Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mudanças

Ragnarok Online

3 121 bytes adicionados, 3 fevereiro
sem sumário de edição
==Servidores==
[[Imagem:Bot 3.jpg|thumb|300px|Bots carteiros fazendo um ritual pra ressuscitar seu Deus, Roger.]]
*'''{{sub-tópico|Thor''': O servidor "gratuito", também conhecido como "private editadão" ou "paraíso dos bots", o Thor é a real terra de ninguém. Todo dia tem orgia de bot no mapa dos Petites, dos Zippers e em vários outros mobados, tem mais bot do que bicho nos mapas. E nem galho seco adianta pra tirar os bots carteiros de lá, tem tanto bot que mesmo se invocar uma Kathryne Keyron no mapa, todos eles se juntam e conseguem matar com poucas baixas. Neste servidor, a Lag Bug! fez tanta gambiarra pra lucrar mais, que os servidores piratas tão mais próximos do jogo original do que o Thor. Não tem asa de mosca, não tem portal, vendem carta de MvP por dinheiro real, quem morre perde fodendos 5% de xp, etc.}}
*'''O servidor "gratuito", também conhecido como "private editadão" ou "paraíso dos bots", o Thor é a real terra de ninguém. Todo dia tem orgia de bot no mapa dos Petites, dos Zippers e em vários outros mobados, tem mais bot do que bicho nos mapas. E nem galho seco adianta pra tirar os bots carteiros de lá, tem tanto bot que mesmo se invocar uma Kathryne Keyron no mapa, todos eles se juntam e conseguem matar com poucas baixas. Neste servidor, a Lag Bug! fez tanta gambiarra pra lucrar mais, que os servidores piratas tão mais próximos do jogo original do que o Thor. Não tem asa de mosca, não tem portal, vendem carta de MvP por dinheiro real, quem morre perde fodendos 5% de xp, etc. {{sub-tópico|Valhalla''': }} O servidor pago, também conhecido como "single player". O negócio é tão abandonado que quase nem tem bot, mas mesmo assim tem mais bot do que jogador. Aqui as configurações são originais, mas ninguém se importa.
==Objetivos==
[[Arquivo: Ricopobre.jpg|300px|left|thumb|Uma das várias salas de PvP.]]
Como dito na introdução desse artigo, o Lagnarök é um jogo pay to win, ou seja, quanto mais você enche o bolso da Lag Bug! de dinheiro, mais forte você é (e mais virgem também). Antigamente haviam várias salas onde os personagens se enfrentavam em emocionantes duelos de ricos x pobres, com RK's asmáticos contra Mecânicos de build torta sem dano no canhão, mas como isso rende nada, atualmente as salas só servem mesmo pros Renegados bots mimetizarem habilidades de slaves bots.
 
{{sub-tópico|Batalhas Campais}}
 
Ninguém joga essa porra.
{{sub-tópico|Guerra do Emperium}}
[[Arquivo:Emperiumpastelao.jpg|200px|left|thumb|O pastelão em forma de piroca que seu clã precisa destruir para dominar o castelo. {{strike|alguns preferem usá-lo como trono, sentando bem na pontinha}}]]
=== Clãs ===
Clãs permitem você se juntar com seus amiguxos virtuais. Vocês ganham um canal no chat para poderem conversar sobre o último show da [[Pitty]] ou sobre a prova de matemática daquela tia nojenta. Para criar um clã, você precisa de um item chamado Emperium (que ironicamente ([[ou não]]) é o que você destrói para conseguir um castelo com esse mesmo clã). Apenas os personagens de níveis altíssimos conseguem matar os monstros que dropam e demora dias a fio para conseguir. Ou você pode pagar em dinheiro real e comprar logo uns cinco de uma vez.
Ragnarök Online não cansa de ser escroto só nos monstros e gráficos, mas tem inúmeras cidades e lugares, uma mais escrota do que a outra. Existe cerca de [[Vegeta|mais de 8000]] mapas, mas maioria não sai de Prontera, que é como se fosse [[Taubaté]].
