Mudanças entre as edições de "Luiz Felipe Scolari"

11 bytes adicionados ,  21h31min de 24 de agosto de 2020
m
Bot: Manutenção
m (Bot: Substituição automática de texto (-=={{Ver também}}== +== Ver também ==))
m (Bot: Manutenção)
{{C|Meu Deus, Deyverson de novo não!|Palmeirense|Felipão colocando o Deyverson em campo}}
}}
[[ImagemArquivo:Big phil.jpg|thumb|Felipão acompanhando os minutos finais da tragédia de 2004, Portugal X Grécia, a derrota que marcou a carreira do treinador]]
'''Luiz Felipe Scolari''', popular '''Felipão''', é, atualmente, o <s>[[bigode]]</s> [[técnico]] mais conhecido no mundo. Felipão nasceu no [[Passo Fundo]], bem pra lá do fim do [[mundo]] e começou sua carreira no futebol como zagueiro, muito ruim, diga-se de passagem, comparável ao zagueiro [[Roque Júnior]]. Bem, talvez não tão ruim, mas quase lá. Felipão é [[gaúcho]], mas é um gaúcho macho, algo raro lá pelos [[Pampas]], onde apenas 1 em cada XXXXXXXX (substitua XXXXXXXX pela população do [[Rio Grande do Sul]]) é homem. Felipão foi escolhido para ser o único gaúcho do [[Lado Azul da Força]] daquele estado e não decepcionou. Felipão treinava o time [[russo]] [[Chelsea|Chelsski]], considerado a [[42]]° maior time da [[Inglaterra]] (Antes da naturalização russa, o time era o 134º maior), também treinou o poderoso clube [[Orkut|Büyükkökten]] do [[Uzbequistão]], que foi o favorito para o Mundial de Interclubes de 2010, mas Felipão saiu antes que o clube pudesse ganhar algo. Depois que pediu pra sair do [[Palmeiras]], após perceber que nem ele conseguiria salvar a equipe do fundo do poço e do fundo da tabela, Felipão voltou a treinar (ou fingir que treina) a [[Seleção Brasileira de Futebol]]. Felipão é o técnico que mais ganhou prêmios, depois de [[Bernardinho]] e [[Alex Ferguson]] (Pô, mas também, o cara está há 100 anos comandando o [[Manchester United]] e não tem nenhum time que presta naquele campeonato, assim é moleza, pô).
 
==Carreira==
[[ImagemArquivo:Scolari inicio.jpg|thumb|O alazão das pernas finas, apelido que Felipão ganhou dos jogadores no início de sua carreira como treinador]]
===Jogador===
 
[[ImagemArquivo:Felipao-erguendo-Batista-Tributo.jpg|thumb|left|200px|Era só para isto que Felipão prestava!]]
 
Como jogador, Felipão era um excelente lutador. Cerca de [[13]] jogadores saíram dos gramados amputados, graças à mira cega de Felipão. Jogou no clube de seu coração [[SER Caxias|Caxias]] onde marcou 3 gols, em 10 anos de carreira, onde 2 deles foram contra, depois foi jogar em timecos do [[Rio Grande do Sul]] e pelo [[CSA]]. Alguém avisou a Felipão que ele não tinha a menor vocação para ser jogador. Felipão percebeu que era um péssimo jogador e decidiu virar treinador. Nota do escritor: Alguém deveria ter avisado isto para o [[Romário]], 20 anos atrás. Talvez ele fosse um bom treinador hoje, aos [[69]] anos.
===Técnico===
 
[[ImagemArquivo:Felipão bulinando c ronaldo.jpg|thumb|left|Exemplo do carinho que Felipão recebia e [[dar|dava]] para os jogadores lusos.]]
 
Aqui começa a história de sucesso mais "sucessante" do futebol brasileiro (Depois do [[Pelé]], claro). Felipão pendurou as chuteiras e começou a treinar uns timecos por aí, passando inclusive pelo Palmeiras. Seu último clube no Brasil foi o [[Cruzeiro Esporte Clube|Cruzeiro]]; depois ele foi treinar a amarelona [[Seleção Brasileira de Futebol]], demolida dias antes por [[Emerson Leão]]. Entre seu primeiro clube como treinador, o [[CSA]] e a seleção brasileira, Felipão já havia conquistado uns [[666]] campeonatos. E não foi pura sorte. Ele fez o [[Criciúma Esporte Clube|Criciúma]] ser campeão da [[Copa do Brasil]] (Caçamba, até o Criciúma!!!!), ganhou centenas de [[Libertadores]] com uns times meia-bocas, inclusive com o [[Palmeiras]] (Baralho, ele fez até o Palmeiras ser campeão da Libertadores da América!!!!). Por causa destas conquistas inimagináveis para timecos como Criciúma, [[Palmeiras]] e [[Grêmio]], Felipão foi nomeado pela imprensa como o "Rei Midas" do [[futebol]], que transforma qualquer bosta em [[ouro]]. Logicamente, depois que Felipão saiu destes times, estes foram rebaixados no [[Campeonato Brasileiro]], pois nenhum técnico conseguia dar um jeito na cambada de pereba.
 
