Estádio Eládio de Barros Carvalho

Cquote1.svg Pelo menos nóis tem,VICE! Cquote2.svg
Torcedores do Náutico sobre Estádio dos Aflitos

Estádio Eládio de Barros Carvalho conhecido como Estádio dos Aflitos foi o estádio do Clube Náutico Capibaribe por muitos e muitos anos. Esse estádio comporta cerca de 19 mil cabras da peste e foi inaugurado em um ano desses qualquer por um grupo de cachaceiros da região que estavam devendo em bar local e fizeram o estádio como pagamento da dívida usando somente barro e fezes. O Estádio dos Aflitos foi palco de grandes espetáculos do futebol, como jogos do Campeonato Pernambucano entre Náutico e Santa Cruz, porém é apenas lembrado por uma pipocada inacreditável(ou não, já que o Náutico tá sempre pipocando das piores maneiras possíveis) na Série B de 2005.

Intervalo dos jogos

NomeEditar

O nome do estádio ao contrário de que algumas pessoas pensam tem um significado diferente, o idiotaindivíduo que registrou a nomeclatura do estádio na prefeitura tinha uma certa dificuldade com a língua portuguesa, o estádio era pra se chamar Estádio de Barro Cavalo, porém acabou sendo registrado com o nome errado e ficou por isso mesmo, depois mudaram o nome dele para Estádio dos Aflitos devido a aflição que os torcedores dos times adversários sentem ao ver o seu time ser massacrado pelo náutico.

CampoEditar

O estádio serve para jogos de futebol e campeonatos locais de hóquei na grama devido a ótima planitude do tapetegramado. No campo também pode ser encontrados algumas peças íntimas femininas jogadas pelos torcedores da torcida adversária (Sport) os jogam no campo devido o calor excessivo que faz na região na época de verão, que pode chegar até mesmo a mais de 8000quarenta graus.

ArquibancadaEditar

Devido 0% dos torcedores ter uma opção sexual duvidosa os bancos são feitos de cimento, com que faz com que a torcida se sinta mais a vontade, porque no Nordeste só tem cabra-macho(exceto pelos torcedores de certos times).

A Batalha dos AflitosEditar

O único jogo memorável que ocorreu nessa bostanesse estádio, a Batalha dos Aflitos foi um dos jogos do quadrangular final da Série B de 2005, entre o time da casa e um tal de Gaymio, de Porto Alegre(o outro jogo foi entre Santa Cruz e Portuguesa, caso você não saiba ou não se lembre). Já no primeiro tempo o Náutico teve sua primeira grande chance de abrir o placar, com um pênalti marcado a seu favor, porém o idiotajogador que cobrou o pênalti conseguiu errar. No segundo tempo, o juiz marcou outro pênalti a favor do time da casa, e os jogadores do time adversário, indignados com isso, iniciaram uma treta que paralisaria o jogo por mais de 20 minutos e acabou resultando em mais de 8000 jogadores do Grêmio expulsos, 20 feridos e 13 mortos, com direito a polícia em campo. No final das contas, decidiram que o pênalti seria cobrado, porém o goleiro do time gaúcho acabou defendendo(pois gaúcho adora pegar umas bolas), e pra encerrar a pipocada épica do Náutico, Anderson ainda conseguiu marcar um gol pra gauchada. O Santa Cruz já estava até comemorando o título da Série B quando isso aconteceu, porém quando chegou a notícia do gol lá do outro lado de Recife, eles se foderamtiveram que entregar a taça pros gaúchos que estavam lá nos Aflitos. Pelo menos acabaram indo pra Série A, enquanto o Náutico teve que esperar até o ano seguinte pra voltar à elite do Campeonato Brasileiro, junto com o Gaylo.

O fimEditar

Com a construção da Arena Pernambuco para a Copa de 2014, era necessário que um time ficasse tomando conta do estádio após o torneio. Os alvirosasrrubros, que se achavam muito espertos, acabaram por revindicar a Arena, abandonando assim seu antigo estádio por um novo localizado a quilômetros da cidade, com díficil acesso e um ingresso caríssimo. Realmente, de bobos, o pessoal do Naútico tem tudo.

Ver tambémEditar