Abrir menu principal

Desciclopédia β

Farroupilha (Rio Grande do Sul)

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Farroupilha (Rio Grande do Sul).

Cquote1.png Essa cidade só tem farrapos por aqui! Cquote2.png
Turistas sobre Farroupilha

Farroupilha, lugar que já existia antes da revolução esfarrapada, mas não tinha esse nome... SmileySmall.png pode-se chegar à brilhante conclusão de que ela tem esse nome por causa da guerrilha de farrapos... eu acho.

Índice

Sua históriaEditar

Analfabetismo histórico/geográfico é foda, mas sempre tirei ao menos a média, podendo-se dizer que farroupilha fica no Rio Grande do Sul, isso é garantido. Farroupilha é caracterizada por ser o berço da colonização dos gorduchos bigodudos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, mas o que isso tem a ver com a Revolução e seu nome? Nada, a não ser que nos dias atuais quem reside em Farroupilha não anda esfarrapado, tendo nojinho e frescura apenas por um leve rasguinho na roupa... se isso é bom ou ruim, eu não sei.

Sendo ou não muito esfarrapados, não eram de pedir desculpas, assim não abriram mão de entrar em guerra pra garantir... depois vejo isso, mas as primeiras famílias de imigrantes desembarcaram na localidade, que posteriormente passaria a chamar-se Nova Milano (quando esses colonos não tinham mais nada no que fazer), em maio de 1875, vindas da região de Milão, ao norte da Itália de onde não havia mais espaço para tantos pobretões morando por lá e, os mais filhos da puta abastados não davam muito espaço para que os pobres da região prosperassem, então eles vieram tentar prosperar aqui no sul brazuca, mas antes teriam que, todos em frangalhos, entrar em guerra por algumas conquistas, para depois prosperar... bom, após a revolução esfarrapada, cerca de 20% conseguiram prosperar. O restante participa de outras atividades da cidade, tais como descasar milho, dirigir trator e coisas assim.

A estrutura do município de Farroupilha começou a tomar forma quase que imediatamente à instalação das primeiras famílias de imigrantes em Nova Milano, ou seja, mais estrangeiros querendo nos explorar. Segundo dados históricos, entre 1885 e 1886, na Colônia Sertorina, que ficava em parte dentro do atual território farroupilhense, entre Linha Palmeiro (Bento Gonçalves) e a 1ª e 2ª Léguas (Caxias do Sul e não léguas de corridas de cavalos) Feijó Junior, dono das terras, instalou uma comunidade habitada por imigrantes italianos, principalmente trentinos e trevisanos, um mais narigudo do que o outro.

O lugarejo prosperou rapidamente com o sexo livre nesses familiares. Conseguiram um padre pedófilo permanente e a instalação de uma escola, sob a responsabilidade das irmãs da congregação de São Carlos que não faziam porra nenhuma naquela região. A cidade é dominada por pessoas que se denominam *os pé*

Sua emancipaçãoEditar

Com o progresso econômico da nova região foi inevitável, já que a merda já havia sido feita e que surgisse um movimento de emancipação. Os moradores dos novos núcleos queriam autonomia administrativa e política e não um mandachuva que mandasse em tudo sem o apoio da população e de outros politicos corruptos administrativos por lá. Em 1934, uma comitiva de 35 farroupilhenses, liderados por Ângelo Antonello representando as comunidades de Nova Vicenza, Nova Milano, Vila Jansen e Nova Sardenha, entregou uma petição sangrenta ao então interventor federal José Antônio Flores da Cunha. O município de Farroupilha foi criado através do decreto estadual 5.779 de 11 de dezembro de 1934 e não se fala mais nisso.

EconomiaEditar

Farroupilha tem uma economia diversificada sendo forte em diversos pontos, como o comércio, onde se destacam as redes de lojas de móveis e eletrodomésticos, embora apenas os ricos é que compravam essas coisas.

Na indústria destacam-se indústrias mete ferro, coureiro-pitbichas, malhas e malhinhas, móveis e vibradores, papel e embalagens, vinhos e sucos, indústria e comércio de ferragens, além de muitas outras encheções existentes naquela cidade.

Na agricultura, destacam-se a vitivinicultura e o plantio de kiwi, além dos cultivos de maconha e da cocaína, facilmente comercializado nos morros naquela cidade. Como tem kiwi pra cascalho, as indústrias se adaptaram à fruta:

LazerEditar

Sexta feira a noite: A gurizadinha desce tudo pro boteco entortar os canecos, tem que beber por que a mãe não tá, e o pai tá na Suzi Nitgh... que se não é grande coisa, ao menos, mais organizada que a Kiss... mas até as casinhas de cachorro são mais organizadas do que a Kiss.

Sábado de noite: Festa em outra cidade, menos em farrops.

Domingo todos dormem até as 3 e dai vão pra prefi trovar..

EsporteEditar

O maior representante esportivo da cidade é o Brasil de Farroupilha, que disputa a catastrófica segunda divisão gaúcha... pra que tanto esforço? Apenas por esportividade e pra ver se sai disso algum jogador bom... que claro, não ficará no time por muito tempo ou seja, título que preste, talvez daqui a uma Era.