Após conquistar o [[mundo]], Felipão teve uns desentendimentos com o [[buldogue]] Ricardo Teixeira. O salário de Felipão estava muito aquém do merecido. Felipão então decidiu trair o movimento colônia, veio, e partiu para [[Seleção Portuguesa de Futebol|Portugal]], para tentar dar um jeito naquela bomba de Hiroshima em forma de seleção. Em Portugal, Felipão fez história. Ele foi o melhor treinador que já passou por lá, mas não conseguiu ganhar um título por aquelas bandas. Conseguiu a façanha de levar aquele entulho grená para as finais da [[Eurocopa]], mas perdeu para a [[Seleção Grega de Futebol|Grécia]]!!!!!!!!!!!!!!!! (Mais exclamação desta vez porque perder da Grécia é coisa de outro mundo). Mas tudo bem, Portugal chegou onde nunca havia pensado em chegar. Mesmo com os excelentes Petit, Hélder Postiga, Nuno Valente e Tomás Turbando, Portugal não conseguiu perder a virgindade de títulos profissionais.
[[ImagemArquivo:Scolari.jpg|thumb|Uma imagem típica de Felipão comemorando uma vitória e mandando o adversário tomar lá. Só foi colocada aqui para encher a linguiça que amarrava o pescoço dos cachorros naqueles tempos]]
[[ImagemArquivo:0,,13889324-EX,00.jpg|thumb|250px|left|Felipão transformou o Cascão no melhor jogador da Copa do Mundo de 2002]]
Na Copa do Mundo de [[2006]], Felipão levou a seleção portuguesa para as semifinais. Este episódio foi nomeado pela imprensa como '''O Milagre de Fátima'''. Felipão vendeu caro a derrota para a França (Cerca de [[42]] milhões de euros). Foi a melhor campanha de Portugal em Copas do Mundo desde a seleção de [[Eusébio]] e companhia (É, aquela que eliminou o Brasil). De saco cheio de comandar o cavalo luso-paraguaio, Felipão decidiu sair da seleção portuguesa em [[2008]]. Antes tentaria a sorte na Eurocopa de 2008. Perdeu, claro, mas o que fazer quando o melhor jogador da equipe é um metrossexual que estava mais preocupado com a maquiagem do que em jogar? Não teve jeito e Felipão resolveu picar a mula de vez. Antes já havia acertado o acerto certo com o clube anglo-russo [[Chelsea]]. No Chelsea, Felipão estava ganhando aproximadamente o quadrado da hipotenusa do que ganhava na [[Seleção Portuguesa de Futebol]]. Felipão também esteve no [[Uzbequistão]], onde os beques estão. Felipão pretendia comandar o [[Uzbequistão]], quando levaria esta seleção para a Copa do Brasil (E não estamos falando deste campeonatinho fajuto que o [[Corinthians|Curinxa]] ganhou), em 2014. Porém, Felipão decidiu largar tudo no Uzbequistão e resolveu ir para o caminho mais difícil: treinar a porcada, que está milhares de anos sem ganhar algo que presta.
 
 
==Polêmicas e críticas==
[[ImagemArquivo:Felipao.jpg‎|thumb|250px|Foi um belo jab de esquerda desferido na face do jogador sérvio]]
Felipão, desde sua estreia como treinador do [[CSA]] de [[Alagoas]], ficou marcado por polêmicas, algumas bestas, outras mais ainda. A primeira grande polêmica surgiu na época do [[Ajax]], quando Felipão comparou o time [[Holanda|holandês]] com um produto de limpeza. No mundial, o time holandês acabou limpando o troféu que ganhou do [[Grêmio]].
 
Quando era treinador do [[Grêmio]], Felipão foi duramente criticado pela torcida da equipe tricolor dos Pampas por seu jeito. Os gremistas não conseguiam admitir que um treinador não-gay fosse contratado. Felipão calou a boca dos gremistas com títulos e logo seria idolatrado por eles. Nesta época, Felipão era criticado pela imprensa devido à sua retranca. Felipão dizia que o melhor ataque é a defesa. Com esta retranca, ele conseguiu parar o [[Ajax]], perdendo apenas nos pênaltis.
[[ImagemArquivo:Scolari dragu 3.jpg|thumb|left|{{aspas|Lá vai Felipão, fechou os olhos, pegou distância... socou!!! No ângulo da cara!!! Indefensável para o jogador sérvio!}}]]
Nos tempos de porcaria, Felipão foi criticado pelo então ministro da saúde, [[José Serra|José se Ferra]]. José se ferrou, claro. Felipão mandou José cuidar da saúde ao invés de dar pitacos em seu trabalho.
 
 
Ainda na seleção, depois de cortar o [[Romário|meio metro]] da equipe, e depois de [[FHC]] se meter, Felipão mandou o [[presidente]] catar coquinho no cerrado e cuidar do país ao invés de dar pitaco (Parece um deja vu). Depois desta comida de rabo, FHC e [[José Serra|seu candidato]] caíram do [[cavalo]].
[[ImagemArquivo:KO Scolari.jpg|thumb|250px|Em Portugal as coisas não foram calmas, mas Scolari tirou tudo de letra. Pior para o jogador sérvio Dragumuncmgajashsurthvic]]
Em [[Portugal]], as coisas não foram mais calmas. Quando chegou, já meteu o goleiro Vitor Baía pra escanteio. Isto causou uma revolta nos torcedores do [[Porto]]. Tempos mais tarde, Felipão chamou um jogador [[Sérvia|sérvio]] para um duelo em um ringue.
 
===Como Jogador===
 
[[ImagemArquivo:EMPV-6123762.jpg|thumb|250px|{{aspas|Do tempo que se amarrava cachorro com linguiça!}}]]
 
* Campeão da Taça Polenta, com o [[Caxias]]
===Como Treinador===
 
[[ImagemArquivo:Sosia felipao.jpg|thumb|Felipão curtindo a aposentadoria.]]
 
* Campeão da Copa do Brasil com o [[Criciúma]]
57 966

edições