=== Cidades === {{sub-tópico|Alberta}} Cidadezinha pequena, menor que [[Cu Pequeno]], e assim como esta, vive cheia de [[Macho virgem|machos virgens]], especialmente quando a LUG resolve compensar os jogadores por algumas de suas infinitas e incontáveis cagadas e libera itens, que o pessoal pode retirar no NPC Torsen. Alberta é a cidade que liga Rune-Midgard ===com um monte de ilhas que podem ser exploradas, o que ninguém o faz, já que não compensa.  Também é lá que as muambas chegam de navio, e é lá que o aprendiz vira mercador e aprende a contrabandear, subornar agentes da alfândega e baratear compra de [[Apple|iPhones]], canetas Bic, perucas emo, CD's do [[NXZero]] e outros produtos para vender mais caro para os idiotas.  {{sub-tópico|Morroc}} Inspirada nos filmes velhos de bang-bang, Morroc é a cidade onde os aprendizes iniciam sua carreira como bots, fazendo o teste de gatuno. Os mais bem classificados no [[teste do sofá]] recebem um boné de carteiro com a carta cãibra, pra trabalhar melhor 24hrs por dia. Antigamente ainda tinham alguns mercadores lá, mas hoje em dia Morroc tá mais abandonada que a vagina da [[tua mãe]]. {{sub-tópico|Geffen}} Cidade plagiada de [[Final Fantasy]], é lá onde os aprendizes viram [[mago]]s, e aprendem que não devem soltar lanças de fogo nos Magmarings, o que eles fazem mesmo assim. Hoje em dia na cidade só tem uns caras querendo comprar itens por 1/10 do valor real e vários bots renegados programados com a bunda usando "Preservar" sem parar. {{sub-tópico|Izlude}} Pequena, sem-graça e abandonada, o povo só aparece nessa cidadezinha de 6 em 6 meses, em época de Cheffênia. É lá onde os aprendizes viram espadachins, e iniciam sua carreira como RK's asmáticos. A única coisa de interessante por lá é o Aeroporto mesmo, que é o único jeito de chegar nas cidades da República de Schwarzenegger. {{sub-tópico|Payon}} Cidade no meio do mato, só serve pra abrigar os desesperados que gastam dinheiro comprando ROP's e querem vendê-los pros botters. No norte de Payon, os aprendizes podem virar arqueiros que futuramente com certeza serão sentinelas, porque Menestrel e Musa ninguém vai querer ser mesmo. É a segunda cidade mais movimentada de Midgard, perdendo apenas pra Prontera, que tem mais bots comerciantes. {{sub-tópico|Prontera}} A capital de Midgard, não dá nem pra andar direito de tanta loja aberta, os caras abrem as lojas em qualquer lugar mesmo, principalmente em cima da Kafra pra foder a vida de todo mundo. É a única cidade ainda viva no jogo, sendo que por lá 50% são comerciantes AFK, e 50% são bots comprando dos comerciantes AFK. É em Prontera que os aprendizes podem virar coroinhas. {{sub-tópico|Aldebaran}} Não tem nada lá, só a torre do relógio onde os bots farmam os cramps e penomenas. É lá que os aprendizes podem virar superaprendizes, e se arrepender pelo resto da vida por ter escolhido uma classe bosta que nem é classe. Lá também tem a "Máfia dos Alquimistas", onde o aprendiz cria seu próprio laboratório de metanfetamina. {{sub-tópico|Comodo}} A cidade das putas, onde as dançarinas shemales dançam para ganharem itens de nerds punheteiros. Aprendizas aprendem a rebolar e viram Odaliscas, enquanto Aprendizes assistem aulas do Cifra Club e viram bardos, ou carinhosamente conhecidos como "Bragi