Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Edson Fachin

15 bytes adicionados, 21h00min de 14 de maio de 2017
A lista de Fachin
====Como relator da Operação Lava Jato====
Pouco mais de ano depois de integrar o grupo de palhaços do STF, Fachin foi escolhido [[Descionário:conluio|''aleatoriamente'']]<sup>(uhh! até demais!)</sup> como o novo [[bode expiatório]] da [[operação Lava Jato]], escolhido para substituir [[Teori Zavascki]] que morreu de [[assassinato|circunstâncias]] ainda não divulgadas (pelo menos, não de forma adequada). A justificativa para a escolha de um cara tão fraco e costa fria como ele, é a de que ele poderá trazer a paz novamente instituindo o ''Grande Pacto Nacional'', já que Fachin, segundo os senadores, julga como uma ''menininha''.
 
=====A lista de Fachin=====
{{principal|[[A lista de Fachin]]}}
No dia 11 de abril de 2017, então como relator da Lava Jato, Fachin divulgou uma lista com mais de <s>8 mil</s> 200 nomes de políticos apontados como corruptos (como se nós já não soubéssemos) pelos dedo-duros da Odebrecht que deveriam ser investigados pela Procuradoria Geral da República conhecida como '''A lista de Fachin'''. Nessa lista estão [[Ladrão|ex-presidentes]], [[Ladrão|ministros do atual governo]], [[Ladrão|senadores]], [[Ladrão|governadores]], [[Ladrão|prefeitos]], [[Ladrão|vereadores]], [[Ladrão|assessores]] e até aquele cara que não tinha nada a ver com a história e foi parado na rua simplesmente por [[Papa-Figo|suposto carro preto]] para entregar um malote de dinheiro numa mansão ali por perto ([[Cueca|não se escondem mais dólares como antigamente..]]). A lista provocou ataques de pânico e tremores súbitos no Congresso, além de transformar Fachin no inimigo nº1 de Brasília. Melhor ele não [[Teori Zavascki|viajar de avião]] por um bom tempo...
 
{{referências|Referências}}
{{ministros do Supremo Tribunal Federal}}
{{Lava Jato}}
[[Categoria:Juristas do Brasil]]
[[Categoria:Magistrados do Brasil]]
[[Categoria:Ministros do Supremo Tribunal Federal]]
22 770
edições