Abrir menu principal

Desciclopédia β

Evariste Galois

Evariste Galois foi o matemático mais rebelde da história (se não o único). Ele e Abel, hoje, devem estar trocando reclamações na vida pós morte já que ambos foram fodidos a vida toda, daí aparece o Cardan dizendo que ninguém supera a vida fodida dele. Eles se sentem melhor e Cardan se sente pior. Galois foi vítima de amor não correspondido, assim como Mais de 8000 outros matemáticos.

Seria por causa que ele era Nerd?

Índice

Início da vidaEditar

Se é que esse jovem teve início pois morreu logo no início também.

Galois nasceu em uma cidadezinha nos arredores da frança chamada de "Pussy". Incrível o nome não? Pois bem, Galois era filho de um militar que acabou morrendo na guerra, ele acabou se tornando muito rebelde mas na verdade era só uma "pena de pavão" para as garotas.

Aliás, por causa da matemática a sua consciência de "Amor" acabou sendo retardada para os 20 anos e um pouco mais pelas suas causas "rebeldes". Galois tinha herdado de seu pai o que chamamos de "burrice não-mental", ou seja, você pode ser o Einstein mas pode ser um completo idiota.

Denominamos isso de "Babaca" ou simplesmente "Idiota".

Infelizmente Galois era isso, ele poderia ter sido o Euler mas se tornou o avesso dele se Euler tivesse ido atrás da mulher que amasse. Não. Euler prefiriu se casar com a sua prima Godofreda que era uma boa cozinheira que o deixou corado e barrigudo em alguns dia.

Média da vida (se é que houve)Editar

 
Galois, que beleza, vai dizer você, moça que está lendo, não pegava esse sujeito?

A vida média dele foi aos 18 ou 16 anos. Não 18. Galois apresenta seus trabalhos para um matemático o Príncipe deles: Pierre Fermat, o príncipe dos matemáticos amadores. Fermat pega os trabalhos de Galois que eram revisões de equações de primeiro grau. Isso mesmo! De primeiro grau isso quando o seu colega, o Abel, tinha resolvido as de quinto grau.

Fermat somente olhou para aqueles papéis:

 Equações de primeiro grau? pffff.... Vou ler depois 
Fermat

Apesar da reação, Fermat tinha que manter o status de "bonzinho com os amadores". Quando ele leu e iria apresentar acabou adquirindo uma gripe e esquecendo do trabalho de Galois. Galois entra na academia de matemática mais uma vez com o trabalho dele reescrito novamente e envia para Gauss.

Gauss e Poisson são os Trolls da história, Gauss acaba vendo o título e acaba falando a mesma coisa que Fermat disse e acaba esquecendo as notas de Galois, que foram pra Puta que Pariu.

Galois vai para a academia de matemática francesa pela terceira vez com seu trabalho escrito nos braços e então apresenta pessoalmente para Poisson. Poisson somente lê duas linhas, fecha o trabalho dele e diz que estava ruim e que ninguém compreendia o que Galois disse. Galois vai para o Bar encher a cara.

Final da vidaEditar

Galois acabou se encontrando com amigos republicanos na Itália. Onde bebeu com eles. Galois acabou sendo espionado pela zelite que estava de olho nos republicanos e os espiões acabaram mandando a seguinte nota:

 Não se preocupem com Galois. está bêbado e é Gay 
Espiões

Galois no mesmo dia desafiou um amigo pistoleiro para um duelo pois este iria roubar a sua amada que na verdade era Lésbica. Seja como for, ele acabou escrevendo uma carta com as demonstrações para um amigo, no fim ele acabou tendo que ir lutar contra o seu amigo que, ao contrário dele, era pistoleiro de verdade.

MorteEditar

Morreu ao levar um tiro de pistola. De tão obediente o oponente teve que mandá-lo cair para que ele caísse duro no chão. Suas obras foram vistas mais pra frente e são consideradas a com menos erros... Pois foi a mais curta. GALOIS! POR QUÊ?

Matemágicos Matemáticos, geômetras e outros nerds
v d e h

al-Khwarizmi, o impronunciável - Alan Turing - Albert Einstein - André Weil - Bombelli - Bhaskara - Cantor - Manuel Bento de Jesus Caraça - Euclides - Euler, our king! - Fermat, o príncipe - Ferrari - Fibonacci - Galileu - Galois, o rebelde - Goldbach - Gauss, o príncipe - Newton - Inácio do Amaral - Lambe Humberto - Tio Laplace - Tio Omar do Quibe - Veneno Poisson - Pitágoras, o largo - He Man Riemann - Tartaglia, o gago - Jacques Tetas - Recorde - Pascal - Abel, o azarado - Arquimedes - Paul Anônimo - Cardano, o mais azarado - Tales, o pioneiro - Filho duma tenda - Neumann, o atômico - Erdös, o sociável - Cauchy