Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Itápolis

12 124 bytes removidos, 16h59min de 7 de dezembro de 2011
Perdeu...
{| class="toccolours" border="1" cellpadding="4" style="float: right; margin: 0 0 1em 1em; width:200px; border-collapse: collapse; font-size: 95%; clear: right"
|+ style="margin-left: inherit; font-size: medium;" | '''ITÁPOLIS'''
|-
| align=center colspan="2" |
{| style="background: none;"
|- align=center
| [[Imagem:brasaoitapolis.jpeg|200px]]
|- align=center
| <small>Brasão da "cidade"</small>
|}
|- align=center style="vertical-align: top;"
| style="font-size:95%" colspan="2" |''Aproveite, antes que acabe...''
|}
{{vqd|PENÁPOLIS|Itápolis}}
{{vqd|PATÓPOLIS|Itápolis}}
{{c|É rico?? Então me apresenta!|Conversa tipíca de Mulheres Itapolitanas}}
{{c|Trinta e cinco "rear" de uma pizza?? Com isso eu compro 0,000012 alqueire de terra!|Laranjeiro sovina|Itápolis}}
{{c|Itápolis? Sei... Bom, na verdade não faço ideia!|Qualquer pessoa|Itápolis}}
{{c|Quem nasce em Itápolis é o quê? FODIDO!|[[Piadista]]|Itápolis}}
{{c|... filho da PUTA...|[[Costinha]]| quem está lá em Itápolis}}
== CIDADE ==
[[Imagem:1238500402904 f.jpg|200px|thumb|right|Nativos numa das principais avenidas da cidade]]
<s>Mazzolandia</s> é uma <s>fazenda iluminada</s> cidade de paisagem e costumes tipicamente bucólicos. Tem como CIDADE - as de verdade... - mais próxima Ribeirão Preto, embora seja normalmente referenciada por seus nativos como sendo próxima a não menos desconhecida e desprezível <s>vila</s> urbe de Ibitinga, esta última, famosa regionalmente pela sua alta concentração de bordadeiras e viados.
Os nativos acreditam que a cidade seja realmente a maior produtora de laranja do mundo, bem como acreditam que Itápolis seja a capital nacional do sorvete - mas não passam de informações concedidas pelo pajé local. A aldeia conta com um vasto numero de QUASE 50 mil habitantes (mesmo sendo a quinta maior cidade do estado no quesito "extensão"). Como em qualquer outra cidade <s>pequena</s>, Itápolis conta com seus sertanojos, nerds, emos, gays, xadrezes, maconheiros, traficantes, lavradores vindos dos confins da [[Paraíba]] e demais insignificantes.
== HISTÓRIA ==
 
=== Fundação ===
 
Fundada pelo Alferes (figura assemelhada a um P.M da época do Império) Pedro Alves de Oliveira no ano de 1862. Pedro Alves de Oliveira chegou ao local onde hoje é Itápolis nesse mesmo ano, acompanhado de Dª Eufrásia, Dr. Melucci, Dª Yolanda Santoro, Vitamina e Fouad do Preço-Fixo, seus colegas de faculdade.
 
=== Etimologia ===
 
O Nome Itápolis origina-se da derivação das palavras “Ita”, que em tupi quer dizer “laranjeiro sovina filho da puta” e “polis” do grego, que significa “cidade”.
 
=== Economia ===
 
A “economia” local, por assim dizer, gira em torno da monocultura da laranja. Contudo, embora tenha o maior PIB agrícola do país, é solo completamente infecundo em termos de comércio, sendo os estabelecimentos comerciais comumente chamados de “60 dias”, devido ao prazo médio de seu funcionamento. Tal fato deve-se a estas estranhas criaturas que deram o nome à cidade, quais sejam, os laranjeiros sovinas filhos da puta.
Estes seres pitorescos, geralmente velhos, gordos, fedorentos e mal educados concentram 99% das riquezas da cidade, e empregam o dinheiro que ganham unicamente em duas finalidades: Trocar suas F-250 todo ano e comprar mais “arqueires” como dizem em sua língua nativa. Via de regra vivem em estado de semi-miserabilidade, jantando a merda que cagaram do almoço quando na verdade tem dinheiro suficiente para viver na Riviera Francesa. Seus filhos, também chamados de “Agro-Boys” ou “Expectadores de Herança”, embora mais flexíveis que os pais em termos de sovinice, também limitam seus gastos unicamente com a aquisição de GOLFs pretos e com a gasolina para impulsioná-los. Nada fazem (a não ser merda), nada produzem (exceto filhos com vadias interesseiras), nada gastam (salvo se para adquirir ou manter os supracitados GOLFs e vadias).
 