Ambulante". {{sub-tópico|Juno}} Capital da República de Schwarzenegger, tem a sede do partido republicano em Ragnarök Online. É de arquitetura neo-gótica renascentista e flutua no céu, graças a uma magia esquisita que só existe em MMORPG esquisito. É a cidade mais importante do mundo, pois é lá que está o Coração de Ymir, que faz com que a galera possa rebornar o boneco e começar de novo do lvl. 0, começando de novo no serviço de corno de upar, o que agora é mais difícil e demorado ainda. {{sub-tópico|Einbroch}} Uma cidade industrial (sim, em Ragnarok Online a [[Revolução Industrial]] chegou antes que no Tibia, que ainda vive na Idade da Pedra).  Ponto de encontro dos fãs do [[Rammstein]]. É lá que fica a Guilda dos Justiceiros e a Guilda dos Carteiros, no norte de Einbroch todos os carteiros são postos a prova afanando por uma semana inteira. {{sub-tópico|Hugel}} Uma cidade que lembra as vilas [[Alemanha|alemãs]], só que sem as [[Loira|loiras]] [[Mulher gostosa|gostosas]]. É uma cidade alegre, cheia de cerveja e salsichões. Pena que ninguém vai pra lá, os AB'S são os únicos que passam por lá uma vez na vida, pra fazer o teste de classe 3. {{sub-tópico|Lighthalzen}}
'''Alberta''': é lá Mais abandonada que as muambas chegam Hugel, apesar de navio, e é lá que o Aprendiz vira Mercador e aprende ser a contrabandearcidade mais bonita do mundo, subornar agentes da Alfândega e baratear compra de [[Apple|iPhones]], canetas Bic, perucas emo, CD's do [[NXZero]] e outros produtos para vender mais caro para os idiotas;pelo menos uma parte dela.
'''Aldebaran''': cidade fajuta A única coisa que lembra [[Veneza]]tem aqui é o Laboratório de Somatologia, com apenas um canal de gondola e um relógio que parece mais um despertador gigante que acorda até surdoúnico lugar pra upar em nvl. alto. É famosa por ter a '''Mafia dos Alquimistas''', onde o Aprendiz cria seu próprio laboratório de metanfetamina;
'''Geffen''': cidade plagiada do [[Final Fantasy]], mas com mais florzinhas e maguinhos. É la que o <s>desgraçado</s> Aprendiz evolui para um <s>adorador do Diabo</s> Mago;{{sub-tópico|Lutie}}
'''Izlude''': uma Essa porra é cidade que foi feita especialmente para os mais noobs. Lá está a Guilda dos Espadachins, onde Aprendizes aprendem a segurar na espada, desde as pequenas até as grandes (que são as preferidas de maioria dos players). Também há o {{strike|Aeroporto de Congonhas}} Aeroplano, que você pode usar para se perder por aí;?
'''Morroc''': inspirada naquelas cidadezinhas mexicanas de filme de faroeste, e que tem vários mercadores com suas lojinhas abertas mas sem ninguém pra comprar seus contrabandeios. Curiosidade: a música que toca na cidade é de um grupo de músicos mexicanos falidos viciados em [[Chaves]]. Lá na tumba do Faraó, os Aprendizes entram para a vida do crime e aprendem {{strikesub-tópico|o hino do CorinthiansRachel}} a roubar donzelas indefesas;
'''Payon''': era para ser uma Povo só entra nessa cidade inspirada no antigo modelo coreanopra salvar o ponto de retorno. É chato pra cacete chegar em Rachel, com tetos só indo de palha e bambusaeroplano, mas lembra mais o interior é nas proximidades dessa cidade que tem os únicos mapas de [[Minas Gerais]]up pra lvl. 90+, os Aprendizes podem virar arqueiros;como Roweens e Templo de Freyada.
