Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Cariacu

77 bytes adicionados, 15h19min de 28 de maio de 2011
sem sumário de edição
Depois disso, o veado vencedor aproxima-se da veada e eles mantêm um longo coito em que ele deposita enorme quantidade de sêmen na fêmea e que é assistido pelos perdedores. Ora, eles não se retiram do local porque ainda tem algo a fazer. Quando o macho vencedor desprende-se da veada, eles, um a um, formando uma fileira desorganizada, denominada nos círculos científicos de “Fila de desopilação”, montam às costas do machos penetrando-o, com a finalidade de aliviarem-se. Claro, a natureza é sábia: eles, após produzirem por volta de 300 ml de esperma em cada testículo, mal podem caminhar – então como poderiam ir de árvore em árvore para alimentar-se ou fugir de algum animal maior? Nos homens, este fenômeno é chamado por muitos – e aqui meus leitores e crianças hão de me perdoar – de “dor nas bolas” e ocorre quando uma grande excitação sexual acaba em malogro.
Após este ritual, é comum que alguns destes veados perdedores passem a demonstrar certa afeição ao macho vencedor e acompanhem o casal até o nascimento do veadinho, mas sempre com acentuado interesse pelo macho. Eles passam a fazer parte da família e, quando da ocorrência de outro embate por uma fêmea, eles escolhem perder, brigando apenas até obterem maior produção de esperma. Dir-se-ia que cumprem carnê.
[[Imagem:Surdo e o Viado.jpg|thumb|O Viado e o Surdo (Clique para ampliar)]]
Ora, estes seres cujas escolhas parecem inadequadas à preservação da espécie não devem ser escamoteados ou considerados de menor importância, pois são eles que se atiram em sacrifício quando da presença de algum animal mais forte e ameaçador à fêmea, muitas vezes rasgando-se todos.
Por que o “Animal`s Planet” e os programas sobre a vida animal não divulgam tais verdades? A resposta é clara. Primeiro, temos de considerar que, de cada dez palavras que circulam pelas agências internacionais de notícia e que de cada dez minutos de transmissão televisionada no mundo, temos, respectivamente, nove palavras e 8 minutos e 7 segundos de responsabilidade ou norte-americana ou de entidades religiosas, sejam estas católicas, protestantes ou muçulmanas. Sabendo-se que tais sociedades caracterizam-se por uma forte deturpação de evidências, é normal que fatos de indiscutível veracidade venham a ser omitidos ou mesmo falseados.
20
edições