventados, poucos conseguiam levar todos os volumes da obra até sua casa. O treinamento dos vendedores foi apontado como um dos processos mais desumanos do mundo, não perdendo nem mesmo para o preparatório do [[BOPE]].
[[imagemImagem:Nerd-46422.jpg|right|200px|thumb|Vendedor da ''Encyclopaedia Britannica'' em treinamento]]
O objetivo do treinamento, criado pelo neurologista [[Josef Mengele]], é derreter o [[cérebro|célebro]] do candidato até tornar a venda de enciclopédias seu único objetivo de vida. Normalmente, o treinamento inclui exibições repetidas de programas televisivos como o do [[Amaury Jr.]], o [[Big Brother Brasil]] e [[Dragon Ball Z|animações japonesas]] e audições de [[Xuxa]], [[É o Tchan]] e congêneres. Os sobreviventes que não são internados em estado catatônico são equipados com um terno, um crachá e uma maleta e saem ao mundo para vender <s>encicoplédias</s> enciclopédias.
==Veja Ver também==
* [[Desciclopédia]]
* [[Desciclopediano]]
* [[Wikipédia]]
[[categoriaCategoria:culturaCultura]][[categoriaCategoria:enciclopédiasEnciclopédias]]
[[da:Encyclopædia Britannica]]
32 534
edições