'''Prontera''': capital do Reino de Rune-<s>Mendigo</s>Midgard. Essa cidade lembra muito os antigos vilarejos medievais; tem até uma Igreja Gótica, que é um dos pontos de encontro dos emos que jogam essa merda. É a mais populosa do jogo, com incidências diárias e absurdas de lag. Os Aprendizes viram {{strikesub-tópico|coroinhasVeins}} Noviços aqui;
[[Arquivo:prontIgualmente acima, a cidade é uma bosta, mas os mapas nas proximidades são os únicos que prestam pra upar em determinados níveis.jpg|300px|thumb|left|Centro No sul tem os porings de pedra, os Stapos, e ao norte tem os porings de Prontera em um dia comumfogo, os Magmarings. É como se fosse a  {{sub-tópico|Amatsu}} A [[25 Vila da Folha|Vila da Folha de MarçoBananeira]]do mundo de Ragnarok, cheia de ninjas e raposas demoníacas. Não tem nada lá, então não pague os 10k de zenys pra ir lá. {{sub-tópico|Ayothaya}} Ninguém vai lá, só que com mais itens contrabandeados diretos nem os bots. {{sub-tópico|Dewata}} Ninguém vai lá, nem os bots.² {{strikesub-tópico|do ParaguaiGonryun}}  Aqui sim os bots vão, na caverna dos Zippers tem um zilhão de Albertatrabalhadores honestos farmando Borboleta Sanguinária e Zipper, 24hrs por dia.]]
'''Comodo''': a cidade das putas, onde as dançarinas shemales dançam para ganharem itens de nerds punheteiros. Aprendizas aprendem a rebolar e viram Odaliscas, enquanto Aprendizes assistem aulas do Cifra Club e viram bardos.{{sub-tópico|Moscóvia}}
=== Cidades da República Vazia e sem-graça, até janeiro de Schwarzenegger ===2019 era 100% abandonada, mas com o lançamento dos cards de lá, especialmente Mavka que é uma mão na roda pros bots, os mapas de lá encheram de carteiros.
{{sub-tópico|Porto Malaya}}
'''Einbroch''': Uma cidade industrial (simAté tem umas quests fáceis que dão uma xp mais ou menos, em Ragnarok Online a [[Revolução Industrial]] chegou antes que mas como é mais fácil upar no Tibiabot, que ainda vive na Idade da Pedra). Ponto de encontro dos fãs do [[Rammstein]]quase ninguém vai lá.
'''Hugel''': Uma cidade que lembra as vilas [[Alemanha{{sub-tópico|alemãs]], só que sem as [[Loira|loiras]] [[Mulher gostosa|gostosas]]. É uma cidade alegre, cheia de cerveja e salsichões ([[gay|isso explica porque o público adora essa cidade]]);Brasilis}}
'''Juno''': Capital da República de Schwarzenegger, tem a sede do partido republicano em Ragnarök Online. É de arquitetura ''neo-gótica renascentista'' e flutua Inspirada no céu, graças à [[cheiramento de gatinhos|magiaBrasil]] dos Sábios, assim como nosso país o mapa é uma merda, só serve pro pessoal traficar bala de guaraná.
'''Lightalzen''': A cidade das luzes, é uma cidade belíssima, 80% é dominada por casarão chique (sendo que a mansão do [[Edir Macedo]] nessa cidade ocupa 40%) e os outros 20% é a '''favela do alemão''' do jogo, onde rola trafico de gatinhos e tiroteio. Há um laboratório de mutação genética nessa cidade, acessível somente pelos {{strikesub-tópico|punheteirosJawaii}} jogadores mais [[virgem|experientes]];
Ilhota minúscula, que serve pros nerds recém-casados passarem a lua de mel com as shemales.
[[Arquivo:pront.jpg|300px|thumb|left|Centro de Prontera em um dia comum. É como se fosse a [[25 de Março]], só que com mais itens contrabandeados diretos {{strike|do Paraguai}} de Alberta.]]
== Grupo ==