== LOCALIZAÇÃO ==
Situada na região denominada de Cinturão da Fome (composto por Itápolis, Ibitinga, Novo Horizonte e Taquaritinga), a região metropolitana da “Grande Itápolis” é composta por Itápolis e seus dois distritos: Nova América e Tapinas, ambos muito frequentados pela classe média-baixa Itapolitana devido a sua abundância de mulheres de vida fácil que, ao contrário das Itapolitanas, contentam-se com veículos de modelos e ano de fabricação mais antigos.
 
== Educação ==
 
Nela encontra-se a melhor faculdade de administração e pedagogia do país, que segundo o MEC tem conceito superior ao de Oxford e Harvard.
Seus alunos são pertencentes a classe alta e média de Itápolis, ou melhor dizendo, a classe que não teve capacidade de entrar numa universidade pública (USP, Unesp, UFSCar, UFRJ, Unicamp)ou numa privada de qualidade (PUC e Mackenzie). Esses alunos acreditam que aprendem algo, que são os profissionais do futuro, mas para eles educação de qualidade não tem importância, já que é o "papai" que irá sustentá-los até os 40 anos.
O mais interessante, é que em seu espaço físico funciona o Sistema Anglo de ensino, que infelizmente não quer preparar seus alunos para essa conceituada Faculdade de Itápolis.
 
== PONTOS TURÍSTICOS ==
 
=== Lago===
 
[[Imagem:DSC03007.JPG|thumb|right|200px|Pesca no lago. O propósito era entreter CRIANÇAS no dia das crianças, mas...]]
 
Constitui-se de um represamento do <s>Rio da Bosta</s> Córrego Boa Vista. Situado na área “nobre” da cidade. À falta de melhores, digo, quaisquer opções, é um dos points da juventude Itapolitana. Seu público varia sazonalmente entre: boys anencéfalos, maconheiros de classe média, gente normal, e manos da “redeca”. Sua maior ou única atração é uma pista de jogging usada em suma pelos <s>paus-no-cu, ricos e pseudo-ricos</s> moradores do Itauera, que gostam de pensar que o lugar é o equivalente local do Central Park, o que tornaria o Itauera o “Upper East Side” Itapolitano.
 
 
=== Área de Lazer ===
 
Embrenhada no meio do mato, é o equivalente local do “Piscinão de Ramos”. Frequentada pelos funcionários públicos de baixo escalão do município, é também reduto de depravados, exibicionistas e maníacos sexuais.
 
 
=== Campo do Oeste ===
 
Considerado a “La Bombonera” do interior paulista, é a casa do Oeste Futebol Clube, clube local muito utilizado na tergiversação de verbas públicas.
 
 
=== Cristo Redentor ===
Em nova analogia com Nova Iorque, em termos locais seria o equivalente ao HARLEM. Point de pobre, é frequentado por: Manos, que na falta de carro tentam impressionar as minas fazendo Street Dance, com direito a rodopios no chão e tudo mais; Minas, ou barangas pançudas vestindo mini-blusas cheias de brilho, o que as faz lembrar uma Porca no Rolete embrulhada em papel alumínio; e finalmente por velhos tarados que aproveitam o baixo nível de concorrência no local para faturar umas pervas. Tem uma incrível semelhança com um leprosário. Poderia ser ainda chamado de “Fura-Bucho” devido as brigas, facadas e tiroteios que ali eventualmente ocorrem.
 
=== Escolas de Itápolis ===
 
[[Valentim Gentil]]é conhecida por seus alunos funkeiros e pagodeiros,que se acham os melhores e vivem se metendo em confusão.
 
[[Antonio Moraes Barros]]bando de trouxas que só querem saber de baile funk,mas não tem dinheiro nem para lavar as roupas é conhecida pela alta taxa de analfabetismo.
 
[[Maria de Loudes Stéfano]]um verdadeiro malzoleu,seus alunos se comportam como animais na floresta.Durante o dia observa-se o balas perdidas para todos os lados e o uso indiscriminado de entorpecentes.Mais de noventa por cento dos alunos já foram presos ou tem passagem pela policia.
 
[[Alicerce]]é uma escola publica só que melhorada,é conhecida pelos seus alunos mal educados e seus professores mal humorados que se frustaram por algo na vida.
 
