Abrir menu principal

Desciclopédia β

Estádio Manoel Barradas

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


O Estádio Manoel Barradas, popularmente conhecido como Barradão é o estádio do Sport Club Victória, agremiação que iniciou suas atividades em 1899 como um clube de cricket do bairro Vitória, em Salvador onde seus membros passavam as tardes resgatas.

EstruturaEditar

Barradão é um estádio versátil no quesito acomodações. De acordo com a Sudesb a capacidade do estádio é de até 36.000 pessoas, no entanto a diretoria rubro-negra alega ter colocado 50.000 pagantes em um jogo no ano de 1997. Provavelmente colocando 14.000 cadeiras de plástico ao redor do gramado para acomodar os torcedores do mandante (A ideia seria reproduzir um ambiente hostil dada a proximidade do campo)

 
Os estacionamentos do estádio Barradão garantem ótima segurança para o seu veículo

Os membros do trio de arbitragem além do goleiro visitante alegam terem sido agredidos com algumas pilhas AA, um celular startac da motorola com bateria e carregador, meia barra de sabão neutro minuano, duas goiabas e uma pinha verde na referida ocasião.

Já setores da imprensa baiana alegam que um famoso torcedor rubro-negro em estado de euforia extrema teria executado repetidos movimentos, forçando “as costas” contra uma das catracas do estádio, prejudicando a contagem real do público pagante.

Mas a verdade é que estamos falando do maior estádio do mundo: Cabe toda a torcida do time da casa sem nunca lotar por completo suas dependências e o time da casa levou 6 anos pra completar a primeira volta olímpica.

O Barradão e a ComunidadeEditar

O estádio trouxe uma série de melhorias para a comunidade do antigo aterro sanitário em que foi construído (terreno gentilmente cedido pelo então prefeito Manoel Castro). A começar pela sua construção feita a partir materiais reciclados usados de forma criativa e inovadora (como latas de leite Ninho cheias de areia e cascalho empilhadas para formar as traves e redes feitas com sacos de lixo entrelaçados, uma grande iniciativa de preservação dada o longo tempo de decomposição do plástico)

No mesmo terreno, foi construído um moderno centro de treinamento que busca jogadores habilidosos nas redondezas do estádio. Esse minucioso trabalho de prospecção já revelou talentos como um urubu especialista no jogo aéreo, um sariguê que sabe cobrar lateral como o Roberto Carlos e o goleiro Felipe – O mais jovem tri-rebaixado do futebol mundial que conseguiu a incrível marca de 3 quedas em menos de 5 anos como profissional.

Grandes FeitosEditar

Em seu chiquei... estádio o Vitória alcançou glórias importantes como o vice-campeonato da série C em 2006. Somando-o ao vice-campeonato da série B em 1992 e ao vice da série A em 1993, o Vitória se tornou o SEGUNDO* time do país a conquistar a TRIVICE coroa, logo depois do São Caetano.

Em 2010 conquista mais um vice-campeonato, agora da Copa do Brasil, sendo tetra-vice nacional garantindo assim o direito de der o segundo clube da Bahia a usar duas estrelas na camisa (meia estrela da série A, meia da série B, meia da série C e meia da Copa do Brasil).

  • A diretoria do time contesta a legitimidade do trivice rival, alegando que a Copa João Havelange em 2000 não seria como um campeonato brasileiro regular, reproduzindo a polêmica entre Flamengo e Sport no brasileiro de 1987.

Foi também no Borradão que em 2008, o Vitória conseguiu a façanha de ser eliminado da Copa do Brasil pelo Baraúnas, recorrer ao tapetão, voltar ao torneio e ser eliminado DE NOVO pelo Atlético Paranaense apenas 15 dias depois.