Abrir menu principal

Desciclopédia β

Exponenciação

Bigpi.png Este artigo é relacionado à matemática.

O "^" da calculadora significa "potência".

Cquote1.png Malditas potências grandes! Cquote2.png
Algum idiota, mesmo que a base seja 1
Cquote1.png Onde eu vou usar essas merdas? Cquote2.png
Aluno de humanas sobre Potências grandes

A Exponenciação, ou também chamado de Potenciação é um dos processos da Matemática, além da Aritmética, onde costuma ser mais inútil que a adição e a subtração, mas usado para foder mais os alunos durante o ensino fundamental ou médio.

Índice

Alguns exemplos da ExponenciaçãoEditar

 
O uso correto do gráfico da Função Exponencial.

Com conceitos plagiados da Progressão Geométrica e Função Exponencial, pode se concluir que a mesma também possui conceitos da Exponenciação, como o fato como exemplo:

  • Propagação de músicas ruins Matemática: Joãozinho criou uma música merda de funk carioca que se propagou em cada 2 pessoas de uma determinada favela do Rio de Janeiro.

"A cada 2 horas, o câncer se propaga para o dobro de pessoas. Com 24 horas, quantas pessoas ouvirão o câncer que Joãozinho fez?"

  • Biologia: É a mesma merda acima, no qual mudam os temas símples para coisas mais biológicas, como propagação de doenças, crescimento de uma epidemia, e coisas parecidas.

"Um idiota deixou a água parada e com isso, conseguiu pegar dengue. Sabendo que o mosquito da dengue é um filho da puta e passa a doença para o triplo de pessoas em cada duas horas, com quantos mortos doentes estarão morrendo esperando na fila do SUS em 42 horas?

  • Física: Costuma ser usado em exemplos toscos de temperatura, que mostra como um frio siberiano pode se tornar um calor do inferno em questão de segundos, além da infernal potência de 10.
  • Computação: Um exemplo de exponenciação na computação é o jogo que já faliu, e chegou a ser uma espécie de câncer, chamado de 2048, que consistia de 16 blocos, no qual blocos de 2, viraram de 4, que viraram 8, até que o infeliz chegasse no 2048, onde vencia o jogo (ou não), além da exponenciação explicar por que byte não segue a lógica de várias unidades, elevando-se a cada 1024, em vez de 1000, como nas unidades retardadas americanas em kilo e kilobyte.

Tipos de Expoentes e Bases famosas (ou não)Editar

  • Expoente 0 =  

Não se sabe como se definiu essa merda, mas algum retardado do nada achou isso e colocou, agradando todos ao redor e ficou assim mesmo. Outros dizem que criaram essa regra sem sentido para evitar uma certa divisão por zero, e bugar a cabeça de todo mundo, e logo pensaram em qualquer número para ser, e um que seja fácil, no qual ficou como 1, tirando o fato de que se a base for zero,  

  • Expoente 1 =  

Conhecido também como um expoente simples, ou seja, qualquer merda elevada a 1 é uma merda é o número que for elevado.

 
O uso mais correto da Exponenciação.
  • Expoente -1 =  

Chamado também de expoente trollador, costuma trollar a maioria das pessoas, achando que o mesmo irá trocar o sinal, mas apenas insere uma divisão fudida na conta, onde é um dividido pela base.

  • Expoente 23 =   (exemplo comum)

Usado apenas em contas demoníacas de química ou física envolvendo mols, ou também se o professor ou professora costumar ser muito filho da puta, mas apenas de ser um número grande pra caralho, apenas a parte do 6,02 costuma ser usada. (ou não)

  • Base 10 =  

É usado em contas desnecessárias de física, onde envolvem unidades grandes pra caralho, e por pura preguiça, diminuíram o número, para não ficar retardamente falando "seiscentos e sessenta e seis quintilhões, que demoraria demais em escrever o número, colocaram um jeito mais preguiçoso, que seria mais ou menos 666 vezes 10 na 18 (ou décima-oitava potência), que mesmo mais rápido para escrever, soaria mais tosco de falar.

  • Expoente de Expoente =  

Foram feitas para também trollar as pessoas, além de deixar várias com medo, mas diferente disso costuma ser fácil (ou não) e o resultado é apenas multiplicar o expoente em cima, com o expoente de baixo, ou bugar todo mundo ou abrir um portal do nada, usando vários expoentes, como no exemplo abaixo:

 

  • Expoente fracionado de um meio =  

Ver seção abaixo.

Treta com a RadiciaçãoEditar

Como várias pessoas costumam cagar nas calças ou ter medo quando veem raízes, ou até mesmo chorar na prova, assim como as inúmeras funções logarítmicas, que abusam das mesmas. Várias raízes costumam se disfarçar de elementos da exponenciação para enganar trouxas, como no fato de potências de números fracionados causam menos medo em pessoas do que raízes simples. (ou não)

Ver tambémEditar