[[Anglo]]uma fazenda as margens de uma estrada,é conhecida pela superlotação e por seus alunos e professores metidos que mal tem dinheiro para pagar as próprias contas.Colocam aos quatro cantos da cidade suas conquistas nos vestibulares sendo que noventa por cento no curso de Letras.
 
[[Educare]é um grande galpão que servia de deposito para sacos de cimento.É conhecida pelo seu péssimo corpo docente e divisórias de papelão.
 
=== Escolas de Itápolis ===
 
[[Valentim Gentil]]é conhecida pelos funkeiros e pagodeiros que se acham os melhores,vivem se metendo em confusão.
 
[[Antonio Moraes Barros]] trouxas que só querem saber de baile funk,mas não tem dinheiro nem para lavar as próprias roupas.
 
[[Maria de Loudes Stéfano]] popularmente conhecida como ''Lurdita''é um malzoleu,seus alunos parecem animais na floresta.Durante o dia observa-se o uso indiscriminado de entorpecentes.
 
[[Alicerce]] é quase uma escola publica,só que melhorada,é conhecida pelo seus professores metidos que se frustaram por algo na vida e seus alunos mal educados.
 
[[Anglo]] uma fazenda as margens de uma estrada,é conhecida pela superlotação e seus alunos metidos que mal tem dinheiros para pagar as próprias contas.Coloca aos quatro cantos da cidade suas aprovações nos vestibulares sendo que noventa por cento no curso de Letras.
 
[[Educare]] é ponto de parada para quem não teve condições de estudar no anglo,é conhecida pelo seu péssimo corpo docente e divisórias de papelão.
 
=== Escolas de Itápolis ===
 
[[Valentim Gentil]]-escola cheio de manos,funkeiros e pagodeiros que se acham os melhores,geralmente vivem se metendo em confusão.
 
[[Morais Barros]]-trouxas que só querem saber de baile funk mas na verdade não tem dinheiro nem para lavar as próprias roupas.
 
[[Maria de Lourdes Stefano]],popularmente conhecida como Lurdita-verdadeiro malzoleu,tiros para todos os lados,seus alunos comportam-se como animais na floresta.Durante o dia vê-se o uso indiscriminado de entorpecentes.
 
[[Alicerce]]-na verdade é quase uma escola publica,só que melhorada,é conhecida por seus professores metidos que se frustaram por algo na vida e por seus alunos mal educados.
 
[[Anglo]]-Uma fazenda as margens de uma estrada,é conhecida pela superlotação e por seus alunos metidos que mal tem dinheiro para pagar suas contas.Colocam propagandas aos quatro cantos da cidade de suas conquistas nos vestibulares sendo que noventa por cento no curso de Letras.
 
[[Educare]]-escola de frustados que não tiveram condições de estudar no anglo,é conhecida pelo seu péssimo corpo docente e divisórias de papelão.
 
=== Pizzaria Spazzio ===
Point do resto que não frequenta o Cristo, possui a segunda maior concentração de paus-no-cu por metro quadrado do planeta, perdendo apenas para as festas da Revista “Caras”. Seus freqüentadores dividem-se em:
 
# – High Society – São aqueles que realmente mantém o lugar aberto até hoje, pois são os únicos que consomem algo (nessa categoria obviamente não estão insertos os laranjeiros sovinas filhos da puta e nem seus rebentos).
# – Pseudo-Ricos – São os boys de vila, geralmente de classe média-baixa, via de regra proprietários de GOLFs ou ASTRAs usados e financiados, os quais embora não possam se dar ao luxo de pagar R$ 35,00 por uma pizza todo final de semana não abrem mão de frequentar o local, ficando contudo circunscritos à calçada externa. São facilmente identificáveis pelo hábito de permanecerem encostados nos muros externos, munidos de uma mesma garrafa de long neck, a qual permanecem segurando até o final da noite, quando esta chega a estar tão quente que beira o ponto de ebulição.
# – Pivetes – Abrangidos nesta categoria encontram-se os fedelhos, crianças, pré-adolescentes, miguxos, emos, posers, putinhas impúberes e afins.
# – Manos “Social-climbers” – Facção de dissidentes dos Manos do Cristo. Os manos da Spazzio aspiram à inclusão social e sonham em ser aceitos como iguais pelos grupos anteriores. Fracassam miseravelmente e ficam geralmente confinados na esquina diametralmente oposta, fitando com olhos de rancor aqueles que por ali passam.
 
{{São Paulo}}
rollback
6 669
edições